Correio de Carajás

Demanda na Central de Testagem de covid-19 continua elevada em Marabá

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Cerca de 500 testes rápidos são realizados por semana somente na Central de Testagem para covid-19 em Marabá, localizada na Folha 31. Por dia são realizados uma média de 100 atendimentos entre segunda e sexta-feira, nos períodos da manhã e tarde para pessoas com sintomas da doença. O atendimento é feito mediante senhas, 50 são distribuídas em cada turno do dia.

“As pessoas que devem procurar o centro são as que têm os sintomas da síndrome gripal. Então, tosse seca, febre, cansaço, outros sintomas como desconforto estomacal, diarreia, esse tipo de paciente é que tem de procurar o centro”, esclarece a biomédica Beatriz Chaves, coordenadora interina da Central.

Beatriz também enfatiza que por conta dos protocolos baseados nas orientações do Ministério da Saúde (MS), os testes rápidos só podem ser realizados a partir do décimo dia do aparecimento dos sintomas.

Leia mais:

“Isso é muito importante. No caso dos testes rápidos são realizados apenas a partir do décimo dia. Se for no caso de urgência, cinco dias de sintomas, por exemplo, a pessoa tem de fazer o teste do nariz, coleta do muco nasal e a gente não faz aqui”, destaca a coordenadora.

A biomédica explica ainda que o teste realizado na Central da Covid em Marabá é feito a partir de uma amostra de sangue, coletado do dedo, por punção digital. O teste, que também pode ser chamado de teste qualitativo, detecta anticorpos IgG ou IgM. Os IgG são anticorpos de memória e indicam que o paciente teve contato com o vírus há mais de 20 dias. Os IgM são anticorpos ativos e demonstram que o paciente ainda está transmitindo o vírus.

Antônio Carlos passou por um susto. Apresentou sintomas gripais e procurou a Central na tarde desta terça-feira (08), logo ao completar dez dias. O jovem de 24 anos havia cuidado da avó de 94 anos diagnosticada com a doença. O resultado deu negativo e o jovem que está há quatro dias sem sintomas saiu de lá aliviado.

“Senti cansaço, falta de ar, dor de cabeça, febre, tosse então, há seis dias eu fui no Hospital Municipal e eles me encaminharam para cá pra fazer o teste. O atendimento aqui foi bem rápido. Cheguei aqui às 13 horas e já estou saindo com o resultado nas mãos”, observa o auxiliar jurídico.

A biomédica explica ainda que o teste realizado na Central da Covid em Marabá é feito a partir de uma amostra de sangue, coletado do dedo, por punção digital. O teste, que também pode ser chamado de teste qualitativo, detecta anticorpos IgG ou IgM. Os IgG são anticorpos de memória e indicam que o paciente teve contato com o vírus há mais de 20 dias. Os IgM são anticorpos ativos e demonstram que o paciente ainda está transmitindo o vírus.

Antônio Carlos passou por um susto. Apresentou sintomas gripais e procurou a Central na tarde desta terça-feira (08), logo ao completar dez dias. O jovem de 24 anos havia cuidado da avó de 94 anos diagnosticada com a doença. O resultado deu negativo e o jovem que está há quatro dias sem sintomas saiu de lá aliviado.

“Senti cansaço, falta de ar, dor de cabeça, febre, tosse então, há seis dias eu fui no Hospital Municipal e eles me encaminharam para cá pra fazer o teste. O atendimento aqui foi bem rápido. Cheguei aqui às 13 horas e já estou saindo com o resultado nas mãos”, observa o auxiliar jurídico.

 

Fluxo para testagem da covid

O atendimento na Central de Testagem ocorre por encaminhamento das unidades básicas de saúde e as pessoas também podem se dirigir diretamente ao local. Vale ressaltar que pessoas que irão fazer cirurgia e que são encaminhadas à Central também podem realizar o teste.

Quando chegam ao centro os pacientes passam por triagem. Primeiro, com os técnicos de enfermagem que realizam a medição de peso, aferição de pressão, temperatura e saturação. Essas informações são anotadas no prontuário.

Depois os pacientes são atendidos pelos enfermeiros, que após consulta, determinam a necessidade ou não de realizar o teste. De acordo com Beatriz Chaves, menos de dois por cento dos pacientes que chegam à Central não realizam o teste e mesmo assim o paciente é encaminhado ao médico para avaliação. Os medicamentos receitados pelos médicos podem ser retirados no Hospital Municipal de Marabá.

Recentemente o resultado passou a ser entregue ao paciente pelo próprio médico, antes era pelo psicólogo. Quando o resultado é positivo, a equipe médica avalia os sintomas e, caso sejam leves, o recomendado é o isolamento domiciliar e quando os sintomas requerem maior atenção, cada médico determina seu próprio procedimento.

“Aqui não é mais um local que você só faz o teste e pronto. Existe todo um protocolo que a gente segue baseado no Ministério da Saúde é por causa disso que há triagem, consulta de enfermagem, a parte do teste e a consulta com o médico”, ressalta a coordenadora Beatriz Chaves.

A Central de Testagem funciona entre 07h e 18h, de segunda a sexta-feira e aos feriados. (Ascom PMM)

Comentários

Mais

IFPA de Conceição abre seleção para especialização em docência

IFPA de Conceição abre seleção para especialização em docência

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará – Campus Conceição do Araguaia/PA, abrirá nesta segunda-feira (20/09) indo…
Prefeitura de Parauapebas deixa mais de 500 famílias sem ter onde morar

Prefeitura de Parauapebas deixa mais de 500 famílias sem ter onde morar

Um total de 514 famílias ocupam área de loteamento, destinada à implantação da nona fase do projeto habitacional Cidade Jardim,…
Base curricular deve ajudar a recuperar atrasos na aprendizagem

Base curricular deve ajudar a recuperar atrasos na aprendizagem

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) deverá ajudar as escolas de todo o país a recuperar os atrasos na aprendizagem…
Fiscais fazendários da Unidade de Carajás apreendem minério de ferro em Marabá

Fiscais fazendários da Unidade de Carajás apreendem minério de ferro em Marabá

Fiscais da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa), da Unidade de Mercadorias em Trânsito de Carajás, no sudeste do Pará,…
Buraco na camada de ozônio ultrapassa o tamanho da Antártida

Buraco na camada de ozônio ultrapassa o tamanho da Antártida

“O buraco da camada de ozônio cresceu consideravelmente na última semana e agora é maior do que 75% dos buracos…
Pará recebe nesta quinta-feira (16) mais 39.245 mil doses de vacina contra a Covid-19

Pará recebe nesta quinta-feira (16) mais 39.245 mil doses de vacina contra a Covid-19

Chegou a Belém, na manhã desta quinta-feira (16), a 82ª remessa de vacinas contra a Covid-19, enviada pelo Ministério da…