Correio de Carajás

Crime ambiental

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Um homem foi preso em flagrante após afirmar ter matado uma onça-preta na área indígena Arariboia, no município de Arame, a 476 km de São Luís. A prisão foi feita pela Polícia Civil, na tarde dessa quarta-feira (20), após o caçador ter divulgado nas redes sociais um vídeo em que segura o animal minutos após o abate. Segundo os pesquisadores, essa espécie está ameaçada de extinção. De acordo com informações da Polícia Civil, o suspeito, que não teve a identidade revelada, foi encontrado com o couro da onça abatida, duas armas de fogo do tipo espingarda, munição calibre 20mm, pólvora e material utilizado na prática de caça de animais silvestres.

Comentários
Perigo no semáforo

Perigo no semáforo

Na mesma semana em que o trecho urbano da BR-230 viu acontecer acidente grave com perda de vidas humanas, o…
Sem água

Sem água

O CORREIO foi procurado por moradores do Bairro Infraero chateados por não terem acesso a água potável há 20 dias.…
Radar reativado

Radar reativado

Um dos poucos e principais radares de controle de velocidade na área urbana de Marabá voltou a funcionar, após mais…
Terra indígenas

Terra indígenas

O Ministério da Justiça e Segurança Pública autorizou o emprego da Força Nacional de Segurança Pública na Terra Indígena Kawahiva…
Invenção absurda

Invenção absurda

O CORREIO pediu da Secretaria de Obras e Viação Pública (Sevop) uma resposta sobre o rio que se formou na…
Alô, inverno!

Alô, inverno!

E o inverno chegou de vez a Marabá, com direito ao pacote completo dos problemas em geral verificados na área…