Correio de Carajás

Arcon reforça fiscalização nos portos e terminais para as festas de fim de ano

A vistoria veicular assegura condições de trafegabilidade dos veículos / Fotos: Divulgação
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Estado do Pará (Arcon-PA) vai intensificar a fiscalização ao transporte hidroviário e rodoviário intermunicipal nos principais terminais e portos do Estado neste fim de ano, no período de 21 a 30 de dezembro. O objetivo do reforço, além de coibir o transporte irregular, é garantir a segurança e preservar os direitos dos usuários que irão viajar para os municípios do interior do Estado durante as festas de Natal e Ano Novo.

O diretor de fiscalização e normatização da Arcon-Pa, Ivan Bernaldo, explica que as equipes estarão distribuídas nos portos e terminais regulados pelo órgão estadual para zelar pela qualidade dos serviços prestados à população paraense nesta época de grande movimentação.

“Durante as abordagens, os fiscais da Arcon-Pa conferem documentação, as condições do veículo, o cumprimento dos horários das viagens, e a gratuidade, com foco na segurança e conforto dos usuários na viagem”, explica Ivan.

Leia mais:
Além de proteger o condutor e contribuir para a segurança do trânsito de um modo geral, as vistorias são importantes para assegurar que os veículos têm condições de trafegar.

As equipes de fiscalização de transporte rodoviário e hidroviário estarão distribuídas por escalas de serviço. O grupo de fiscais do transporte terrestre atuará no Terminal Rodoviário de Belém, Mosqueiro, Apéu, Castanhal, Santa Maria, Mosqueiro, Santo Antônio do Tauá, Vigia, Xinguara e Redenção. Uma equipe de fiscalização volante também estará percorrerá os demais municípios. Os fiscais do transporte hidroviário estarão de prontidão no Terminal Hidroviário de Belém, porto Henvil (Bernardo Sayão), porto do Arapari, Jarumã e Açaí Biruta, porto de Icoaraci (Terminal da Henvil), Amazonat e Rodofluvial Barcarena, nos portos dos municípios de Breves, Porto de Moz, Altamira, Santarém, Itaituba, Soure e Salvaterra, Barcarena (Porto São Francisco e Terminal Hidroviário Municipal.

Serviço: Os usuários podem contar com o apoio da Ouvidoria da Arcon-Pa que possui salas de atendimento ao usuário no Terminal Rodoviário e Hidroviário de Belém para receber denúncias, sugestões ou tirar dúvidas de forma presencial, ou através dos telefones: 08000911717, e call center: 32421942, 32422455, 32422510, com atendimento no horário de 8h às 16h. (Agência Pará)

Comentários

Mais

Pandemia e isolamento aumentam procura por cultivo de plantas em casa

Pandemia e isolamento aumentam procura por cultivo de plantas em casa

Em isolamento social, as pessoas tendem a sentir falta de sair e do contato com a natureza, por isso, ter…
Mundo chega a 3 milhões de mortes por Covid com piora da pandemia na América do Sul

Mundo chega a 3 milhões de mortes por Covid com piora da pandemia na América do Sul

O mundo chegou neste sábado (17) à triste marca de 3 milhões de mortes causadas pela Covid-19, em meio à…
Pará gera mais de 3 mil postos formais de trabalho no setor de serviços

Pará gera mais de 3 mil postos formais de trabalho no setor de serviços

“Eu atuo no ramo de eventos, sou segurança, e em meio à pandemia o nosso trabalho parou. Atualmente, a banda…
Novo estudo descarta elo entre tipo sanguíneo e a incidência de Covid

Novo estudo descarta elo entre tipo sanguíneo e a incidência de Covid

Uma investigação feita com mais de 100 mil pessoas nos Estados Unidos demonstrou que não há relação entre o tipo sanguíneo…
Pequeno ouvinte da Correio FM é premiado com bolo de aniversário

Pequeno ouvinte da Correio FM é premiado com bolo de aniversário

O garoto Angelo Miguel, pequeno ouvinte da nossa rádio, foi o grande ganhador da Promoção Aniversariante do Mês da Correio…
Coronafobia: transtornos compulsivos e de ansiedade por conta da pandemia

Coronafobia: transtornos compulsivos e de ansiedade por conta da pandemia

Há um ano que todo o Brasil vem enfrentando a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Sentimentos como incerteza e ansiedade…