Correio de Carajás

Dupla presa com drogas estaria envolvida em “Chacina de Parauapebas”

Boladão” e “Ruivinha” foram presos na noite desta quinta-feira e estariam envolvidos em chacina rumorosa
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

“Boladão” e “Ruivinha” teriam participado do sequestro das cinco vítimas da chacina em setembro de 2021

Foram presos na madrugada desta sexta-feira (14) Ítalo Hugo Ferreira da Silva, vulgo “Boladão”, e Amanda Priscila Fernandes de Sousa, vulgo “Ruivinha”, por tráfico de entorpecentes. Ambos eram procurados por envolvimento na “Chacina de Parauapebas”, ocorrida em setembro de 2021, supostamente responsáveis por terem sequestrado as cinco pessoas assassinadas, a mando de uma facção criminosa.

Segundo relato policial, Ítalo foi avistado por guarnição que realizava ronda na rua 24 de Março, Bairro da Paz, por volta de 1h50, em atitude suspeita. Ao ser abordado, fora encontrada uma pedra de crack, que ele alegou ter sido comprada de uma moça em um bar na Rua Campelo.

Leia mais:

Os agentes foram ao bar citado por Ítalo e o acusado identificou Amanda, que estava com uma balança de precisão e cerca de 4,5 gramas de crack em sua bolsa. Quando os dois foram levados à 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil, o investigador da Polícia Civil Márcio Bauru teria os reconhecido como dois dos procurados pela PC por envolvimento na “Chacina de Parauapebas”.

Segundo o investigador, os dois supostamente estiveram presentes no momento em que Thawanne Dias de Jesus, Antônio Carlos Chaves Sousa, Felipe Silva de Carvalho, Jefferson Santos de Andrade e Marcos Antônio de Oliveira Andrade foram raptados, em 13 de setembro de 2021, no bairro Liberdade. Amanda teria seduzido o grupo no sequestro, enquanto Ítalo teria dirigido a caminhonete usada na ofensiva.

RELEMBRE O CASO

Thawanne, Antônio Carlos, Felipe, Jefferson e Marcos Antônio foram encontrados mortos em área de mata do bairro Vila Nova, em Parauapebas, no dia 15 de setembro de 2021. Eles estavam com as mãos amarradas atrás das costas e foram assassinados com cortes na garganta.

Informações da força tarefa responsável por desmantelar o tráfico de drogas em Parauapebas, nomeada como Operação INSIDIS, constam que Thawanne e seu namorado, Jefferson, eram alvos da facção Primeiro Comando da Capital (PCC), e que Antônio Carlos, Marcos Antônio e Felipe morreram por “estarem na hora errada, no local errado”.

A força-tarefa realizou oito prisões, além de ter emitido mandados contra menores de idade envolvidos com o crime organizado. Marconi de Jesus da Silva, o “Risca Faca”, seria um dos cabeças do PCC na região e foi preso em Araguaína (TO) no dia 21 de setembro, tentando sair do país em fuga. (Juliano Corrêa – com informações de Ronaldo Modesto)

Comentários

Mais

Suposto médico continua preso; audiência de custódia será amanhã

Suposto médico continua preso; audiência de custódia será amanhã

A audiência de custódia para definir se o suposto médico Leandro Augusto Alves Oliveira vai continuar preso ou responderá em…
Leandro Oliveira “cursava” medicina no Paraguai enquanto trabalhava em Marabá

Leandro Oliveira “cursava” medicina no Paraguai enquanto trabalhava em Marabá

Permanece preso nesta manhã de quarta-feira (26) o autointitulado médico Leandro Augusto Alves Oliveira, depois que um paciente, Luiz Ribeiro…
Delegado de Marabá alerta para golpes via mensagem de texto no celular

Delegado de Marabá alerta para golpes via mensagem de texto no celular

Você já percebeu que nos últimos tempos se tornou mais comum receber mensagens de texto – o famoso SMS –…
Polícia Federal cumpre mandados de prisão por desmatamento no Pará

Polícia Federal cumpre mandados de prisão por desmatamento no Pará

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira (26) a Operação Hardwood que combate o desmatamento ilegal da Floresta Amazônica…
Polícia prendeu médico durante investigação de exercício ilegal da medicina

Polícia prendeu médico durante investigação de exercício ilegal da medicina

Tão logo a Reportagem do Correio de Carajás divulgou a notícia de que o médico Leandro Augusto Alves Oliveira fora…
Homem ameaça a ex com peixeira em Parauapebas

Homem ameaça a ex com peixeira em Parauapebas

Foi preso por acusação de violência doméstica Francisco Pereira de Araújo, morador do bairro Liberdade, em Parauapebas, na noite desta…