Correio de Carajás

Cartório faz cadastramento biométrico

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Para dar mais segurança ao processo de votação, eleitores dos municípios de Marabá, Nova Ipixuna e Bom Jesus do Tocantins já estão aptos fazer a revisão biométrica. A mudança tem como intuito evitar fraudes nas próximas eleições programadas para 2018. Desde o dia 27 de setembro, o Fórum Eleitoral de Marabá, localizado Folha 16, Nova Marabá, vem fazendo atendimentos para cadastrar eleitores desses três municípios no sistema biométrico.

A revisão biométrica em Marabá vai ser feita em duas etapas. Essa primeira se chama revisão biométrica ordinária e ela não tem um prazo para terminar. Logo depois dessa etapa, o que provavelmente deve ocorrer após as eleições de 2018, será iniciada a revisão extraordinária.

Nas últimas eleições municipais de 2016, os eleitores de Marabá não puderam usar o sistema de biometria, porém no próximo ano isso já será possível. Conforme dados publicados pelo Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA), existem 67.951 eleitores da 100ª Zona Eleitoral e outros 89.164 da 23ª Zona Eleitoral aptos para a revisão biométrica em Marabá. Em Bom Jesus do Tocantins são 11.135 pessoas da 100ª Z.E e, em Nova Ipixuna, 11.272 da 23ª Z.E.

Leia mais:

Usuários

Para Rosângela Alves Costa, trabalhadora autônoma, quanto mais cedo o eleitor se cadastrar, menos trabalho ele vai ter. “Se você não atualizar, o que acontece, quando você precisar abrir uma conta bancária, não vai poder, Entendeu? Então, para evitar essas coisas, é melhor a gente prevenir”, destacou. O militar Francisco Conceição Araújo não soube dizer à reportagem se a mudança vai melhorar o processo, porque ainda não teve a experiência de usar a biometria na votação.

“Estou me atualizando, porque quando chegar o momento de fazer mesmo, já vai estar feito”, declarou. Outro militar, Igor Pereira Costa, buscou o Fórum Eleitoral de Marabá para regularizar o seu título e chegando lá, acabou fazendo o cadastro biométrico. “Eu acho que vai facilitar bastante o trabalho do pessoal do TRE-PA e também vai facilitar para nós eleitores”, confirmou.

Mas teve também quem duvidou da eficácia do processo, como o lavrador Bernardino Noleto Rego. Ele disse ao CORREIO que vota deste os 18 anos e, hoje, com mais de 60 anos, duvida que a biometria vá agilizar as votações. “Eu acho que vai dar mais trabalho”, observou.

Procedimento

Quem buscar os cartórios eleitorais de Marabá para a revisão ordinária deve estar munido de documento de identificação e comprovante de residência. Geralmente, o cadastramento biométrico leva cerca 10 a 20 minutos, e em Marabá existem apenas quatro equipamentos que estão sendo usados neste procedimento.

Portanto, é importante não formar grandes filas no Fórum Eleitoral ou deixar a revisão para última hora. O aconselhável é procurar o órgão em dias mais tranquilos, durante o seu horário de funcionamento, que vai das 8 às 13 horas. Todo o processo é gratuito. (Nathália Viegas com informações Josseli Carvalho)

Para dar mais segurança ao processo de votação, eleitores dos municípios de Marabá, Nova Ipixuna e Bom Jesus do Tocantins já estão aptos fazer a revisão biométrica. A mudança tem como intuito evitar fraudes nas próximas eleições programadas para 2018. Desde o dia 27 de setembro, o Fórum Eleitoral de Marabá, localizado Folha 16, Nova Marabá, vem fazendo atendimentos para cadastrar eleitores desses três municípios no sistema biométrico.

A revisão biométrica em Marabá vai ser feita em duas etapas. Essa primeira se chama revisão biométrica ordinária e ela não tem um prazo para terminar. Logo depois dessa etapa, o que provavelmente deve ocorrer após as eleições de 2018, será iniciada a revisão extraordinária.

Nas últimas eleições municipais de 2016, os eleitores de Marabá não puderam usar o sistema de biometria, porém no próximo ano isso já será possível. Conforme dados publicados pelo Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA), existem 67.951 eleitores da 100ª Zona Eleitoral e outros 89.164 da 23ª Zona Eleitoral aptos para a revisão biométrica em Marabá. Em Bom Jesus do Tocantins são 11.135 pessoas da 100ª Z.E e, em Nova Ipixuna, 11.272 da 23ª Z.E.

Usuários

Para Rosângela Alves Costa, trabalhadora autônoma, quanto mais cedo o eleitor se cadastrar, menos trabalho ele vai ter. “Se você não atualizar, o que acontece, quando você precisar abrir uma conta bancária, não vai poder, Entendeu? Então, para evitar essas coisas, é melhor a gente prevenir”, destacou. O militar Francisco Conceição Araújo não soube dizer à reportagem se a mudança vai melhorar o processo, porque ainda não teve a experiência de usar a biometria na votação.

“Estou me atualizando, porque quando chegar o momento de fazer mesmo, já vai estar feito”, declarou. Outro militar, Igor Pereira Costa, buscou o Fórum Eleitoral de Marabá para regularizar o seu título e chegando lá, acabou fazendo o cadastro biométrico. “Eu acho que vai facilitar bastante o trabalho do pessoal do TRE-PA e também vai facilitar para nós eleitores”, confirmou.

Mas teve também quem duvidou da eficácia do processo, como o lavrador Bernardino Noleto Rego. Ele disse ao CORREIO que vota deste os 18 anos e, hoje, com mais de 60 anos, duvida que a biometria vá agilizar as votações. “Eu acho que vai dar mais trabalho”, observou.

Procedimento

Quem buscar os cartórios eleitorais de Marabá para a revisão ordinária deve estar munido de documento de identificação e comprovante de residência. Geralmente, o cadastramento biométrico leva cerca 10 a 20 minutos, e em Marabá existem apenas quatro equipamentos que estão sendo usados neste procedimento.

Portanto, é importante não formar grandes filas no Fórum Eleitoral ou deixar a revisão para última hora. O aconselhável é procurar o órgão em dias mais tranquilos, durante o seu horário de funcionamento, que vai das 8 às 13 horas. Todo o processo é gratuito. (Nathália Viegas com informações Josseli Carvalho)

Comentários

Mais

Escola de Governança abre cursos gratuitos para servidores paraenses

Escola de Governança abre cursos gratuitos para servidores paraenses

A Escola de Governança Pública do Estado do Pará (EGPA) abriu no sábado (17) as inscrições para os cursos livres…
Mercado financeiro prevê inflação em 4,92% neste ano

Mercado financeiro prevê inflação em 4,92% neste ano

A previsão do mercado financeiro para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), neste ano, subiu de 4,85%…
Uepa prorroga inscrições para especialização em Parauapebas

Uepa prorroga inscrições para especialização em Parauapebas

Foram prorrogadas até o dia 23 de abril as inscrições ao Processo Seletivo para o Curso de Especialização em Teorias…
Parauapebas terá 1º Seminário de Educação Escolar Indígena

Parauapebas terá 1º Seminário de Educação Escolar Indígena

Com o objetivo de valorizar ainda mais a educação indígena, além de levantar debates e reflexões acerca da temática, a…
Butantan recebe insumos para 5 milhões de doses da CoronaVac

Butantan recebe insumos para 5 milhões de doses da CoronaVac

O Instituto Butantan recebeu, na manhã desta segunda-feira (19), mais 3 mil litros do Insumo Farmacêutico Ativo (IFA), matéria-prima para…
Pará registra 451.192 casos de Covid-19 e 11.900 mortes

Pará registra 451.192 casos de Covid-19 e 11.900 mortes

O Pará registrou, neste domingo (18), um total de 451.192 casos de Covid-19 e 11.900 mortes. De acordo com o…