Alunos e professores fazem ato de apoio à greve geral em defesa da educação / Foto: Divulgação
Ads

Professores e alunos da rede municipal e estadual de ensino de Parauapebas realizam na manhã de hoje, terça-feira, 13, um ato de apoio à paralisação geral dos educadores em todo o País em protesto aos cortes de verbas da educação e contra a reforma da Previdência. A concentração acontece em frente ao Ginásio Beira Rio.

Ads

De lá, os manifestantes seguem para a Câmara de Vereadores, para acompanhar a votação do Projeto de Lei N° 048/2019, de autoria do Poder Executivo, que dispõe sobre Plano de Cargos, Carreira e Remuneração para os integrantes do quadro do magistério, aumentando em 4% a hora-atividade da categoria, elevando de 25% para 29% o valor do benefício.

Segundo Raimundo Moura, da coordenação da subsede do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Estado do Pará (Sintepp), em Parauapebas, cerca de 95% das escolas públicas do município aderiu ao movimento. Ele observa que a mobilização nacional foi convocada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação e centrais sindicais.

Moura enfatiza que os cortes feitos pelo governo federal ferem de morte a educação superior, assim como está prejudicando a educação básica. Ele ressalta que, com falta de investimento na educação básica, alguns municípios estão cortando direitos dos trabalhadores, como já aconteceu em Itupiranga e São Domingos do Araguaia, no sudeste do Pará.

“Educação é investimento e quando o governo deixa de investir está cortando não só os direitos dos estudantes, mas também dos trabalhadores da área”, frisa Moura.

O representante do Sintepp diz que a paralisação será apenas hoje e o dia parado será negociado posteriormente com o governo.  (Tina Santos)   

Ads