Correio de Carajás

Governo do Pará mantém todo o estado em risco intermediário de contágio pela Covid-19

Governador do PA Helder Barbalho mantém o estado em bandeiramento amarelo/ Foto: Reprodução / Agência Pará
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Apesar na queda do número de novos casos e internações pela doença, Helder Barbalho anunciou que estado segue na "bandeira amarela". Nova avaliação epidemiológica será feita na próxima semana.

O governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), anunciou na última quinta-feira (24) que não haverá mudanças no bandeiramento de risco da Covid-19 nas regiões do estado nesta semana. Com isso, todo o Pará continua na “bandeira amarela”, que representa risco intermediário de contágio pela doença. As informações foram divulgadas nas redes sociais do governador.

Segundo Helder, a decisão foi tomada após reunião com Comitê Técnico e Científico, liderado pela Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). Os estudos do comitê, de acordo com Barbalho, indicam queda acentuada no nível de contágio em todas as regiões paraenses. No entanto, como forma de precaução, foi decidido a manutenção das medidas restritivas que já estão em vigor.

“Mais importante é a excelente notícia de que todos os gráficos demonstram que todas as regiões estão com uma queda acentuada no nível de contágio e, principalmente, nas demandas por leito. Quando eu falo em demanda por leito, é uma demonstração da eficácia da vacinação. Quanto mais gente sendo vacinada, melhor a condição, menos gente precisando de leitos. E eu quero reforçar o meu pedido para que todos se vacinem. Fique atento ao calendário de vacinação, claro, não esquecendo da segunda dose e do uso de máscara”, reforçou Helder Barbalho.

Leia mais:

O percentual de ocupação de leitos clínicos exclusivos para tratamento da Covid-19, em todo o Estado, estava em 42,1%,, e o de leitos de UTI (Unidade de terapia Intensiva) em 63,45%. Uma nova avaliação epidemiológica deve ser feita na próxima semana para determinar possíveis mudanças no bandeiramento.

Entenda o bandeiramento

Bandeiramento elaborado pelo Governo do Pará/ Foto: Reprodução/ Governo do Pará
Bandeiramento elaborado pelo Governo do Pará/ Foto: Reprodução/ Governo do Pará

A classificação em bandeiras foi um critério adotado pelo Governo do Estado para definir os níveis de risco de contágio pelo novo coronavírus. A divisão faz parte do plano “Retoma Pará”, que prevê a reabertura gradual das atividades econômicas no estado.

Durante o plano, o governo do Pará utilizará bandeiras para sinalizar as cinco fases de reabertura. Segundo o Governo, o estado foi dividido em zonas, que foram classificadas de acordo com a taxa de leitos de UTI disponíveis, taxas de testes e índice de contágio da doença em cada região. (G1 Pará)

Segundo os critérios determinados pelo Governo, cada região do estado foi enquadrado entre:

  • Risco Alto (bandeira vermelha) – municípios com taxa de transmissão alta e baixa capacidade do sistema de saúde
  • Risco Médio (bandeira laranja) – municípios com taxa de transmissão média e média capacidade do sistema de saúde
  • Risco Intermediário (bandeira amarela) – Municípios paraenses com taxa de transmissão intermediária e média capacidade
  • Risco Baixo (bandeira verde) – Municípios com taxa de transmissão baixa e alta capacidade do sistema de saúde
  • Risco mínimo (bandeira azul) – Município com taxa de transmissão mínima e alta capacidade do sistema de saúde
Comentários

Mais

Fiocruz pede inclusão de BioManguinhos como produtor de IFA nacional

Fiocruz pede inclusão de BioManguinhos como produtor de IFA nacional

O Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos da Fundação Oswaldo Cruz (Bio-Manguinhos/Fiocruz), encaminhou à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) o…
OMS declara a B.1.1.529 como 'variante de preocupação' e dá o nome de 'ômicron'

OMS declara a B.1.1.529 como 'variante de preocupação' e dá o nome de 'ômicron'

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou a B.1.1.529 como uma “variante de preocupação” e escolheu como nome “ômicron”. Com essa classificação, a nova…
Prefeitura de Marabá cancela réveillon, mas divulga no mesmo dia grande evento esportivo

Prefeitura de Marabá cancela réveillon, mas divulga no mesmo dia grande evento esportivo

Nesta quinta-feira (25), a Prefeitura Municipal de Marabá, por meio do seu site oficial, divulgou uma nota confirmando o cancelamento…
Folha não publicou tuíte questionando se absolvição de jovem nos EUA pode estimular bolsonaristas a atirarem contra manifestantes no Brasil

Folha não publicou tuíte questionando se absolvição de jovem nos EUA pode estimular bolsonaristas a atirarem contra manifestantes no Brasil

Falso É falsa a montagem que circula no Facebook simulando tuíte do jornal Folha de S.Paulo com o título “A…
Turismo nacional deve encerrar o ano com crescimento de 16%

Turismo nacional deve encerrar o ano com crescimento de 16%

O turismo brasileiro deve terminar o ano com crescimento de 16% e faturamento de R$ 130 bilhões, 22% inferior ao…
Atraso na entrega e propaganda enganosa lideram reclamações na Black Friday

Atraso na entrega e propaganda enganosa lideram reclamações na Black Friday

As reclamações de consumidores devido a atrasos em entregas de produtos lideram o ranking nesta Black Friday, representando 20,94%. Segundo levantamento…