Correio de Carajás

Dos limites da gozação

Na Resenha

Na Resenha

Chagas Filho

Foto: Reprodução/TV
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Sou a favor da gozação no futebol. Gosto quando o atacante faz gol e põe o dedo em riste nos lábios pedindo à torcida que se cale; gosto quando põe a mão aberto por trás da orelha, também provocando o torcedor adversário. Tudo isso é válido, afinal, como disse o eterno Eduardo Galeano, “o gol é o orgasmo do futebol”. Mas tudo precisa de limite, até mesmo o orgasmo. Estou me referindo à gozação feita pelos jogadores do Internacional, que levantaram caixões de papelão, com a letra “B”, com as cores do Grêmio, simbolizando o iminente rebaixamento do rival gaúcho.

Das violências

É óbvio que nada disso é motivo para pancadaria, para brigar, empurrões e toda aquela baixaria movida a testosterona demais e neurônios de menos. Mas não quero falar desse tipo de violência, pois ela já está explícita e (quase) todo mundo sabe que é feio e errado.

Leia mais:

Dos torcedores

O assunto principal para mim são os limites de um atleta profissional. Como disse no começo da coluna: as provocações são válidas, quando se comemora um gol, quando se ganha uma jogada, tudo isso é muito bom porque faz parte daquele jogo específico de futebol. Mas quando o percentual de contribuição do Inter para a provável queda do Grêmio? O que têm os jogadores colocados a ver com isso? Por que se alegram em ver o fracasso (ainda que momentâneo) dos colegas de profissão?

Sobre quem está dentro e fora de campo

Enfim, acredito que esse tipo de zoação pertence ao torcedor e tão somente a ele. O adepto sim! Acompanha a vida do time, não gosta do rival, tem prazer tanto na vitória do seu clube do coração quanto na derrota do adversário. A gozação com a desgraça do Grêmio um direito sagrado do torcedor do Internacional. Mas não do atleta profissional de futebol.

Saideira

Falo isso dos jogadores do Internacional porque foi o assunto do final de semana, mas sei que se fosse o oposto, alguns jogadores do Grêmio teriam feito o mesmo.

Comentários
Deu a (i)lógica

Deu a (i)lógica

Antes do jogo começar, até as pedras sabiam como seria a partida: o Palmeiras fechado tentando fazer a transição rápida…
De tirar o fôlego!

De tirar o fôlego!

A decisão da Libertadores da América, neste sábado (27), entre Palmeiras e Flamengo, pode ser um jogo de 120 minutos!…
Tudo aberto

Tudo aberto

A final da Libertadores no próximo sábado (27) está completamente aberta, nivelada… por baixo! Palmeiras e Flamengo, a cada jogo…
AeroFla!

AeroFla!

Mais uma vez a torcida do Flamengo deu um show na despedida do time do Rio de Janeiro. A delegação…
Vamos falar sobre arbitragem

Vamos falar sobre arbitragem

Foram tantas lambanças dos apitadores, bandeirinhas e árbitros de VAR nesse Campeonato Brasileiro, que o presidente da Comissão de Arbitragem,…
Super heróis

Super heróis

Em alta no Brasileirão, o atacante Hulk e o lateral Guilherme Arana, craques do Atlético (MG), ganharam status de super…