Correio de Carajás

CIME é fundamental para a segurança nesta região

Em funcionamento desde abril, a 1ª CIME foi finalmente inaugurada/ Foto: Agência Pará
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Ativada desde abril, a 1ª Companhia Independente de Missões Especiais (CIME), com sede em Marabá, foi inaugurada oficialmente esta semana. A companhia tem importância estratégica para a segurança pública da região, pois além de especializada em conflitos urbanos e rurais, tem sob seu comando o policiamento tático, o antigo Grupamento Tático Operacional (GTO), um grupo de policiais preparado para atuar em situações extremas. O CORREIO esteve lá para saber de que forma a estrutura pode ajudar no combate à violência percebida nas ruas e no campo.

Atualmente, a 1ª CIME dispõe de cinco caminhonetes e conta com um efetivo de 62 policiais militares, abrigando inclusive 13 conjuntos de polícia montada (cada conjunto é composto por um policial e um cavalo). Mas esse efetivo deve aumentar nos próximos meses, com a inserção de mais 28 militares, perfazendo um total de 90 homens.

Segundo o major Cleiderson Torres da Costa, comandante da 1ª CIME, os futuros integrantes da Companhia Independente já concluíram o curso de formação da Polícia Militar e agora estão passando por capacitação.

Leia mais:

De acordo com major Torres, a ativação da 1ª Companhia Independente de Missões Especiais representa, inicialmente, uma desconcentração das atividades de segundo esforço que viriam da capital para o interior do Estado, para dar apoio ao cumprimento de mandados de reintegração de posse na região.

“Hoje o que se pensa por meio do decreto de ativação e inauguração da companhia é justamente dar uma atenção maior para esta região em que nós temos grandes conflitos de diversas ordens, mas o que nos salta aos olhos são os conflitos urbanos”, argumenta o major.

Outra atividade que deve ser exercida pela CIME é a contenção de distúrbios urbanos, como greves e manifestações. Mas o oficial explica que é preciso ficar claro que a presença da Polícia Militar em eventos desta natureza, antes de qualquer coisa, não representa a repressão e sim a garantia da integridade física de todos os envolvidos, inclusive dos manifestantes.

Perguntado sobre qual o tipo de armamento que é utilizado pelos policiais lotados na Companhia Independente, o oficial explicou que a CIME utiliza armamento letal e menos letal. Nesse particular o policial se refere às balas de elastômero (bala de borracha) em espingardas calibre 12, além de fumígenos e granadas, que são usadas para dispersar multidões em protestos.

Perguntado sobre a situação do GTO, major Torres explicou que apenas o nome foi extinto, mas continua existindo a modalidade de policiamento tático, com a mesma função. Ou seja: mudou apenas a designação e agora ficou subordinado à 1ª CIME, em virtude da nova estrutura, pois o GTO não tem uma vida administrativa independente.

Indagado sobre quais os planos para ampliar esse policiamento tático nas ruas da cidade, o major Torres adiantou que pretende essa modalidade com a utilização de motocicletas, iniciando com no mínimo quatro motos, que fariam um trabalho semelhante ao que é realizado pela ROCAM – Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas.

No tocante à agenda de reintegrações de posse que estão previstas para ocorrer nesta região, a partir das decisões judiciais já tomadas, o major disse que podem existir demandas em que a CIME não tenha capacidade de efetivo para atender a determinado mandado judicial, por isso poderá ainda solicitar apoio de efetivo do Comando de Missões Especiais (CME), de Belém, porém a maioria dessas reintegrações devem ser executadas com apoio da CIME, porque não são operações de grande envergadura. (Chagas Filho)

Mais

Acusado de homicídio e mais um são baleados em Parauapebas

Acusado de homicídio e mais um são baleados em Parauapebas

Ronaldo Oliveira Melo, conhecido como De Menor, e Antônio Carvalho de Souza estão internados no Hospital Municipal de Parauapebas após…
Em Eldorado, homem morre com golpes de faca no pescoço

Em Eldorado, homem morre com golpes de faca no pescoço

Um homem foi morto na Rua 2, no centro de Eldorado do Carajás, na noite deste sábado (8). Lucas da…
Foi buscar mulher na festa e acabou assassinado

Foi buscar mulher na festa e acabou assassinado

Morreu aos 19 anos de idade o jovem Weliton de Lima Souza. A Polícia Civil de Goianésia do Pará identificou…
Polícia do MA pega suspeito de homicídio em Rondon

Polícia do MA pega suspeito de homicídio em Rondon

Durante toda esta sexta-feira (7), o delegado Thiago Santos, de Rondon do Pará, esteve apurando uma situação que ocorreu em…
Homem é preso vendendo baterias de R$ 16 mil por R$ 700

Homem é preso vendendo baterias de R$ 16 mil por R$ 700

Um homem foi preso na noite de sexta-feira (7) ao ser flagrado negociando três baterias furtadas na mineradora Vale. A…
Homem é esfaqueado em via pública no Vale do Itacaiunas

Homem é esfaqueado em via pública no Vale do Itacaiunas

O pedreiro Gerson da Silva Santos, 29 anos, foi morto com seis perfurações de arma branca, sendo cinco na região…