Correio de Carajás

Cavalgada abre Expoama mais curta neste domingo

O Parque de Exposição “José Francisco Diamantino” já passa pelos últimos retoques para receber, entre os dias 20 e 25 de julho, o maior evento do agronegócio no Pará. Será a 34ª edição da Exposição Agropecuária de Marabá (Expoama), após dois anos de pandemia. O acontecimento social e cultural reunirá mais de 300 expositores, leilões, rodeio e shows em cinco dias, prometendo atrair um público de 15 mil pessoas por noite.

O Sindicato dos Produtores Rurais (SPRM) decidiu realizar apenas cinco dias de evento devido à pandemia “Nós tínhamos sérias dúvidas quanto à execução da feira, devido ao cenário atual sanitário, e por conta disso, optamos pela realização mais curta do evento, sem deixar de acontecer mais um ano”, afirma o vice-presidente do Sindicato dos Produtores Rurais, Antônio Vieira Caetano, o “Neném do Manelão”.

Entre as principais atrações deste ano está a Grande Cavalgada, que marca a abertura da Expoama, no domingo (17) a partir de 8 horas, com saída em frente ao Aeroporto. “Esperamos cerca de 40 comitivas e 1500 cavaleiros e amazonas. Estamos trabalhando com afinco na organização, de acordo com as recomendações do Ministério Público para que a cavalgada seja um evento seguro e exemplar no trato e respeito aos animais”, garante o vice-presidente.

Leia mais:

Diferentemente de todas as outras edições, a cavalgada acontecerá, pela primeira vez no domingo. O vice-diretor explica que a razão da mudança é o baixo tráfego de veículos nas vias de Marabá no dia escolhido, favorecendo a mobilidade dos animais que participam do percurso e evitando grandes engarrafamentos, tendo em vista que parte da BR-230 e da BR-155 são fechadas para o acontecimento.

Para o churrasco que acontece todos os anos, foram previamente selecionadas 10 vacas inspecionadas, que serão devidamente abatidas pela empresa JBS e entregues a um grupo gaúcho qualificado para produzir o almoço. Vale ressaltar que o churrasco será aberto a todos, e não somente aos que participarão da cavalgada.

O público de Marabá e região poderão aproveitar os grandes shows da Expoama 2022. Na quarta-feira (20), com entrada franca, terá o Show gospel da Casa Worship; na quinta-feira (21), a apresentação da dupla sertaneja, Jorge e Mateus. Na sexta-feira (22), será a abertura do Rodeio e um show regional. No sábado (23), shows de Léo Magalhães e da cantora Luiza. No domingo (24), o fechamento do evento contará com o encerramento do rodeio e atrações locais.

Para além do entretenimento, o evento também abrange um seminário importante com palestras voltadas para o produtor rural, tratando de tecnologias em maquinas e empresas que expõe no evento, genética do gado e sobre o meio ambiente: “A feira é dividida em diversão e conhecimento, e mais do que divertir, tem o objetivo de incentivar os produtores e levar informação”, afirma o vice-diretor.

A geração de negócios durante os cinco dias de feira é resultado da comercialização de gado nos leilões e nas vendas realizadas pelos setores de veículos e implementos agrícolas, que são impulsionados pelos contratos de financiamentos do Banco do Brasil, Banco da Amazônia, Banpará, Caixa Econômica, Sicoob e Sicreb.

A Expoama é uma importante vitrine para o produtor rural, que já é reconhecido pela qualidade do gado produzido na região, mas também é uma das principais opções de lazer de Marabá para o público em geral e uma fonte de aquecimento para comércio local: a rede hoteleira aumenta sua taxa de ocupação, as lojas de roupas e calçados vendem mais, bares e restaurantes recebem mais clientes, postos de combustível registram aumento nas vendas, além de outros bons resultados.

Serão realizados dois leilões com gado de cria, recria e engorda. Entre os melhores e mais importantes do Brasil, os leilões da Expoama reúnem os expoentes da pecuária bovina da região. “A expectativa é de comercializar mais de 10 mil reses e gerar um volume de milhões em negócios”, garante Neném do Manelão. (Thays Araujo)

Comentários