Correio de Carajás

Entidades que atuam com crianças e adolescentes têm de se regularizar

Recomendações do MP visam garantir a correta aplicação do dinheiro do FIA/Foto: Evangelista Rocha

MARABÁ

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Nesta terça-feira (1º), o Ministério Público recomendou à prefeitura de Marabá que não libere mais recursos financeiros de fomento, do Fundo da Infância e Adolescência (FIA), para entidades que não tenham apresentado “Alvará de Localização e Funcionamento”, “Habite-se” e “Alvará de Vigilância Sanitária”, no ato do cadastramento dessas entidades no Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (CMDCA).

Assinada pelas promotoras Jane Cleide Silva Souza e Alexssandra Muniz Mardegan (da 10ª e 9ª Promotoria da Infância e Juventude de Marabá, respectivamente) a recomendação é uma forma de garantir que as entidades que atendem crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade no município estejam devidamente regularizadas. Inclusive a recomendação do MP traz outras exigências.

No documento não está explícito que existe alguma entidade que esteja recebendo dinheiro do FIA sem estar em dia com esses Alvarás, mas a impressão que se tem é de que isso está ocorrendo, pois a recomendação orienta que seja barrado imediatamente o repasse de recursos.

Leia mais:

Uma dessas recomendações é direcionada ao próprio CMDCA. As promotoras orientam que o Conselho fiscalize todas as entidades cadastradas e exija que elas apresentem os Alvarás dentro de um prazo de 90 dias, “sob pena de exclusão do seu quadro de entidades cadastradas e aptas a receberem recursos do Fundo da Infância e Adolescência”. Mas o CMDCA deve também promover a capacitação das entidades para que possam solicitar os Alvarás.

O MP também recomenda que Secretaria Municipal de Planejamento suspenda e interrompa imediatamente a tramitação dos convênios já firmados com as instituições que foram contempladas por meio do primeiro chamamento do CMDCA no ano, mas que ainda não apresentaram os Alvarás.

A mesma recomendação foi feita à Secretaria Municipal de Finanças, que deve interromper imediatamente o empenho dos convênios já celebrados pelo chamamento público nº 001/2021 do CMDCA e que também não tiverem apresentado a mesma documentação. Ou seja, só vai continuar recebendo recursos do FIA a entidade que estiver em dia com “Alvará de Localização e Funcionamento”, “Habite-se” e “Alvará de Vigilância Sanitária”.

O mesmo vale para a Secretaria de Assistência Social da Prefeitura e Assuntos Comunitários (Seaspac), que não deve firmar termos de colaboração com as instituições que não apresentaram a documentação ainda.

Por fim, o MPA orienta ao CMDCA e às Secretarias Municipais que atuam na área que encaminhem essa recomendação, por ofício, a 10 entidades cadastradas; da mesma forma a recomendação deve ser encaminhada também à Gerência de Documentação, Protocolo e Arquivo da Procuradoria-Geral de Justiça para publicação no Diário Oficial do Estado (DOE), assim como à Imprensa oficial e aos meios de comunicação, “a fim de que a população de Marabá tenha amplo conhecimento dessa recomendação”.

O FIA tem por sustentação legal o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e se trata de um Fundo Público que tem como objetivo financiar projetos que atuem na garantia da promoção, proteção e defesa dos direitos da criança e do adolescente. Os recursos são aplicados exclusivamente nesta área com monitoramento do Poder Público, por meio dos Conselhos da Criança e do Adolescente. (Chagas Filho)

Comentários

Mais

Marabá começa a vacinar a população com mais de 40 anos no sábado

Marabá começa a vacinar a população com mais de 40 anos no sábado

Mais uma importante faixa etária, que representa grande parcela da população adulta em geral, será finalmente imunizada contra a covid-19…
Do tradicional ao moderno, Marabá é referência em festa junina

Do tradicional ao moderno, Marabá é referência em festa junina

Fogueira, bandeirinhas, quadrilhas e roupas xadrez e floridas. Pelo segundo ano consecutivo o tradicional festejo junino que acontece por todo…
Sefa apreende 12.500 vidros de palmito

Sefa apreende 12.500 vidros de palmito

Servidores da Secretaria da Fazenda do Pará (Sefa), lotados na Coordenação de Mercadorias em Trânsito de Carajás, com sede em…
Falta de médicos no HMM repercute na Câmara

Falta de médicos no HMM repercute na Câmara

A constante falta de médicos em plantões no Hospital Municipal de Marabá (HMM) foi o tema mais debatido na sessão…
Lojas, escolas e até crossfiteiros capricham no arraiá de Parauapebas

Lojas, escolas e até crossfiteiros capricham no arraiá de Parauapebas

O Dia de São João é comemorado nesta quinta-feira (24) e Parauapebas entrou com tudo no clima junino de diferentes…
Prefeitura de Curionópolis lança o programa "Obras por toda a cidade"

Prefeitura de Curionópolis lança o programa "Obras por toda a cidade"

A Prefeitura de Curionópolis lança, nesta quinta-feira (24), o programa “Obras por toda cidade”. A cerimônia acontece às 16 horas…