Correio de Carajás

Aumentam o total de doses e o percentual de homens no Brasil que consomem álcool

Estudo mostrou que entre 1990 e 2016 aumentou de 1,8 para 3 doses o consumo de álcool entre os homens no Brasil. A dose considerada no estudo equivale a 10g de álcool puro. (Foto: Fábio Tito/G1)
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Um estudo publicado nesta sexta-feira (24) na revista científica “The Lancet” aponta que o consumo de álcool está associado a 2,8 milhões de mortes a cada ano em todo o mundo e que não existem “níveis seguros” para o consumo da substância. A pesquisa avaliou dados de 195 países e, ao analisar a prevalência do consumo no Brasil, verificou aumento no total consumido tanto por homens quanto mulheres, e concluiu ainda que subiu o total de homens que bebem.

De acordo com os dados, em 1990, o percentual de brasileiros que bebiam álcool era estimado em 68% da população. Naquela época, o consumo médio era de 1,8 dose diária. Em 2016, último ano considerado no levantamento, esse percentual subiu para 71% e o consumo médio subiu para 3 doses diárias. Para os homens, a média mundial era de 39% e 1,7 dose diária em 2016.

Entre as mulheres, os números são menores e houve queda em um dos indicadores: em 1990, o percentual era de 45%, com 0,95 dose diária. Já em 2016, o percentual caiu para 42%, mas o consumo subiu para 1,5 dose diária. A média mundial entre as mulheres era de 25% em 2016, com 0,74 dose diária.

Leia mais:

No estudo, a dose considerada é de 10 gramas de álcool. Em média, uma taça de vinho de 150 ml com teor alcoólico de 12% e uma lata de cerveja com 5% de teor têm o equivalente a 14 gramas.

A pesquisa

O estudo faz parte da série “Fardo Global das Doenças” (GBD, em inglês), analisou os níveis de consumo de álcool e seus efeitos sobre a saúde em 195 países de 1990 a 2016. A pesquisa ouviu participantes de 15 a 95 anos, e comparou grupos que bebem com aqueles que não tomam bebidas alcoólicas.

A pesquisa usou dados de estudos já previamente publicados de 1990 até 2016. Foram 3.992 estimativas feitas em 592 artigos, que correspondem a uma população combinada de 28 milhões de pessoas e 649 mil casos com desfechos relatados. Por isso, é apontado pelos autores como um um dos estudos mais completos sobre o assunto.

O estudo foi financiado pela Fundação Bill & Melinda Gates, sob coordenação da professora Emmanuela Gakidou, da Universidade de Washington, em Seatle, nos Estados Unidos.

Índice de risco

A pesquisa concluiu que aqueles que tomam uma dose diária (10 gramas de álcool puro) tem até chance 0,5% maior de desenvolver câncer e problemas de saúde relacionados ao álcool, se comparado com quem não bebe.

“Um drinque por dia significa um aumento pequeno do risco, mas se você ajusta isso à população do Reino Unido, representa um número muito maior. E a maioria das pessoas não toma apenas uma bebida por dia”, diz a médica Sonia Saxena, pesquisadora do Imperial College London, no Reino Unido, uma das autoras do estudo.

Entre outras principais conclusões da pesquisa estão:

  • Uma em cada três pessoas no mundo bebe álcool (o equivalente a 2,4 bilhões de pessoas),
  • 2,2% das mulheres e 6,8% dos homens morrem de problemas de saúde relacionados com o consumo de álcool a cada ano
  • O uso de álcool foi classificado como o sétimo principal fator de risco para morte prematura e incapacidade em todo o mundo em 2016
  • Para as pessoas com 50 anos ou mais, os cânceres foram a principal causa de morte relacionada ao álcool, constituindo 27,1% das mortes em mulheres e 18,9% das mortes em homens.
  • A pesquisa aponta que não há níveis seguro para o consumo de álcool, uma vez que os efeitos benéficos contra a doença cardíaca não são compensados ​​pelos efeitos adversos em outras áreas da saúde, particularmente o câncer.

(Fonte:G1)

Mais

Sefa apreende máquina agrícola e bebidas em Marabá

Sefa apreende máquina agrícola e bebidas em Marabá

A unidade de controle de mercadorias em trânsito de Carajás, da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa), em Marabá, sudeste…
Carreata marca luta contra abuso e exploração sexual de menores em Marabá

Carreata marca luta contra abuso e exploração sexual de menores em Marabá

Dia 18 de maio de 1963 um crime bárbaro chocou o Brasil. Araceli Cabrera Sanches, de apenas oito anos de…
Venda de consórcios dispara em Marabá

Venda de consórcios dispara em Marabá

A venda de consórcios registrou um forte crescimento em 2020, e segue em ritmo acelerado nos primeiros meses de 2021,…
Mais de 700 famílias já estão cadastradas para regularização

Mais de 700 famílias já estão cadastradas para regularização

Segue em ritmo intenso e, mesmo assim, com os cuidados de praxe devido à pandemia, o trabalho de cadastramento de…
Grave colisão entre caminhões causa morte e bloqueia pista

Grave colisão entre caminhões causa morte e bloqueia pista

Pelo menos uma pessoa morreu numa colisão entre dois caminhões na tarde desta segunda-feira (17) na BR-155, entre a sede…
Prefeitura libera segunda parcela do Renda Emergencial

Prefeitura libera segunda parcela do Renda Emergencial

  A Prefeitura Municipal de Curionópolis, inicia nesta terça-feira, 18 de maio, o pagamento da segunda parcela do Programa Renda…