Correio de Carajás

Detentos recebem atendimento odontológico em Parauapebas

Foto: Ag. Pará

Detentos custodiados na carceragem de Parauapebas estão recebendo atendimento odontológico, periodicamente, através de uma parceria entre a Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe) e a Prefeitura Municipal, com o objetivo de prevenir e cuidar da saúde bucal dos apenados.

Os atendimentos são realizados dentro de uma unidade móvel odontológica, cedida pela Secretaria Municipal de Saúde de Parauapebas, que fica instalada na frente da carceragem. Dois odontólogos e dois auxiliares realizam o atendimento.

Há três anos atendendo na Secretaria de Saúde do município, o odontólogo Maicon Felipe faz parte da equipe de profissionais que atua na unidade móvel e já acompanha há cinco meses o projeto com os detentos.

Leia mais:

“Quando nos formamos, fazemos um juramento de atender a todos os cidadãos sem distinção. Fazer parte desse projeto e proporcionar um conforto e cuidado à saúde bucal desses homens é muito gratificante. Nosso dever é o de atender e proporcionar alívio aos que necessitam de atendimento, especialmente, os privados de liberdade, que muitas vezes nunca frequentaram um dentista”, explicou. 

Os presos recebem tratamento de profilaxia (limpeza bucal), aplicação de flúor, restauração e extração dentária. A ação é realizada uma vez ao mês e a meta é alcançar os 95 internos custodiados na unidade prisional. Até agora, 40 já foram atendidos.

Para o interno Yuri dos Santos, que nunca havia ido ao dentista antes, é fundamental cuidar da saúde bucal, além de aprender a prevenir várias doenças. “Eu que nunca tinha ido ao dentista antes recebo aqui um tratamento de qualidade e aprendo melhor a cuidar dos meus dentes, evitando dores e desconforto. É muito ruim você não dar importância para algo tão básico que é saúde da nossa boca”, disse.

O diretor da carceragem de Parauapebas, Adalberto de Souza, vê a parceria como uma forma de prestar um atendimento mais humanizado aos presos e garantir a assistência básica a saúde da população carcerária.

“Realizamos todos os esforços para atender as necessidades básicas dos presos que estão sob a nossa custodia. É um direito deles. Essa parceria nos permite realizar um atendimento adequado, além de facilitar a logística por conta da unidade móvel, evitando assim custos de transporte e escolta. É nosso dever prestar assistência básica a saúde aos nossos internos”, finaliza o diretor. (Agência Pará)

Comentários

Mais

Levada Louca levou a melhor entre o grupo B

Levada Louca levou a melhor entre o grupo B

Diferentemente da dinâmica de última hora, adotada pela Liga Cultural de Marabá entre as equipes do grupo A após fala…
Ponte e Tecnored vão gerar 3.600 empregos em Marabá

Ponte e Tecnored vão gerar 3.600 empregos em Marabá

Durante reunião com representantes da Vale nesta quinta-feira, 30 de junho, os membros da Comissão Especial de Desenvolvimento Socioeconômico de…
Rádio Correio FM comemora 5 anos com blitz recheada de prêmios

Rádio Correio FM comemora 5 anos com blitz recheada de prêmios

O primeiro sábado de julho, 2, é tido como o pontapé inicial do verão amazônico em Marabá. Marcando a data,…
Anatel faz consulta pública para padronizar carregadores de celular

Anatel faz consulta pública para padronizar carregadores de celular

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) realiza consulta pública para definir requisitos técnicos para padronizar carregadores de telefones celulares no…
Brasil tinha 544 mil policiais militares, civis e bombeiros em 2020

Brasil tinha 544 mil policiais militares, civis e bombeiros em 2020

O Brasil contava com ao menos 480 mil policiais civis e militares na ativa, em 2020. A informação consta da…
Ex-prefeito de Cumaru é encontrado morto dentro de casa

Ex-prefeito de Cumaru é encontrado morto dentro de casa

O ex-prefeito, Ronaldo Aquino Bonfim, o “Bem-te-vi”, de 63 anos, foi encontrado morto dentro da própria casa, em Redenção, no…