Foto: Divulgação
Ads

Ao entrar armado em propriedade rural com histórico de conflito entre fazendeiros e movimentos sociais pela reforma agrária, Dionisio Ferreira, de 45 anos, acabou preso no início da tarde de ontem, quarta (24), portando uma espingarda.

Ads

Ele foi abordado pela equipe de uma empresa privada que atua na segurança da Fazenda Mutamba, em Marabá, após ser flagrado por volta de meio-dia com a arma de fabricação artesanal, sem numeração, carregada com pólvora e chumbo.

Os vigilantes o encaminharam para a 21ª Seccional Urbana de Polícia Civil, onde ele foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo. Em depoimento, Dionísio informou ser trabalhador rural, mas sem vínculos com movimentos sem-terra e alegou que pretendia caçar na propriedade.

Conforme ele, estava em busca de tatu porque encontra-se desempregado e sem recursos para alimentação, afirmando a arma era utilizada apenas para este fim. (Luciana Marschall – com informações de Elson Gomes)

Ads