Correio de Carajás

Fazendinha: Reunião no Incra deve definir próximos passos

Na manhã de hoje, terça-feira (27), produtores rurais se reuniram na sede da superintendência do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), em Marabá, com representantes de diversos órgãos. Em pauta, a situação da Fazenda Fazendinha, localizada em Curionópolis, que vem sendo palco de conflito nas últimas semanas.

Agora à tarde é a vez das lideranças do Movimento Sem Terra sentarem para discutir. Uma decisão acerca da questão deverá ser tomada até o final do dia.

Estão se reunindo com as partes o superintendente regional do Incra, Asdrubal Bentes, a Ouvidoria Agrária Nacional, representada por Jorge Tadeu Correia, a Polícia Civil, a Polícia Militar, a Polícia Federal e o Ministério Público do Estado do Pará.

Leia mais:

Há sete anos trabalhadores sem-terra ocupam o local que é território da União e há mandado de reintegração de posse expedido para o local. Famílias dividem espaço em um acampamento com os fazendeiros ocupam a área desde 1.995.  

No último dia 19 houve um acirramento da disputa entre trabalhadores sem-terra e produtores rurais da região quando integrantes do movimento ocuparam a sede. Eles passaram cinco dias no local antes de retornarem para o acampamento montado em 2010.  Produtores rurais da região se uniram em apoio à família do fazendeiro Sidnei Rubens Oliveira Barreto, conhecido como Dow, que ocupa a área, e chegaram a montar acampamento na Rodovia PA-275. (Luciana Marschall)

Na manhã de hoje, terça-feira (27), produtores rurais se reuniram na sede da superintendência do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), em Marabá, com representantes de diversos órgãos. Em pauta, a situação da Fazenda Fazendinha, localizada em Curionópolis, que vem sendo palco de conflito nas últimas semanas.

Agora à tarde é a vez das lideranças do Movimento Sem Terra sentarem para discutir. Uma decisão acerca da questão deverá ser tomada até o final do dia.

Estão se reunindo com as partes o superintendente regional do Incra, Asdrubal Bentes, a Ouvidoria Agrária Nacional, representada por Jorge Tadeu Correia, a Polícia Civil, a Polícia Militar, a Polícia Federal e o Ministério Público do Estado do Pará.

Há sete anos trabalhadores sem-terra ocupam o local que é território da União e há mandado de reintegração de posse expedido para o local. Famílias dividem espaço em um acampamento com os fazendeiros ocupam a área desde 1.995.  

No último dia 19 houve um acirramento da disputa entre trabalhadores sem-terra e produtores rurais da região quando integrantes do movimento ocuparam a sede. Eles passaram cinco dias no local antes de retornarem para o acampamento montado em 2010.  Produtores rurais da região se uniram em apoio à família do fazendeiro Sidnei Rubens Oliveira Barreto, conhecido como Dow, que ocupa a área, e chegaram a montar acampamento na Rodovia PA-275. (Luciana Marschall)

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.