Correio de Carajás

Em Parauapebas, servidora é detida após cachorro morrer sem água e sem comida

Agentes da Guarda Municipal de Parauapebas foram acionados no início da tarde de domingo (17), por volta das 13h40, para averiguar uma denúncia de maus-tratos a animais no Bairro dos Minérios.

Chegando ao local, os agentes olharam por cima do muro e conseguiram ver dois cachorros presos na casa: um labrador e um vira-latas, mas esse segundo se encontrava morto e em estado de decomposição.

Cão em decomposição foi encontrado na residência

Diante disso, os agentes pularam o muro e arrebentaram o cadeado do portão, para que fosse possível retirar de lá o labrador, que ainda estava vivo, apesar das marcas de crueldade contra o animal.

Leia mais:

Graciane Coutinho da Silva, funcionária pública e técnica de enfermagem, foi apontada como a proprietária do imóvel e dos animais e se apresentou ao local após ser informada da presença da Guarda Municipal na residência.

Graciane alegou que estava viajando e que teria deixado uma pessoa responsável pela alimentação dos dois cachorros. No entanto, os guardas não encontraram água nem ração no local.

Labrador foi resgatado e entregue à entidade protetora dos animais

A proprietária foi detida e encaminhada à 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil, acusada de maus-tratos, mas foi liberada após ser ouvida pela delegada Ana Carolina. O animal sobrevivente foi levado à organização não-governamental Anjos de Pata, que está responsável pelos cuidados. (Clein Ferreira)

 

Comentários