Correio de Carajás

Dois casos de violência doméstica em 7 horas

Os dois acusados estavam exaltados e tiveram de ser algemados/Foto: Divulgação

MARABÁ

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Num período de aproximadamente 7 horas, Marabá registrou dois casos de violência doméstica, em dois pontos distintos da cidade e em pleno meio de semana, o que revela o quanto esse crime vem aumentando em Marabá, mas também o quanto as vítimas estão tendo coragem para denunciar.

O primeiro caso aconteceu um pouco antes das 18h desta segunda-feira, dia 9, na Rua Pernambuco, Bairro São Félix I, onde o agressor José Arlan Queiroz de Almeida ameaçou de morte e agrediu a própria mãe e o companheiro dela na residência em que os dois moram.

Os policiais militares foram informados do crime, por telefone, pela própria vítima. A mulher fugiu e foi buscar abrigo na casa de um vizinho, pois o agressor teria invadido a residência dela, totalmente embriagado, ameaçando-a de morte, assim também como ao companheiro dela. Ela inda chegou a ser agredida fisicamente.

Leia mais:

No local, os polícias encontraram José Arlan bêbado e com os ânimos exaltados. Assim que observou a movimentação dos policiais na frente da casa, a vítima chegou e explicou toda situação.

A mãe de José também relatou que já entrou com uma ação judicial do ano passado, proibindo-o de chegar perto dela e entrar no imóvel onde ela vive. Contudo, o agressor desrespeitou essa ação.

Diante de todos esses fatos, ele foi algemado, pois mostrava um comportamento violento. Os policiais o encaminharam para a 21ª Seccional Urbana da Polícia Civil, onde ficou de ser atuado por violência doméstica.

Horas mais tarde…

Nos primeiros minutos da madrugada desta terça-feira (10), do outro lado da cidade, no Bairro Laranjeiras (Núcleo Cidade Nova), novo caso de violência doméstica se registrou. Desta vez o agressor é o ex-companheiro da vítima. Ele é acusado de tentar entrar na residência para agredir a mulher. Douglas Lopes dos Santos foi flagrado por uma guarnição da PM tentando arrebentar a grade do imóvel.

Ela informou que Douglas chegou na casa pedindo para entrar, mas ela se negou e mandou ele ir embora. Diante da negativa, ele começou a ter uma atitude agressiva e a ameaçou de morte.

Douglas teve o mesmo tratamento do outro agressor: foi algemado e levado para a delegacia. (Henrique Garcia)

Comentários

Mais

Mulher de 27 anos morre na BR-230

Mulher de 27 anos morre na BR-230

Entre os corpos que passaram pelo Instituto Médico Legal (IML) no final de semana está Jessica Moreira Padilha, de 27…
Assaltante é preso com arma e tornozeleira eletrônica

Assaltante é preso com arma e tornozeleira eletrônica

O homem que foi preso no final de semana em Marabá, portando uma pistola .380 Taurus, com 15 munições intactas,…
Quase 260 toneladas de manganês são apreendidas em Marabá

Quase 260 toneladas de manganês são apreendidas em Marabá

Ao menos 259 toneladas de minério do tipo manganês transportadas de forma ilegal foram apreendidos em Marabá, no sudeste do Pará.…
Caseiro é preso por porte ilegal de arma

Caseiro é preso por porte ilegal de arma

Francisco Borges Pereira, que trabalhava como caseiro de um sítio na Vila Lajeado 1, zona rural de Marabá, foi preso…
Mulher é autuada com mais de 50 gramas de maconha no Alto Bonito

Mulher é autuada com mais de 50 gramas de maconha no Alto Bonito

Carregando mais de 50 gramas de maconha na bolsa, Rayris Souza Ramos saiu correndo ao avistar a guarnição da Guarda…
Comeu manga, invadiu empresa para usar o banheiro e acabou na delegacia

Comeu manga, invadiu empresa para usar o banheiro e acabou na delegacia

Paulo Sérgio Silva, de 20 anos, foi levado para a 20ª Delegacia de Polícia Civil de Parauapebas após ser flagrado…