Correio de Carajás

Empresário e filho são presos em Parauapebas por fraude em licitação em Jacundá

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O dono de uma empresa de construção civil, Valdivino Pereira da Cunha, e o filho dele, Wender da Cunha Souza, foram presos na manhã desta quarta-feira, 17, em Parauapebas, pelo Grupo de Atuação Especial de Inteligência e Segurança Institucional (GSI) do Ministério Público do Estado do Pará (MPPA). Eles são acusados de envolvimento em um esquema de fraude no município de Jacundá, no sudeste do Pará.

Eles foram conduzidos para a sede do MPPA, em Parauapebas. Depois de ouvidos, pai e filho foram encaminhados no início da tarde para fazer exame de corpo delito no Instituto Médico Legal (IML) e depois foram levados diretor para a Carceragem do Rio Verde, onde estão presos.

De acordo com um dos advogados deles, Helder Igor, o processo corre em segredo de justiça e, por isso, eles estavam aguardando por maiores informações do MPPA de Belém, por onde estão sendo feitas as investigações, para poder entrar com pedido de habeas corpus. O advogado destaca que a prisão de seus clientes teria sido decretada porque eles não teriam sido localizados para serem intimados para deporem na justiça no processo em que são acusados, coisa que ele diz estranhar, porque os endereços teriam sido repassados corretamente.

Leia mais:

“A gente quanto tomou conhecimento do processo, sempre repassou os endereços atualizados, para localização de nossos clientes”, afirma Helder.

O empresário e filho são donos da empresa WM Construções e Serviços, com sede em Parauapebas.  De acordo com o MPPA, as prisões fazem parte de um processo criminal, já ajuizado no Tribunal de Justiça, que envolve fraude na Prefeitura de Jacundá.

No entanto, Wender Souza também está envolvido em outros casos, inclusive na operação Alçapão, deslanchada no ano passado na Prefeitura de Curionópolis, que investiga um esquema de fraude em licitação no município, que teria causado um rombo de mais de R$ 5 milhões aos cofres públicos. (Tina Santos)

 

Comentários

Mais

Apreendido com drogas, adolescente é suspeito de homicídio

Apreendido com drogas, adolescente é suspeito de homicídio

Um adolescente de 17 anos foi apreendido por tráfico de drogas na noite desta quinta-feira (17) no Bairro da Paz,…
Cão é amarrado a corrente e arrastado por moto; mulher vai para a delegacia

Cão é amarrado a corrente e arrastado por moto; mulher vai para a delegacia

Um cão adulto, que estava sendo arrastado por uma motocicleta em Redenção, sul do Estado, foi resgatado pela Polícia Militar.…
Foragido de SP é preso em Conceição do Araguaia após assaltar panificadora

Foragido de SP é preso em Conceição do Araguaia após assaltar panificadora

Um indivíduo considerado de alta periculosidade, foragido da Justiça do Estado de São Paulo, foi preso nesta quinta-feira, 17, em…
Mulher desaparece em Jacundá e é vista pela última vez em Marabá

Mulher desaparece em Jacundá e é vista pela última vez em Marabá

Izabel Suelen Costa de Oliveira é procurada por familiares e amigos desde que desapareceu no dia 4 de junho, no…
Verdadeiro ladrão de bicicleta foi preso e é branco

Verdadeiro ladrão de bicicleta foi preso e é branco

Infelizmente o racismo é muito enraizado no Brasil, e por conta disso, diversas pessoas negras são acusadas injustamente por crimes…
Operação Le Mans: PF investiga contrabando de brasileiros ao exterior

Operação Le Mans: PF investiga contrabando de brasileiros ao exterior

A Polícia Federal deflagrou hoje (17) a Operação Le Mans, com o objetivo de “encerrar as atividades de associação criminosa…