Correio de Carajás

Criminosos responsáveis por ataque à agência do Basa ainda não foram identificados

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Os responsáveis pelo ataque à agência do Banco da Amazônia S/A (BASA) de Rondon do Pará, que ocorreu na madrugada da última segunda-feira (19), seguem sem identificação. De acordo com o delegado José Lênio Ferreira Duarte, em entrevista ao Correio de Carajás nesta terça (20), os criminosos tiveram cautela para não serem reconhecidos durante a ação.

“Eles estavam encapuzados, com luvas, então tiveram o máximo de cuidado para não deixar nenhuma prova, impressão digital ou pista que nós pudéssemos seguir”, confirmou. Segundo ele, que atualmente responde pela Delegacia de Rondon, a polícia civil tem realizado levantamento de informações para obter mais detalhes sobre o caso.

O crime aconteceu por volta das 4 horas da madrugada, quando dois homens invadiram o salão de autoatendimento da agência, onde conseguiram abrir, com um maçarico, dois caixas eletrônicos. O delegado Duarte repassou à redação do Correio que a instituição financeira, até o momento, não informou a quantia em dinheiro retirada.

Leia mais:

“O Basa não informou a gente ainda, porque está com problema de acessar os equipamentos e para poder fazer esses levantamentos”, informou. Durante a movimentação, os criminosos utilizaram uma lona preta para selar a parede de vidro do banco, com o intuito de esconder o que estava acontecendo no interior da agência.

Conforme foi repassado pelo policial, os dois criminosos que entraram no banco usavam luvas e também máscaras para não serem identificados pelo circuito de câmeras da instituição. Enquanto a dupla fazia o “trabalho” dentro da agência, um terceiro elemento ficou em um carro do lado de fora, dando cobertura aos assaltantes e auxiliando-os durante a fuga.

Pelas informações que colheu do banco, o delegado acredita que a ação criminosa durou cerca de 10 minutos, o que revela que o trio não era formado por amadores. (Nathália Viegas e Chagas Filho)

Os responsáveis pelo ataque à agência do Banco da Amazônia S/A (BASA) de Rondon do Pará, que ocorreu na madrugada da última segunda-feira (19), seguem sem identificação. De acordo com o delegado José Lênio Ferreira Duarte, em entrevista ao Correio de Carajás nesta terça (20), os criminosos tiveram cautela para não serem reconhecidos durante a ação.

“Eles estavam encapuzados, com luvas, então tiveram o máximo de cuidado para não deixar nenhuma prova, impressão digital ou pista que nós pudéssemos seguir”, confirmou. Segundo ele, que atualmente responde pela Delegacia de Rondon, a polícia civil tem realizado levantamento de informações para obter mais detalhes sobre o caso.

O crime aconteceu por volta das 4 horas da madrugada, quando dois homens invadiram o salão de autoatendimento da agência, onde conseguiram abrir, com um maçarico, dois caixas eletrônicos. O delegado Duarte repassou à redação do Correio que a instituição financeira, até o momento, não informou a quantia em dinheiro retirada.

“O Basa não informou a gente ainda, porque está com problema de acessar os equipamentos e para poder fazer esses levantamentos”, informou. Durante a movimentação, os criminosos utilizaram uma lona preta para selar a parede de vidro do banco, com o intuito de esconder o que estava acontecendo no interior da agência.

Conforme foi repassado pelo policial, os dois criminosos que entraram no banco usavam luvas e também máscaras para não serem identificados pelo circuito de câmeras da instituição. Enquanto a dupla fazia o “trabalho” dentro da agência, um terceiro elemento ficou em um carro do lado de fora, dando cobertura aos assaltantes e auxiliando-os durante a fuga.

Pelas informações que colheu do banco, o delegado acredita que a ação criminosa durou cerca de 10 minutos, o que revela que o trio não era formado por amadores. (Nathália Viegas e Chagas Filho)

Comentários

Mais

Quinze presos são transferidos do Pará para unidades de segurança máxima de outros estados

Quinze presos são transferidos do Pará para unidades de segurança máxima de outros estados

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) transferiu nesta terça-feira (30) para unidades de segurança máxima do Sistema Penitenciário…
Polícia encontra carro que atropelou Mayquinho e motorista se apresenta minutos depois na Delegacia

Polícia encontra carro que atropelou Mayquinho e motorista se apresenta minutos depois na Delegacia

Alisson Henrique Ferreira Braz se entregou à polícia no início da noite desta terça-feira (30) após seu carro, um Chevrolet…
Viatura da PM que escoltava prova do Enem para Marabá tomba na BR-155

Viatura da PM que escoltava prova do Enem para Marabá tomba na BR-155

Três policiais militares viveram momentos de pânico após a viatura em que eles estavam colidir com um caminhão e capotar…
Envolvido em crimes que geraram quase R$ 7 milhões em prejuízos é preso em Parauapebas

Envolvido em crimes que geraram quase R$ 7 milhões em prejuízos é preso em Parauapebas

Um homem de 33 anos foi preso em Parauapebas, na última sexta-feira (26), em uma ação integrada entre policiais do…
Adolescente do Bela Vista está desaparecido desde domingo

Adolescente do Bela Vista está desaparecido desde domingo

Foi registrado nesta segunda-feira (29) um boletim de ocorrência por desaparecimento na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil. O desaparecido…
Acusada de pequenos delitos é morta a facadas no pescoço

Acusada de pequenos delitos é morta a facadas no pescoço

Na manhã de domingo (28) a polícia do município de Novo Repartimento foi acionada para atender a ocorrência de um…