Correio de Carajás

Ex-dono de siderúrgica é crivado de balas no semáforo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Por volta de 8h30 desta sexta-feira, 21 de julho, o empresário Demétrius Ribeiro, ex-proprietário da Usimar (Usina Siderúrgica de Marabá) e atual dono da D & D Metalúrgica, foi assassinado com diversos tiros enquanto aguardava o semáforo da Folha 33 abrir.

Ele estava em um veículo na via marginal da Rodovia BR-230 (Transamazônica) e foi surpreendido por dois homens que chegaram de moto pela sua esquerda. Ele dirigia o veículo e não deu tempo de esboçar nenhum tipo de reação. Após os disparos e com a certeza de que a vítima estava morta, os bandidos fugiram em direção ao Km 6.

A ambulância do Samu foi acionada e quando os paramédicos chegaram, só deu tempo de constatar o óbito. Ainda não se sabe quantos tiros ele levou (especula-se mais de sete), mas Demétrius estava em um Gol Rally com película, acompanhado de sua esposa Ielma, que ficou muito abalada, mas não sofreu nenhum ferimento.

Leia mais:

A polícia está às proximidades para preservar o local de crime e o corpo ainda não foi removido por legistas do IML (Instituto Médico Legal).

A delegada Raissa Beleboni, Delegacia de Homicídios, disse agora a pouco que foi acionada e sua equipe irá avaliar o local de crime e acompanhar a perícia dos técnicos do IML, analisar o histórico da vítima e as possíveis motivações que levaram ao assassinato. “Realmente os bandidos foram audaciosos, cometendo um crime numa via bastante movimentada e à luz do dia. Não parece um crime contra o patrimônio, porque aparentemente não levaram nada. Parece mais crime de execução”, disse, observando que deverá avaliar se havia câmera de segurança naquele perímetro.

Na década de 2000, Demétrius chegou a ser suplente de senador e escreveu o livro “Do Alto do Coco ao Senado”, contando sua trajetória, desde que nasceu no interior do Maranhão até chegar ao posto de suplente do senador da República Mário Couto.

Ele também comprou o antigo Hospital Celina Gonçalves, mas depois vendeu para o Estado, que o transformou em Hospital Regional Público do Sudeste. Visionário, comprou TV Eldorado (SBT) e também a Rádio Itacaiunas, por ser um apaixonado por comunicação.

Esta Reportagem poderá ser atualizada com mais informações durante o dia de hoje. (Chagas Filho e Ulisses Pompeu)

(fotos:divulgação)

Por volta de 8h30 desta sexta-feira, 21 de julho, o empresário Demétrius Ribeiro, ex-proprietário da Usimar (Usina Siderúrgica de Marabá) e atual dono da D & D Metalúrgica, foi assassinado com diversos tiros enquanto aguardava o semáforo da Folha 33 abrir.

Ele estava em um veículo na via marginal da Rodovia BR-230 (Transamazônica) e foi surpreendido por dois homens que chegaram de moto pela sua esquerda. Ele dirigia o veículo e não deu tempo de esboçar nenhum tipo de reação. Após os disparos e com a certeza de que a vítima estava morta, os bandidos fugiram em direção ao Km 6.

A ambulância do Samu foi acionada e quando os paramédicos chegaram, só deu tempo de constatar o óbito. Ainda não se sabe quantos tiros ele levou (especula-se mais de sete), mas Demétrius estava em um Gol Rally com película, acompanhado de sua esposa Ielma, que ficou muito abalada, mas não sofreu nenhum ferimento.

A polícia está às proximidades para preservar o local de crime e o corpo ainda não foi removido por legistas do IML (Instituto Médico Legal).

A delegada Raissa Beleboni, Delegacia de Homicídios, disse agora a pouco que foi acionada e sua equipe irá avaliar o local de crime e acompanhar a perícia dos técnicos do IML, analisar o histórico da vítima e as possíveis motivações que levaram ao assassinato. “Realmente os bandidos foram audaciosos, cometendo um crime numa via bastante movimentada e à luz do dia. Não parece um crime contra o patrimônio, porque aparentemente não levaram nada. Parece mais crime de execução”, disse, observando que deverá avaliar se havia câmera de segurança naquele perímetro.

Na década de 2000, Demétrius chegou a ser suplente de senador e escreveu o livro “Do Alto do Coco ao Senado”, contando sua trajetória, desde que nasceu no interior do Maranhão até chegar ao posto de suplente do senador da República Mário Couto.

Ele também comprou o antigo Hospital Celina Gonçalves, mas depois vendeu para o Estado, que o transformou em Hospital Regional Público do Sudeste. Visionário, comprou TV Eldorado (SBT) e também a Rádio Itacaiunas, por ser um apaixonado por comunicação.

Esta Reportagem poderá ser atualizada com mais informações durante o dia de hoje. (Chagas Filho e Ulisses Pompeu)

(fotos:divulgação)

Comentários

Mais

Briga de vizinhos termina em morte na Folha 33

Briga de vizinhos termina em morte na Folha 33

Por volta das 5 horas da manhã deste domingo (18), Washington Santos Batista, 41 anos, recebeu golpes de arma branca…
Homem é assassinado na Feira do Rio Verde quando jogava bozó

Homem é assassinado na Feira do Rio Verde quando jogava bozó

Por volta das 13h deste domingo (18) um homem identificado como Pedro Alife Reis França foi assassinado na Feira do…
Colisão de motos deixa dois mortos e um ferido no bairro Betânia

Colisão de motos deixa dois mortos e um ferido no bairro Betânia

Por volta das 15 horas deste sábado (17), uma colisão frontal entre duas motos no bairro Betânia, em Parauapebas, resultou…
Trio é detido por tráfico no bairro Altamira

Trio é detido por tráfico no bairro Altamira

Na noite desta sexta-feira (16), a policia autuou três jovens por tráfico de drogas no bairro Altamira, em Parauapebas. Viniciu…
Menor de idade é baleado no bairro Liberdade

Menor de idade é baleado no bairro Liberdade

Na noite desta sexta-feira (16), um menor de idade foi alvejado no antebraço em sua casa, no bairro Liberdade, em…
Dr. Jairinho é investigado por agressões a três crianças; entenda

Dr. Jairinho é investigado por agressões a três crianças; entenda

Com o novo depoimento de uma ex-namorada de Dr. Jairinho, Débora Melo Saraiva, já são três casos investigados pela polícia sobre crianças…