Pablo Ricardo foi perseguido pelo pai da vítima e preso pela Polícia Militar
Ads

Na tarde da última terça-feira (6), policiais militares prenderam em flagrante um homem acusado de tentar estuprar uma menina de apenas 10 anos de idade, que é sobrinha dele. O caso se registrou na Folha 20 (Nova Marabá). O acusado foi identificado como Pablo Ricardo dos Santos Carvalho.

Ads

De acordo com o cabo da PM, Paulo Coelho, que prendeu o acusado junto com o soldado M. Diogo, o pai da vítima acionou o Núcleo Integrado de Operações Policiais (NIOP-190) comunicando o fato e informando que estava no encalço do acusado na Nova Marabá, à altura da Folha 16.

Quando os policiais chegaram à área indicada encontraram o pai da menina estuprada e logo à frente Pablo Ricardo, nas proximidades de um supermercado. Ele foi reconhecido pela vítima e também pelo pai dela.

Cabo Paulo Coelho e soldado M. Diogo prenderam o acusado em flagrante

Ainda de acordo com a PM, a caminho da Delegacia Especializada de Atendimento à Criança e ao Adolescente (DEACA), no interior da viatura policial, Pablo Ricardo confessou que se aproveitou o momento em que a vítima estava dormindo para tirar as roupas da menina, mas ela acordou e ele saiu correndo.

Na DEACA, a delegada Simone Felinto tomou depoimento do acusado e o encaminhou ao Poder Judiciário na manhã de ontem (7), onde ele passou por audiência de custódia e foi mantido o flagrante por estupro de vulnerável (crime tentado).

Segundo o Artigo 217-A do Código Penal Brasileiro (CPB), incorre no crime de estupro de vulnerável quem tem conjunção carnal ou pratica outro ato libidinoso com menor de 14 anos. A pena prevista varia de oito a 15 anos de reclusão. (Chagas Filho)

 

Ads