Correio de Carajás

‘Freteiro’ é executado a tiros após mudança no Cidade Jardim

Policiais civis e peritos do Instituto Médico Legal buscam pistas no local do crime/ Foto: Josseli Carvalho
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Nilvan Joaquim dos Santos, de 41 anos, que trabalhava como mototaxista e também fazia fretes com uma caminhonete F-4.000, foi assassinado no início da noite de ontem (18), logo após fazer um frete no Cidade Jardim. Nilvan, que tinha o apelido pejorativo de “Fede a merda”, foi executado com vários tiros por um criminoso que estava de moto e possivelmente tinha um comparsa.

A primeira autoridade policial a chegar ao local do crime foi a guarnição do sargento C. Araújo, da Polícia Militar. Ele disse ter recebido uma chamada pelo Núcleo Integrado de Operações Policiais (NIOP-190) com a informação de que moradores da Cidade Jardim teriam ouvido disparos de arma de fogo. Ao chegar ao local, na Rua D-10, os militares encontraram o corpo no chão perto da caminhonete.

Ainda de acordo com o militar, o proprietário da casa disse que a vítima fez uma mudança para ele e, após tirar os objetos que estavam no baú da caminhonete, Nilvan foi fechar o veículo, momento em que foi alvejado por vários tiros. Obviamente assustado, o dono da residência diz que, quando ouviu os disparos, correu para dentro de casa e só saiu quando a polícia chegou.

Leia mais:

Muito possivelmente o criminoso já estava à espreita, observando a vítima, e esperou o momento oportuno para tirar-lhe a vida. Os vizinhos ouviram vários tiros, depois houve uma pequena pausa e logo em seguida mais dois tiros foram efetuados.

Investigadores do Departamento de Homicídios estiveram no local do crime colhendo as primeiras informações. Um filho da vítima compareceu ao local logo depois do crime e prestou algumas informações informalmente, mas certamente será ouvido no decorrer dos próximos dias.

A vítima

Nilvan costumava fazer ponto de mototaxista no Km 6, onde também mantinha sua caminhonete de fretes. Ele já tinha se metido em pelo menos duas confusões – que foram noticiadas pelo CORREIO – com outros mototaxistas.

Nilvan foi parar na delegacia, em 2017, por causa de uma briga com outro mototaxi

Além disso, a reportagem apurou que algum tempo atrás ele foi alvo de uma tentativa de assalto, mas conseguiu, com ajuda de outra pessoa, dominar os ladrões que queriam roubar sua caminhonete e entrega-lo à Polícia.

Outra informação que a reportagem colheu, pesquisando a página do Tribunal de Justiça do Pará (TJPA), é que Nilvan era réu em um processo de violência doméstica e também estava indicado por crimes de trânsito. (Chagas Filho e Josseli Carvalho)

Mais

Assaltante de banco foragido de Goiás é preso em Conceição do Araguaia

Assaltante de banco foragido de Goiás é preso em Conceição do Araguaia

Um homem acusado de envolvimento em assaltos de agências bancárias no Estado de Goiás foi preso pela Polícia Civil na…
Mulher é acusada de exercer advocacia ilegalmente

Mulher é acusada de exercer advocacia ilegalmente

Uma mulher foi detida em Conceição do Araguaia, no sul do Pará, acusada de exercer ilegalmente a advocacia. O fato…
Assaltante atuante em três municípios é preso

Assaltante atuante em três municípios é preso

Foi preso Marcos Ferreira Farias, de 19 anos, em um posto policial da Rodovia PA-275, no município de Eldorado do…
Mãe quer solução para morte do filho

Mãe quer solução para morte do filho

  Foi liberado do Instituto Médico Legal (IML) de Marabá, nesta segunda-feira (17), o corpo de Marcos André Sousa Cardoso,…
Ocupantes de carro que capotou estavam embriagados

Ocupantes de carro que capotou estavam embriagados

Uma das ocupantes do veículo Volkswagen Gol que caiu da ponte do Rio Tocantins, em Marabá, neste final de semana,…
Corpo pode ser de jovem forçada a gravar “confissão”

Corpo pode ser de jovem forçada a gravar “confissão”

Um corpo não identificado foi encontrado às margens de um córrego no Jardim Liberdade, loteamento do município de Tailândia. Pela…