Correio de Carajás

Exército e Bombeiros caçam homem que desapareceu na mata de Marabá há 12 dias

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Cerca de 40 homens do Exército, 5 do Corpo de Bombeiros e dois helicópteros estão mobilizados na busca por Giliard Reis Santos, 36 anos, que se perdeu no interior da Reserva Biológica do Tapirapé, em Marabá, no dia 10 deste mês. A região em que ele estaria perdido fica próxima à Vila Bandinha, depois da Vila União.

Na tarde desta segunda-feira, em entrevista ao CORREIO DE CARAJÁS, a esposa de Giliard, Neidiane Ribeiro dos Santos Reis, contou que eles moram no Bairro Novo Horizonte, aqui em Marabá, e que ele estava desempregado e organizou uma caçada na referida floresta em companhia de Valdecy e Cândido. Saíram daqui no dia 30 de março e nunca mais ela teve contato com o marido, porque na região não pega sinal de telefone celular.

Neidiane diz que Valdeci e Cândido chegaram com a notícia do desaparecimento de seu marido cinco dias depois do episódio. Eles disseram que montaram acampamento no pé de uma serra no dia 10 de abril e que Valdeci saiu para procurar banana e Giliard resolveu fazer incursão na serra, por volta de 15h30, mas sem nenhuma arma, apenas com a roupa do corpo.

Leia mais:

Quando Valdeci retornou, perto do pôr-do-sol, ficou preocupado com o sumiço do amigo e resolveu procurá-lo juntamente com Cândido. Os dois teriam vasculhado a mata fechada até perto de meia noite, mas não o encontraram. No dia seguinte, fizeram o mesmo e não havia vestígio dele. Os dois, então, vieram para Marabá, onde comunicaram o caso à Neidiane.

Ao ficar sabendo do desaparecimento do marido, Neidiane diz que registrou ocorrência na delegacia, pediu ajuda do Corpo de Bombeiros, da Defesa Civil, que por sua vez acionou o Exército. A mineradora Vale disponibilizou uma diária de helicóptero para ajudar nas buscas.

No dia 15 deste mês, uma equipe do Corpo de Bombeiros foi para a região, levando dois cães farejadores. No dia 17, a 23ª Brigada de Infantaria de Selva também enviou um grupo de 40 militares para ajudar nas buscas.

A Assessoria de Imprensa da Vale informou à Reportagem que Giliard não trabalha na empresa e nem para terceirizadas, tendo disponibilizado helicóptero na semana passada a pedido do Corpo de Bombeiros. Ontem, domingo, e hoje, segunda-feira, outro helicóptero, do próprio Corpo de Bombeiros, fez varredura na área e não achou nada.

Nediane diz que tem esperança de que o marido esteja bem. Ela revela que ele é forte, saudável, é lutador de jiu-jitsu, faz academia e dificilmente adoece. “Estamos pedindo ajuda para quem souber do seu paradeiro poder falar pra gente”, disse ela, em tom de desespero. (Ulisses Pompeu)

Mais

Sintepp anuncia greve na educação de Marabá para esta terça-feira

Sintepp anuncia greve na educação de Marabá para esta terça-feira

Por meio de seu blog na Internet, a Subsede local do Sindicato dos Trabalhadores na Educação (Sintepp) anunciou, nesta segunda-feira,…
Banco Central abre consultas para saques e trocos via Pix

Banco Central abre consultas para saques e trocos via Pix

Até 9 de junho, correntistas e clientes de todo o país poderão apresentar sugestões para que o Banco Central (BC)…
Mais de 38 mil pessoas já participaram de contações de história durante a pandemia

Mais de 38 mil pessoas já participaram de contações de história durante a pandemia

A pandemia da covid-19 consolidou a internet como principal plataforma de entretenimento no Brasil. A rede está repleta de programações…
Petrobras firma contrato para construção de sétima plataforma

Petrobras firma contrato para construção de sétima plataforma

A Petrobras divulgou hoje (10) que assinou contrato para construção da P-78, sétima unidade a ser instalada no campo de…
79% de mulheres que atuam na música são discriminadas

79% de mulheres que atuam na música são discriminadas

Pesquisa realizada pela União Brasileira de Compositores (UBC) junto a compositoras, intérpretes, musicistas, produtoras fonográficas e técnicas, não necessariamente associadas…
Fiocruz investiga transmissão da covid-19 entre crianças e adultos

Fiocruz investiga transmissão da covid-19 entre crianças e adultos

Um estudo coordenado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) em parceria com outras instituições de pesquisa constatou uma transmissão mais frequente…