Correio de Carajás

Caravana da saúde atende policiais e dependentes em Parauapebas

Fotos: Ronaldo Modesto

23ª BPM

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Com o objetivo de proporcionar atendimento biopsicossocial à tropa e dependentes, a caravana do Programa Itinerante de Atenção à Saúde do Policial Militar (PAS-PM) iniciou atendimentos nesta quarta (7) no quartel do 23º Batalhão de Polícia Militar, em Parauapebas.

Conforme a capitã Patrícia Ribeiro, a caravana está percorrendo vários municípios durante o ano e no mês de julho presta apoio à Operação Veraneio, deflagrada em todo o Pará. “Passamos por Rondon do Pará e Marabá, agora estamos em Parauapebas e, daqui, seguiremos para Xinguara, Redenção, Conceição do Araguaia, Bragança e Salinópolis”.

Leia mais:
Capitã Patrícia afirma que caravana continuará percorrendo o interior

Ela explica que são realizados atendimentos em enfermagem, fisioterapia, odontologia, psicologia, assistência social, nutrição e religioso, sendo utilizados recursos do Fundo de Saúde e de Assistência Social da Polícia Militar do Estado do Pará. Paralelamente, são prestados atendimentos do Projeto Caminhos, que busca a capacitação dos familiares dos policiais.

“Estão sendo feitos atendimentos previamente agendados. A capacidade é de quase 300 atendimentos diários e temos a previsão de levar atendimento a um efetivo de aproximadamente 1.200 policiais militares. Neste primeiro dia temos escalados a média de 100 militares e dependentes”.

O soldado S. Nogueira foi um dos militares atendidos pela ação, que classificou como “de suma importância e prova da preocupação da corporação preocupa com a física, mental e espiritual dos servidores. “É o cuidado que os superiores estão tendo com a tropa. Gostei muito porque normalmente a gente não tem tempo para buscar esses serviços e ter a oportunidade de fazer isso estando de serviço e de graça é de grande importância”, avalia.

Soldado S. Nogueira avalia positivamente a ação

Ao longo de 2020 o programa realizou mais de 3.700 atendimentos no interior do estado, conforme divulgado pela Polícia Militar. Foram beneficiados 2.967 policiais, o que corresponde a mais de 30% da tropa que atua fora da Região Metropolitana de Belém. Quase 20 profissionais, todos policiais militares, compõem a equipe multidisciplinar do PAS PM, idealizado e implementado pela 1ª Seção do Estado-Maior Geral. (Luciana Marschall – com informações de Ronaldo Modesto)

Comentários

Mais

Covid-19: Anvisa diz que não há estudo conclusivo sobre 3ª dose

Covid-19: Anvisa diz que não há estudo conclusivo sobre 3ª dose

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) afirmou em comunicado hoje (23) que ainda não há evidências suficientes para uma…
ONS prevê cenário energético "sensível" até novembro

ONS prevê cenário energético "sensível" até novembro

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) revisou as previsões para o atendimento de energia ao Brasil até novembro e…
DJ Ivis pede perdão a Pamella Holanda em suposta carta lida pelo advogado do cantor

DJ Ivis pede perdão a Pamella Holanda em suposta carta lida pelo advogado do cantor

A cearense Pamella Holanda, vítima de agressões de DJ Ivis, revelou que o cantor enviou uma suposta carta, por meio do advogado, com um pedido de perdão.…
Rede estadual retoma aulas no início de agosto

Rede estadual retoma aulas no início de agosto

A redução do número de novos casos e de óbitos por Covid-19, bem como a adesão à vacinação contra o…
Clarice, a jovem que anda nua em Parauapebas, não está abandonada

Clarice, a jovem que anda nua em Parauapebas, não está abandonada

Uma cena comum em Parauapebas e que choca muita gente é a de uma mulher andando sem roupas pelas ruas…
Mãe pede ajuda para comprar cadeira de banho para o filho

Mãe pede ajuda para comprar cadeira de banho para o filho

Com grande parte do corpo atrofiado, conseguindo movimentar apenas uma das mãos e a cabeça, o jovem Handriw Rafael Vasconcelos…