Correio de Carajás

Candidata a prefeita de São João é acusada de compra de apoio e de voto

Marcellanne Cristina é acusada de compra de apoio/
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Um tipo de prática que é das mais arcaicas e reprováveis nas disputas eleitorais no interior virou agora uma acusação muito séria contra Marcellanne Cristina Sobral Martins (coligação São João Vai Mudar Para Melhor), candidata a prefeita de São João do Araguaia. É que o idoso João Pereira da Silva, conhecido João Peixeiro, acusa a candidata de, pessoalmente, lhe visitar em casa e comprar o seu apoio à candidatura dela em dinheiro vivo, com a quantia de R$ 2.500. Isso teria acontecido na noite de 7 de novembro. Ontem (11) a denúncia do fato foi formalmente protocolada junto à Justiça Eleitoral.

João Peixeiro compareceu à uma delegacia de Polícia e registrou Boletim de Ocorrência do fato, prestou seu depoimento dizendo ter aceitado o valor inicialmente, mas que estava arrependido. Entregou também a quantia em dinheiro aos cuidados das autoridades policiais.

Seu João denunciou e entregou o dinheiro que teria recebido

O depoente disse que Marcellanne, com a qual ele não tinha qualquer vínculo até aquele dia, compareceu à casa dele por volta das 23 horas acompanhado de um homem que ele não soube identificar. Que no interior da casa ela teria perguntado a João textualmente: “Quanto você quer pra me acompanhar nessa política?” e que, em ato contínuo, já colocou o maço de dinheiro sobre a mesa. João disse, ainda, que a quantia, no entendimento dele era pelo seu apoio e de sua família. A candidata a prefeita teria, em seguida, rasgado com as próprias mãos os cartazes da sua única adversária Neusinha Martins (São João Daqui pra Frente) que estavam colados pela casa.

Leia mais:

A importância da compra do apoio de João Peixeiro, uma pessoa simples da comunidade, residiria no fato de sua família ser numerosa e historicamente apoiar e votar nos candidatos da família de Neusa Martins. A sua mudança de lado na reta final da campanha seria um troféu para a candidata adversária, avaliam os acusadores.

A tentativa de compra de apoio só não teve êxito devido à discordância da esposa e das filhas de João que se mostraram contrariadas e o convenceram a não aceitar a venda do seu apoio e denunciar às autoridades.

Elza dos Santos Costa que é esposa de João, também prestou depoimento na qualidade de testemunha e corroborou com o que disse o companheiro, destacando ter ficado contrariada com o ocorrido. Eles moram no Bairro Novo São João.

ACUSAÇÃO FORMAL

O escritório de advocacia d’Oliveira, que representa a coligação “São João Daqui pra Frente”, de Neusinha Martins, ingressou ontem no Cartório da 57ª Zona Eleitoral com a Ação de Investigação Judicial Eleitoral Número: 0600767-18.2020.6.14.0057, denunciando a ocorrência.

Entre outras coisas, os advogados destacam que circulou no aplicativo de mensagens instantâneas Whatsapp, uma foto de Jessé dos Santos Costa, cabo eleitoral de Marcellanne, deitado em uma cama com uma grande quantia de notas de R$ 50 que seriam destinados à compra de votos dos eleitores do município.

“O mesmo cabo eleitoral enviou áudio informando o sucesso na compra de voto do eleitor: ‘Eu acho que o João Peixeiro era o único eleitor que a Neusinha tinha. Joao Peixeiro é 12 agora, acabou. Vai ser 10 a 0’”, destaca o documento da acusação. Esse áudio, e outros foram anexados à denúncia.

OUTRO LADO

O Jornal não conseguiu contato direto com a candidata Marcellanne Cristina, porém falou ao telefone com a senhora chamada Cintia Sobral, que confirmou ser irmã dela e uma das coordenadoras de sua campanha.

Cintia disse que ela e a candidata estão de luto pela morte de um irmão delas esta semana e que o seu desejo é que esse momento da família seja respeitado. De outro lado, antes de desligar, disse que Marcellanne não conhece o acusador em questão, seu João, e que tal acusação certamente é manobra política de seus adversários.

O repórter insistiu que seria importante a manifestação oficial delas, nem que fosse pelo advogado da coligação e que esperaria contato dele até o final do dia, mas isso não ocorreu. (Da Redação)

Comentários

Mais

Evento com Bolsonaro em Marabá será no Parque de Exposição e aberto

Evento com Bolsonaro em Marabá será no Parque de Exposição e aberto

O maior evento de entrega de títulos de domínio e regularização fundiária do país. Assim está sendo tratada a solenidade…
Auxílio emergencial será prorrogado por mais 3 meses, afirma Guedes

Auxílio emergencial será prorrogado por mais 3 meses, afirma Guedes

O governo vai prorrogar o auxílio emergencial aos mais vulneráveis por mais três meses, informou ao Broadcast (sistema de notícias em tempo…
STF mantém quebras de sigilo da CPI da Covid

STF mantém quebras de sigilo da CPI da Covid

Os ministros Ricardo Lewandowski e Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), negaram, no sábado (12) pedidos para suspender…
Parlamento de Israel aprova novo governo que encerra era Netanyahu

Parlamento de Israel aprova novo governo que encerra era Netanyahu

O Parlamento de Israel aprovou nesse domingo (13) um novo governo que encerra o tempo recorde de 12 anos no poder…
Brasil: Cinco municípios elegem seus prefeitos hoje

Brasil: Cinco municípios elegem seus prefeitos hoje

Os eleitores de cinco municípios irão às urnas hoje (13) para eleger seus prefeitos. Em Sidrolândia (MS), Nova Pata do…
Mourão diz que Bolsonaro autorizou nova operação militar na Amazônia

Mourão diz que Bolsonaro autorizou nova operação militar na Amazônia

O vice-presidente Hamilton Mourão disse hoje (11) que o presidente Jair Bolsonaro autorizou uma nova operação das Forças Armadas para combater crimes…