Copão é regional, mas não tem espaço no Estádio Zinho Oliveira. Fato virou uma polêmica.
Ads

O organizador do Copão Regional do Sudeste Paraense, Bismarck Martins, e a equipe do Laranjeiras, único time marabaense que segue na competição, vem batendo cabeça para sediar o jogo no Estádio Zinho Oliveira.

Ads

O torneio, que tem uma premiação de 14 mil reais ao campeão e 2 mil ao vice, vem ocorrendo em vários municípios da região e atraiu 24 equipes de várias partes do sudeste paraense e até uma equipe veio do Estado do Tocantins atrás da gorda premiação.

Já houve jogos em Jacundá, Parauapebas, Bom Jesus do Tocantins, mas também Canaã dos Carajás, Curionópolis, Itupiranga foram alguns dos municípios que sediaram seus jogos no estádio municipal, mas Marabá é o único que não abraçou a ideia desse regional.

Segundo Bismarck, o secretário Elói Ribeiro alegou que o evento tem fins lucrativos e não poderia ceder a praça esportiva. A reportagem tentou ouvir o secretário, mas até o fechamento da matéria não obteve respostas.

A equipe do Laranjeiras é que se sentiu mais prejudicada, pois apesar de representar a cidade, terá de jogar em Itupiranga ou Canaã dos Carajás seu jogo nas quartas de final.

As partidas das quartas ainda não têm data definida, mas o confronto terá Laranjeiras X Kranpeit-JE, sendo que a equipe marabaense montou um time forte, enquanto os indígenas vêm reforçados de atletas de outra região. Jacundá pega o vencedor de Canaã dos Carajás e Kojakati, equipes que perderam, porém voltaram por critérios técnicos.

O Blue, de Itupiranga, enfrenta o JAC, do Estado do Tocantins. A equipe a ser batida é CR 11, de Parauapebas, e o time conta com jogadores de várias cidades e tem um toque de bola diferenciado. O Estrela Parkatejê tem essa dura missão pela frente. O time de Bom Jesus não chegou à toa até aqui e promete muito empenho pra avançar às semifinais.

Ads