Correio de Carajás

Estação Cidadania: Oito mil atendimentos em junho

Em funcionamento há três anos em Marabá, a Estação Cidadania serve como apoio aos órgãos estaduais mais demandados na cidade. Com atendimentos que variam de 270 a 300 pessoas por dia, nos meses mais movimentados, o espaço funciona das 10 às 18 horas no Pátio Shopping Marabá. Em entrevista ao Jornal CORREIO, Maria Isabela Rodrigues de Oliveira, coordenadora da Estação, revelou que no último mês os atendimentos chegaram a aproximadamente oito mil.

Ela ainda acrescentou que nesse período de férias, a demanda sofreu diminuição, com cerca de 200 atendimentos diários. “Neste mês, a gente está com uma demanda menor, devido às férias. Mas ainda assim tem superado o mesmo período do ano passado”, confirmou. Na Estação Cidadania há serviços do Detran, Polícia Civil, Arcon, Banpará, Corpo de Bombeiros, Sine, Polícia Federal, Cosanpa e Cohab. “Mas a demanda maior é da polícia civil, polícia federal, Detran, Banpará e Sine”, informou.

Maria Isabela lembra que para ter atendimento em alguns órgãos é necessário agendamento prévio. Já em outros casos, como no Sine, senhas são distribuídas para os usuários. Segundo ela, isso acaba limitando o atendimento, mas também o organiza. “Ainda assim a gente organiza a chegada das pessoas por ordem de senhas”. Ela informa que o Sistema Nacional de Emprego disponibiliza 30 senhas para realização de cadastro e 20 para seguro-desemprego, diariamente.

Leia mais:

Embora o local funcione de 10 as 18 horas, existem órgãos dentro espaço que terminam suas atividades mais cedo. “E nós ficamos aqui para prestar esclarecimentos sobre documentações necessárias, para as pessoas que estão passando e buscam aqui dentro do shopping informações”, disse a coordenadora.

Ela ainda chama a atenção das pessoas que procuram serviços como emissão de identidade, para que compareçam ao local munidas de documentação necessária. “Certidão original de nascimento ou casamento, duas fotos 3×4, comprovante de residência e, no caso de segunda, via trazer o boletim de ocorrência”.

Maria Isabela ainda informa que a partir da segunda via, é cobrada uma taxa de R$37,13. E que o jovem menor de 16 só consegue fazer o documento acompanho de pais ou responsáveis. Além disso, ela destaca que para qualquer serviço no Detran são necessários os  documentos básicos: CNH, documento do veículo, comprovante de residência e identidade.

Usuários

Em busca de agilidade, muitas pessoas acabam optando pelo atendimento na Estação Cidadania. Este é o caso do Carlos Teixeira, conhecido como Carlão Despachante, que busca a unidade do Detran frequentemente no shopping.

“Eu faço, com bastante frequência, a emissão de licenciamento, porque já atuo no ramo despachante há mais de 10 anos. E a gente presta serviço para muitas empresas em Marabá. O atendimento aqui é excelente, o pessoal aqui é muito prestativo”, opinou.

Já a moradora do Bairro Novo Horizonte, Eliana Lira de Sousa, ouviu falar sobre a Estação em conversa com amigos. E, então, fez o agendamento junto ao Sine e procurou o órgão esta semana. “Vim para dar entrada no meu seguro-desemprego. Eu vim aqui porque aqui é mais rápido o serviço, e atendem mais pessoas por dia”.

Já o índio Kricuatira Xikrin, da Aldeia Xikrin, procurou o local para tirar a segunda via da carteira de identidade. “Eu acho que este órgão está nos atendendo bem e mais rápido”. Ele, que trabalha na associação indígena e precisa da documentação, aguardou o atendimento no shopping. (Nathália Viegas com informações de Josseli Carvalho)

Em funcionamento há três anos em Marabá, a Estação Cidadania serve como apoio aos órgãos estaduais mais demandados na cidade. Com atendimentos que variam de 270 a 300 pessoas por dia, nos meses mais movimentados, o espaço funciona das 10 às 18 horas no Pátio Shopping Marabá. Em entrevista ao Jornal CORREIO, Maria Isabela Rodrigues de Oliveira, coordenadora da Estação, revelou que no último mês os atendimentos chegaram a aproximadamente oito mil.

Ela ainda acrescentou que nesse período de férias, a demanda sofreu diminuição, com cerca de 200 atendimentos diários. “Neste mês, a gente está com uma demanda menor, devido às férias. Mas ainda assim tem superado o mesmo período do ano passado”, confirmou. Na Estação Cidadania há serviços do Detran, Polícia Civil, Arcon, Banpará, Corpo de Bombeiros, Sine, Polícia Federal, Cosanpa e Cohab. “Mas a demanda maior é da polícia civil, polícia federal, Detran, Banpará e Sine”, informou.

Maria Isabela lembra que para ter atendimento em alguns órgãos é necessário agendamento prévio. Já em outros casos, como no Sine, senhas são distribuídas para os usuários. Segundo ela, isso acaba limitando o atendimento, mas também o organiza. “Ainda assim a gente organiza a chegada das pessoas por ordem de senhas”. Ela informa que o Sistema Nacional de Emprego disponibiliza 30 senhas para realização de cadastro e 20 para seguro-desemprego, diariamente.

Embora o local funcione de 10 as 18 horas, existem órgãos dentro espaço que terminam suas atividades mais cedo. “E nós ficamos aqui para prestar esclarecimentos sobre documentações necessárias, para as pessoas que estão passando e buscam aqui dentro do shopping informações”, disse a coordenadora.

Ela ainda chama a atenção das pessoas que procuram serviços como emissão de identidade, para que compareçam ao local munidas de documentação necessária. “Certidão original de nascimento ou casamento, duas fotos 3×4, comprovante de residência e, no caso de segunda, via trazer o boletim de ocorrência”.

Maria Isabela ainda informa que a partir da segunda via, é cobrada uma taxa de R$37,13. E que o jovem menor de 16 só consegue fazer o documento acompanho de pais ou responsáveis. Além disso, ela destaca que para qualquer serviço no Detran são necessários os  documentos básicos: CNH, documento do veículo, comprovante de residência e identidade.

Usuários

Em busca de agilidade, muitas pessoas acabam optando pelo atendimento na Estação Cidadania. Este é o caso do Carlos Teixeira, conhecido como Carlão Despachante, que busca a unidade do Detran frequentemente no shopping.

“Eu faço, com bastante frequência, a emissão de licenciamento, porque já atuo no ramo despachante há mais de 10 anos. E a gente presta serviço para muitas empresas em Marabá. O atendimento aqui é excelente, o pessoal aqui é muito prestativo”, opinou.

Já a moradora do Bairro Novo Horizonte, Eliana Lira de Sousa, ouviu falar sobre a Estação em conversa com amigos. E, então, fez o agendamento junto ao Sine e procurou o órgão esta semana. “Vim para dar entrada no meu seguro-desemprego. Eu vim aqui porque aqui é mais rápido o serviço, e atendem mais pessoas por dia”.

Já o índio Kricuatira Xikrin, da Aldeia Xikrin, procurou o local para tirar a segunda via da carteira de identidade. “Eu acho que este órgão está nos atendendo bem e mais rápido”. Ele, que trabalha na associação indígena e precisa da documentação, aguardou o atendimento no shopping. (Nathália Viegas com informações de Josseli Carvalho)

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.