Correio de Carajás

Defesa Civil entregará 800 cestas básicas às famílias atingidas pelas enchentes

Fotos: Ascom Defesa Civil
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

As famílias dos municípios de São Domingos do Capim e Paragominas, que foram atingidas pelas fortes enchentes no último final de semana, não ficarão desamparadas. A Defesa Civil entrega, até o próximo domingo (31), 800 cestas básicas à população impactada, 400 para cada cidade. A doação foi uma das medidas definidas pelo Governo do Estado, juntamente com outros órgãos responsáveis, para auxiliar os moradores e reduzir os prejuízos causados pelos desastres.

Em São Domingos do Capim, a entrega foi iniciada na sexta (29), no Ginásio Municipal Anderson Luiz, com a presença da DC e autoridades do município. As distribuições serão realizadas também durante este próximo fim de semana, como explica o subtenente Márcio Alberto da Silva, um dos representantes da Defesa Civil estadual que está atuando na cidade.

“Hoje (29), iniciamos a entrega das cestas básicas doadas pelo Governo do Estado para as famílias que sofreram com a inundação. Nesse primeiro momento, foram entregues 100 cestas àqueles que foram mais afetados. No sábado e no domingo (30 e 31), estaremos distribuindo o restante, para assim, minimizar o sofrimento dessas famílias. É importante ressaltar que foi feito um cadastro de forma técnica para identificar as pessoas que realmente sofreram com o desastre e precisam da ajuda”, enfatizou.

Leia mais:

Paragominas também iniciou, nesta sexta (29), a distribuição dos alimentos. “Foram entregues 39 cestas básicas na União Municipal das Associações dos Moradores de Paragominas (Umamp), onde foram contemplados moradores da região de Vila Cabral e bairro Angelim. A distribuição continuará nos próximos dias, em lugares que ainda serão definidos”, esclareceu o capitão Marcelo Santos, da Defesa Civil.

Os kits com alimentos vão ajudar muitas famílias que, principalmente, perderam suas residências. Em dados atualizados, 252 pessoas seguem desabrigadas em São Domingos do Capim e outras 1.061 estão desalojadas. A inundação impactou 5.682 habitantes. Em Paragominas, 84 moradores estão desabrigados, 299 desalojados e 3.800 foram diretamente afetados com as enchentes, nas áreas rural e urbana.

Doações – As cidades seguem recebendo doações. Além de alimentos, as maiores necessidades no momento são materiais de limpeza, higiene pessoal, toalhas e roupas de cama.

São Domingos do Capim está recebendo as doações na Secretaria Municipal de Assistência Social, no ginásio municipal e no Clube das Mães.

Quem está em Belém também pode doar. Basta deixar os itens no posto da Cruz Vermelha, no Parque Shopping, e na sede da entidade localizada na travessa Barão do Triunfo (Passagem Nossa Senhora das Graças, nº58) ou na Rádio Marajoara.

Os moradores de Castanhal podem contribuir entregando os mantimentos na Nevoly Telecon e Platanus Recepções (na Rua Major Wilson).

Para realizar doações em Paragominas, é preciso procurar a Secretária de Assistência Social no município.

Outras ações

Seaster – A Secretaria de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda esteve nas cidades atingidas entre os dias 24 e 28, realizando atendimento integrado com os órgãos das esferas municipal e federal, para avaliação da necessidade de emissão de documentação e concessão de benefício eventual.

Em São Domingos do Capim, já foram realizados 196 atendimentos, 175 emissões de certidão de nascimento e 39 encaminhamentos. Além disso, os técnicos da Seaster contribuíram no cadastro das famílias atingidas, no intuito de cooperar com o levantamento de dados feito pela Defesa Civil, para a viabilização do benefício eventual.

Setran – A Secretaria de Estado de Transportes também segue trabalhando para reparar os danos das enchentes. Esta semana, foi concluído o reparo de um ponto crítico no Km 29 da PA-256, na Vila Pequeno, em Paragominas, onde houve rompimento da cabeceira da ponte.

Em outro trecho, ainda em obras, ocorre a fase de implantação das vigas da ponte que está sendo construída no local. A obra começou por um lado da pista para garantir o tráfego de veículos. A Setran construiu também uma passarela para pedestres no local. Os trabalhos devem durar 45 dias.

Cohab – A Companhia de Habitação do Estado do Pará vai disponibilizar o cheque moradia para as famílias que ainda tiverem condições de construir e reformar suas casas, depois que o alagamento passar.

(Agência Pará)

Comentários

Mais

Anvisa determina recolhimento de lote com mais de 40 mil doses de Coronavac no Pará

Anvisa determina recolhimento de lote com mais de 40 mil doses de Coronavac no Pará

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou o recolhimento de 25 lotes de vacinas Coronavac, entre eles o lote…
Prazo para prova de vida acaba dia 30 para aposentados e pensionistas

Prazo para prova de vida acaba dia 30 para aposentados e pensionistas

Aposentados, pensionistas e anistiados políticos civis que ainda não fizeram, junto ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), a comprovação…
Usuários de mototáxi em Marabá denunciam cobrança acima da tabela

Usuários de mototáxi em Marabá denunciam cobrança acima da tabela

Vários usuários do serviço de mototáxi em Marabá estão revoltados com a cobrança que os condutores estão fazendo, acima da…
Pará registra 589.628 casos e 16.630 mortes pela Covid-19

Pará registra 589.628 casos e 16.630 mortes pela Covid-19

O Pará contabilizou mais 376 casos de Covid-19 e 6 mortes causada pela doença. Segundo o boletim divulgado pela Secretaria…
NÃO É FAKE: Conta de luz da Equatorial Energia pode ser paga pelo PIX

NÃO É FAKE: Conta de luz da Equatorial Energia pode ser paga pelo PIX

Os clientes do Grupo Equatorial Energia poderão pagar seus boletos através do PIX. A partir de 20 de setembro, os…
Dona de boate morre em acidente na BR-155

Dona de boate morre em acidente na BR-155

Uma caminhonete com cinco passageiros tombou nesta quinta-feira, 23, na Rodovia BR-155, entre Redenção e Pau D’arco, na região sul…