Correio de Carajás

Governo repassa mais de R$ 1 milhão para o Círio 2019 e obras sociais

Cláudio Acatauassú (e) e Helder Barbalho ao lado da Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré/ Foto: Marcelo Seabra / Ag. Pará
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A Capela do Palácio Lauro Sodré, em Belém, de onde saiu, em 1793, o primeiro Círio de Nazaré, foi o lugar escolhido para a assinatura do termo de repasse, pelo Governo do Pará, de R$ 1,1 milhão à organização do Círio 2019, na tarde desta quinta-feira (5). O Estado apoiará as ações da Festividade e vai viabilizar não só os preparativos para as 12 procissões, mas também outras atividades, como o Círio Musical, o acolhimento e alimentação dos romeiros e voluntários na Casa de Plácido, e a impressão de materiais, como livros de peregrinação, banners e cartazes.

O governador Helder Barbalho assinou o termo de repasse dos recursos para a Diretoria da FestaFoto: Marcelo Seabra / Ag. Pará

Parte do recurso será distribuído, ainda, às obras sociais da Paróquia de Nazaré, às creches e pastorais. “Nós temos uma série de contribuições que são feitas para o Círio de Nazaré. Tem uma série de eventos na festa nazarena. Essa ajuda do governo vem pra esse conjunto como um todo, incluindo as obras sociais”, ressaltou o arcebispo Metropolitano de Belém, D. Alberto Taveira.

Além do governador Helder Barbalho e do vice-governador, Lúcio Vale, participaram do ato a secretária de Estado de Cultura, Ursula Vidal; o coordenador-geral da Diretoria da Festa, Cláudio Acatauassú, e o presidente da Diretoria, padre Luiz Carlos. Na solenidade, foi destacada a presença do Estado como patrocinador oficial do Círio 2019. “O governo do Estado tem absoluta compreensão do Círio, seja no âmbito religioso, seja na economia, que fica aquecida nessa época do ano, e o governo reforça seu papel de estar presente nesse momento tão esperado por nós, paraenses”, ressaltou Helder Barbalho.

Leia mais:
Helder Barbalho e o arcebispo Metropolitano de Belém, D. Alberto TaveiraFoto: Marcelo Seabra / Ag. Pará

Cláudio Acatauassú informou que toda a programação do Círio precisa de R$ 3,5 a R$ 4 milhões por ano. Por isso, foi criada uma comissão financeira para gerenciar o volume de recursos repassado pelos patrocinadores. “Desde o ano passado nós criamos uma comissão, que trabalha intensamente no controle de todo o dinheiro que envolve o Círio de Nazaré. Todas as demandas são analisadas e os orçamentos revistos, pra tudo encaixar na nossa conta”, informou Cláudio Acatauassú.

Grandiosidade – Este ano, o Círio de Nossa Senhora de Nazaré terá como tema “Maria – Mãe da Igreja”. Considerada uma das maiores festas religiosas do planeta, o Círio reúne mais de 2 milhões de fiéis nas ruas de Belém, e representa a fé e a devoção em Nossa Senhora de Nazaré, padroeira do Pará. A Festividade atrai milhares de turistas para as 12 procissões, realizadas nos 15 dias da quadra nazarena.

O Círio, a principal procissão, neste ano será realizado no dia 13 de outubro, percorrendo várias ruas de Belém, saindo da Catedral Metropolitana em direção à Basílica Santuário de Nossa Senhora de Nazaré.

(Agência Pará)

Mais

Estados e municípios poderão utilizar saldos de fundos de saúde

Estados e municípios poderão utilizar saldos de fundos de saúde

O presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei complementar que estende até o fim de 2021 a autorização concedida a estados,…
Senadores avaliam semana da CPI da Pandemia como positiva

Senadores avaliam semana da CPI da Pandemia como positiva

Os senadores avaliaram de forma positiva a primeira semana de oitivas da CPI da Pandemia. Foram ouvidos os ex-ministros da…
Brasil precisa fortalecer produção de insumos, diz Queiroga

Brasil precisa fortalecer produção de insumos, diz Queiroga

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta quinta-feira (6) em depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia…
Queiroga diz que enfrentamento à pandemia requer união de forças

Queiroga diz que enfrentamento à pandemia requer união de forças

Em depoimento nesta quinta-feira (6) à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia no Senado, o ministro da Saúde, Marcelo…
Teich diz que deixou cargo por falta de autonomia e por não aceitar cloroquina

Teich diz que deixou cargo por falta de autonomia e por não aceitar cloroquina

O ex-ministro da Saúde Nelson Teich disse nesta quarta-feira (5) em depoimento à CPI da Pandemia que deixou o governo…
Bolsonaro defende liberdade e cogita decreto de livre circulação

Bolsonaro defende liberdade e cogita decreto de livre circulação

Em discurso hoje (5) em cerimônia no Palácio do Planalto, o presidente Jair Bolsonaro falou sobre as manifestações ocorridas no 1º de…