Correio de Carajás

Ex-marido de Vanuza foi preso como mandante do crime

“Manelão” esteve no velório e no enterro de Vanuza e Jacsiane e parecia estar muito comovido/Fotos: Evangelista Rocha
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

 

Como já era especulado na cidade desde o dia do crime, Manoel Messias Moura, o “Manelão”, ex-marido da ex-secretária de Turismo, Vanuza Silva Barbosa, está entre os presos acusados de envolvimento no assassinato dela e da filha, Jacsiane Barbosa de Moura, ocorrido no dia 29 de novembro do ano passado. Segundo a Polícia Civil, “Manelão” é apontado como mandante do crime.

A reportagem deste CORREIO apurou que “Manelão” foi preso na cidade de Teresina, no Piauí, na casa de uma namorada dele. Durante seu interrogatório, “Manelão” tinha dito que ainda estava casado com Vanuza, mas a polícia apurou por outros depoimentos que Vanuza já tinha se separado dele. E é justamente aí que pode estar a motivação do crime, conforme apurado pela Polícia Civil.

Leia mais:

Inclusive, ao ser questionado sobre o que motivou o duplo assassinato, o delegado Toni Rinaldo Rodrigues de Vargas, responsável pela investigação e pelas prisões, foi enfático: “Ciúme, ganância e sentimento de posse”.

Toni Vargas, titular do Departamento de Homicídios, conduziu a investigação e as prisões – Foto: Evangelista Rocha

O que chama atenção nesse caso é a frieza de “Manelão”, que estava viajando no dia do crime, mas voltou a Marabá logo depois do ocorrido e participou do velório e do cortejo fúnebre, como se nada tivesse a ver com o crime.

Os outros dois presos na operação são apontados como o autor do assassinato e um facilitador para que o pistoleiro chegasse até o sítio onde as vítimas estavam, matasse as duas e conseguisse fugir tranquilamente. Essas duas prisões ocorreram nas cidades de Santa Izabel do Pará e Mãe do Rio, no Pará.

Além desses três presos envolvidos diretamente no duplo assassinato, por conta dos mandados emitidos pela Justiça, outras três pessoas também foram presas, mas porque estavam armadas nos locais onde a polícia deu cumprimento aos mandados, sendo autuadas em flagrante por posse ilegal de arma.

Por outro lado, o Departamento de Homicídios não liberou, para a Imprensa, os nomes dos presos nesta sexta-feira. O único nome que a Imprensa descobriu foi o de “Manelão”.

Vanuza e Jacsiane foram assassinadas a tiros no dia 29 de novembro do ano passado, no chacreamento Recanto dos Pássaros, em São Félix. Duas crianças (filhas de Jacsiane e netas de Vanuza) presenciaram o crime. (Chagas Filho)

 

Comentários

Mais

MJ estabelece normas para visitas íntimas nas penitenciárias do país

MJ estabelece normas para visitas íntimas nas penitenciárias do país

Uma resolução do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), publicada no Diário Oficial da União  desta quinta-feira (2), estabelece normas para as visitas…
PM e empresários definem policiamento no comércio de Marabá

PM e empresários definem policiamento no comércio de Marabá

Nesta sexta-feira (3) tem início oficial a “Operação Boas Festas 2021”, que vai se estender durante todo este mês de…
Mulher se passa por compradora e furta moto na hora de dar “uma voltinha”

Mulher se passa por compradora e furta moto na hora de dar “uma voltinha”

Um homem, que não quis se identificar, teve sua moto furtada na última segunda-feira (29), por volta das 14h30, na…
Mulher é ameaçada de morte, outra ferida com machado e a terceira trancada fora de casa

Mulher é ameaçada de morte, outra ferida com machado e a terceira trancada fora de casa

A semana mal começou e em Marabá já foram registrados três casos de violência doméstica em dois dias, o primeiro…
Quinze presos são transferidos do Pará para unidades de segurança máxima de outros estados

Quinze presos são transferidos do Pará para unidades de segurança máxima de outros estados

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) transferiu nesta terça-feira (30) para unidades de segurança máxima do Sistema Penitenciário…
Polícia encontra carro que atropelou Mayquinho e motorista se apresenta minutos depois na Delegacia

Polícia encontra carro que atropelou Mayquinho e motorista se apresenta minutos depois na Delegacia

Alisson Henrique Ferreira Braz se entregou à polícia no início da noite desta terça-feira (30) após seu carro, um Chevrolet…