Correio de Carajás

Detran alerta sobre cuidados na sinalização de acidentes

FOTO: ASDECOM / DETRAN PA
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Sinalizar um acidente de trânsito ou o local onde o carro sofreu uma pane é fundamental para garantir a segurança das pessoas que esperam o socorro chegar e dos condutores que passam na via. Em 2018, dados do Departamento de Trânsito do Estado (Detran-PA) apontam que 26 pessoas foram autuadas por não sinalizar corretamente a via. O número de infrações é baixo, porém o registro dessas situações é comum.

Em Belém, é comum ver veículos parados sinalizados com galhos de árvores e pedaços de madeiras. Além de não existir uma lei que proíba essa conduta, muitos motoristas não sabem que isto pode resultar em infração, caso os galhos de árvore e pedaços de madeira não estejam devidamente acompanhados do uso do triângulo de segurança e do pisca-alerta.

De acordo com o artigo 225 do Código de Trânsito Brasil (CTB), os motoristas que não utilizarem essas medidas corretamente podem ser penalizados com multa grave, no valor de R$ 195,23, além de somar 5 pontos na carteira.

Leia mais:

É importante também deixar todo o material utilizado para sinalizar o local facilmente visível aos outros usuários da via, para que não seja fator de risco, evitando, assim, novos acidentes e mais vitimas.

Também devem ser acionadas as luzes de segurança, popularmente conhecidas como pisca-alerta, e o triângulo de segurança, item obrigatório para automóveis, posicionado em uma distância de no mínimo 30 metros do local do acidente ou de onde o veículo está parado.

“Como fica difícil de medir essa distância, o ideal é que se dê 30 passos e em seguida coloque o triângulo de segurança”, afirmou o coordenador de planejamento do órgão, Valter Aragão.

O motorista que sofre uma pane no carro tem que imediatamente acionar o pisca-alerta e, caso haja a possibilidade, mover o veículo até o acostamento para deixar a via livre. Assim deve ser feito, conforme artigo 176 do CTB determina, também em casos de acidentes sem vítima, a fim de garantir a fluidez e a segurança viária.

“Em regra, não pode parar no acostamento, mas quando a sinalização é usada corretamente, você está informando a causa do veículo estar parado naquele local, e é importante que evite ficar depois de uma curva, lombada ou locais perigosos, isso pode ser um grande fator de risco e gerar mais vítimas”, assegurou.

“Os cuidados devem ser redobrados em períodos chuvosos e à noite. É essencial ligar as luzes internas do carro e os faróis, principalmente nas estradas, onde não existem iluminação”, completou Valter.

O condutor envolvido em um acidente também pode usar o Sistema de Declaração de Acidente de Trânsito (Sisdat), que evita registros em delegacias ou a espera por um agente para registrar uma ocorrência, desde que tenham ocorrido apenas danos materiais e não haja vítimas.

O aplicativo está disponível nas lojas da App Store e Play Store. O condutor precisa inserir um relato do ocorrido e preencher as informações solicitadas, como nomes das partes, Renavam, endereços, placas dos veículos, telefones, e-mails. O registro pode ser feito em até 30 dias após o ocorrido. As partes envolvidas receberão notificações e informações via e-mail ou outros canais de comunicação preferidos. (Agência Pará)

Comentários

Mais

Residentes do Cidade Jardim clamam por auxílio da gestão de Parauapebas

Residentes do Cidade Jardim clamam por auxílio da gestão de Parauapebas

Dentre os manifestantes que acamparam em frente à Prefeitura de Parauapebas de terça (3) para quarta (4) estavam moradores do…
Justiça determina que manifestantes deixem a Prefeitura de Parauapebas

Justiça determina que manifestantes deixem a Prefeitura de Parauapebas

O prefeito de Parauapebas Darci Lermen não se reuniu com os manifestantes que ocupam o prédio do Executivo e correu…
Moradores de 6 setores acampam na Prefeitura de Parauapebas

Moradores de 6 setores acampam na Prefeitura de Parauapebas

A manifestação iniciada na terça-feira (3) em frente à Prefeitura de Parauapebas não esmoreceu e continua ainda na tarde desta…
Principal emissor de carbono, Pará se compromete a reduzir 86% das emissões de gases do efeito estufa até 2036

Principal emissor de carbono, Pará se compromete a reduzir 86% das emissões de gases do efeito estufa até 2036

O Pará entrou nesta quarta-feira, 4, na lista de estados que aderiram à campanha Race to Zero (Corrida para o…
Primeira escola cívico-militar do sul do Pará é inaugurada em Redenção

Primeira escola cívico-militar do sul do Pará é inaugurada em Redenção

A primeira escola cívico-militar do sul do Pará foi inaugurada em Redenção, nesta terça-feira (3). Denominada Escola Municipal Cívico-Militar Eva…
Despejados do Nova Carajás protestam na Prefeitura de Parauapebas

Despejados do Nova Carajás protestam na Prefeitura de Parauapebas

A terça-feira (3) foi marcada por manifestações em Parauapebas, em que associações de diferentes bairros mandaram representantes para a porta…