Correio de Carajás

Assaltante tomba em confronto com a PM

Membros de uma quadrilha assaltaram uma conveniência na Folha 5 (Nova Marabá) na tarde de domingo (24) e foram comemorar bem longe dali, no Núcleo Morada Nova. Nesta segunda-feira (25), no entanto, um informante avisou a localização deles para os militares do Posto Policial Destacado (PPD) da localidade.

Os PMs correram para lá na intenção de prender os acusados. Ocorre que um deles, que estava armado, reagiu e acabou sendo morto pelos policiais, que tiveram de tomar essa medida extrema para resguardar sua integridade física.

De acordo com o sargento Gladson, do PPD de Morada Nova, quando eles chegaram à casa onde o bando estava homiziado, foi feita a revista em dois elementos, mas quando os policiais fizeram varredura nos outros cômodos da casa, encontraram um terceiro elemento, que reagiu, entrando em luta corporal com os policiais, sendo preciso efetuar um disparo porque o acusado estava com uma arma de fogo.

Leia mais:

“Foi a única solução que teve. A Polícia Militar não quer isso, mas, para resguardar as nossas vidas, tivemos que tomar essa medida”, relata o sargento Gladson, ao confirmar que havia também duas mulheres na casa com os acusados e uma delas é adolescente. Todo mundo foi levado para a delegacia.

Ao serem apresentados na 21ª Seccional Urbana de Polícia Civil, uma pessoa que teve a moto roubada há cerca de um mês reconheceu um dos elementos como sendo um dos assaltantes que lhe roubaram o veículo (uma Honda Bros vermelha).

Os presos foram identificados como Gidelvan Nascimento Silva e Antonio Alves de Lima; e o terceiro assaltante, que acabou morto no confronto com os policiais se chama Jordenilson Silva Rodrigues.

Como toda a ação criminosa do bando foi filmada pelas câmeras de segurança do circuito interno da conveniência, é possível reconhecer nitidamente pelo menos um dos acusados (Gidelvan Silva), com uma arma na mão, ao lado da funcionária que trabalha no caixa. Eles estão de boné e óculos escuros para dificultar a identificação, mas o disfarce não colou. (Chagas Filho)

Membros de uma quadrilha assaltaram uma conveniência na Folha 5 (Nova Marabá) na tarde de domingo (24) e foram comemorar bem longe dali, no Núcleo Morada Nova. Nesta segunda-feira (25), no entanto, um informante avisou a localização deles para os militares do Posto Policial Destacado (PPD) da localidade.

Os PMs correram para lá na intenção de prender os acusados. Ocorre que um deles, que estava armado, reagiu e acabou sendo morto pelos policiais, que tiveram de tomar essa medida extrema para resguardar sua integridade física.

De acordo com o sargento Gladson, do PPD de Morada Nova, quando eles chegaram à casa onde o bando estava homiziado, foi feita a revista em dois elementos, mas quando os policiais fizeram varredura nos outros cômodos da casa, encontraram um terceiro elemento, que reagiu, entrando em luta corporal com os policiais, sendo preciso efetuar um disparo porque o acusado estava com uma arma de fogo.

“Foi a única solução que teve. A Polícia Militar não quer isso, mas, para resguardar as nossas vidas, tivemos que tomar essa medida”, relata o sargento Gladson, ao confirmar que havia também duas mulheres na casa com os acusados e uma delas é adolescente. Todo mundo foi levado para a delegacia.

Ao serem apresentados na 21ª Seccional Urbana de Polícia Civil, uma pessoa que teve a moto roubada há cerca de um mês reconheceu um dos elementos como sendo um dos assaltantes que lhe roubaram o veículo (uma Honda Bros vermelha).

Os presos foram identificados como Gidelvan Nascimento Silva e Antonio Alves de Lima; e o terceiro assaltante, que acabou morto no confronto com os policiais se chama Jordenilson Silva Rodrigues.

Como toda a ação criminosa do bando foi filmada pelas câmeras de segurança do circuito interno da conveniência, é possível reconhecer nitidamente pelo menos um dos acusados (Gidelvan Silva), com uma arma na mão, ao lado da funcionária que trabalha no caixa. Eles estão de boné e óculos escuros para dificultar a identificação, mas o disfarce não colou. (Chagas Filho)

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.