Correio de Carajás

Fotógrafo de Parauapebas vence Prêmio de Fotografia e Turismo do Estado do Pará

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O fotógrafo de Parauapebas Anderson Souza foi um dos vencedores do Prêmio de Jornalismo em Turismo Comendador Marques dos Reis que aconteceu na última semana, dia 15 de novembro em Belém. Como já mencionado na nossa coluna anterior, a premiação foi uma inciativa da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo do Pará (Abrajet Pará), com o apoio das Secretarias de Turismo (Setur) e Comunicação (Secom), da Abrajet Nacional e do Sindicato dos Jornalistas do Pará (Sinjor/PA).

Anderson venceu na categoria #MeuBemPará que é uma categoria livre, para profissionais ou não da área de comunicação e turismo participarem. Esta categoria, de acordo com a SECOM, visa estimular a participação de um público mais amplo e dialogar com este cenário atual da internet, redes sociais e os vários olhares que cada um possui dentro da riqueza e diversidade natural e cultural do Pará.

Foram cinco imagens selecionadas no #MeuBemPará e cada vencedor levou para casa R$ 1 mil pela premiação. Na oportunidade, o fotógrafo não pôde estar presente para receber o prêmio, mas mesmo de longe vibrou com o reconhecimento a nível estadual publicando em suas redes sociais. A foto é um recorte da paisagem da cidade de Marabá tendo como pano de fundo o Rio Tocantins e as belezas de um pôr-do-sol espetacular.

Leia mais:

Anderson tem fotografado muito nos últimos anos na região, com um trabalho que vem crescendo expressivamente. Registros artísticos que passam pelas cidades de Marabá, Curionópolis (Serra Pelada), Parauapebas e Serra dos Carajás. Atualmente ele está com uma exposição do povo Xikrin do Kateté, que acabou de desembarcar na Itália, para um momento único no Mercatino Della Fantasia, que é um projeto conduzido pelo padre Italiano Roberto Sibani que faz uma conexão com a cidade de Parauapebas há alguns anos.

Ao todo, a exposição possui 20 fotografias que perpassam pela narrativa fotográfica de quatro anos de Anderson registrando os índios das comunidades Xikrin do povo Kayapó: Ôodjân, Djudjêkô e Kateté.

Anderson já teve trabalhos publicados pela BBC Brasil e, em maio deste ano, participou da exposição The Family Of Man, em Golshahr, no Irã, como convidado do coletivo EveryDay Brasil, na oportunidade representando o Estado do Pará com a cultura indígena Xikrin. Algumas das obras do fotografo podem ser adquiridas pelo conto comercial disponível nas suas redes sociais.

 

Saiba quais os ganhadores da categoria #MeuBemPará do Prêmio de Jornalismo.

1º Lugar: Luiz Cláudio Nascimento Ferreira – “Cavalhada”

2º Lugar: Rafael Fernando Serrão Chaves – “Quando a vida é uma poesia”

3º Lugar: Otavio Henriques Nascimento Ferreira Neponucena – “Imponente”

4º Lugar: Maria da Conceição Miranda de Souza – “Pedra do Ver o Peso”

5º Lugar: Anderson dos Santos de Souza – “Olhar Carajás”

Até o nosso próximo encontro!

O fotógrafo de Parauapebas Anderson Souza foi um dos vencedores do Prêmio de Jornalismo em Turismo Comendador Marques dos Reis que aconteceu na última semana, dia 15 de novembro em Belém. Como já mencionado na nossa coluna anterior, a premiação foi uma inciativa da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo do Pará (Abrajet Pará), com o apoio das Secretarias de Turismo (Setur) e Comunicação (Secom), da Abrajet Nacional e do Sindicato dos Jornalistas do Pará (Sinjor/PA).

Anderson venceu na categoria #MeuBemPará que é uma categoria livre, para profissionais ou não da área de comunicação e turismo participarem. Esta categoria, de acordo com a SECOM, visa estimular a participação de um público mais amplo e dialogar com este cenário atual da internet, redes sociais e os vários olhares que cada um possui dentro da riqueza e diversidade natural e cultural do Pará.

Foram cinco imagens selecionadas no #MeuBemPará e cada vencedor levou para casa R$ 1 mil pela premiação. Na oportunidade, o fotógrafo não pôde estar presente para receber o prêmio, mas mesmo de longe vibrou com o reconhecimento a nível estadual publicando em suas redes sociais. A foto é um recorte da paisagem da cidade de Marabá tendo como pano de fundo o Rio Tocantins e as belezas de um pôr-do-sol espetacular.

Anderson tem fotografado muito nos últimos anos na região, com um trabalho que vem crescendo expressivamente. Registros artísticos que passam pelas cidades de Marabá, Curionópolis (Serra Pelada), Parauapebas e Serra dos Carajás. Atualmente ele está com uma exposição do povo Xikrin do Kateté, que acabou de desembarcar na Itália, para um momento único no Mercatino Della Fantasia, que é um projeto conduzido pelo padre Italiano Roberto Sibani que faz uma conexão com a cidade de Parauapebas há alguns anos.

Ao todo, a exposição possui 20 fotografias que perpassam pela narrativa fotográfica de quatro anos de Anderson registrando os índios das comunidades Xikrin do povo Kayapó: Ôodjân, Djudjêkô e Kateté.

Anderson já teve trabalhos publicados pela BBC Brasil e, em maio deste ano, participou da exposição The Family Of Man, em Golshahr, no Irã, como convidado do coletivo EveryDay Brasil, na oportunidade representando o Estado do Pará com a cultura indígena Xikrin. Algumas das obras do fotografo podem ser adquiridas pelo conto comercial disponível nas suas redes sociais.

 

Saiba quais os ganhadores da categoria #MeuBemPará do Prêmio de Jornalismo.

1º Lugar: Luiz Cláudio Nascimento Ferreira – “Cavalhada”

2º Lugar: Rafael Fernando Serrão Chaves – “Quando a vida é uma poesia”

3º Lugar: Otavio Henriques Nascimento Ferreira Neponucena – “Imponente”

4º Lugar: Maria da Conceição Miranda de Souza – “Pedra do Ver o Peso”

5º Lugar: Anderson dos Santos de Souza – “Olhar Carajás”

Até o nosso próximo encontro!

Comentários

Mais

Crônica de ninar para um Levi recém-chegado

Crônica de ninar para um Levi recém-chegado

Levi, o primogênito de Jéssika (com K mesmo) e Felipe Lincoln acaba de chegar ao mundo. A um mundo muito…

Síndrome do Desgaste Profissional

O termo, Síndrome do Desgaste Profissional ou Síndrome de Burnout, foi criado pelo psiquiatra inglês Herbert Freundenberg no ano 1974,…
CRÔNICA OURIÇO CHEIO

CRÔNICA OURIÇO CHEIO

Quando a vida no seu curso quase que natural me convocou à definição de que rumo profissional seguir, fiz falar…
Coluna Carlos Mendes

Coluna Carlos Mendes

Contas em Portugal O ex-secretário da Sefa, Nilo Noronha,que atuou no governo de Simão Jatene, lavrou uma procuração ao advogado…
Coluna Carlos Mendes

Coluna Carlos Mendes

Fonte e crime O sigilo da fonte na atividade jornalística sempre foi e será – menos nas ditaduras de esquerda…
Bilhões para quem?

Bilhões para quem?

Bilhões para quem? Os municípios de Parauapebas e Canaã dos Carajás não cansam de quebrar seus próprios recordes em matéria…