Preso esta semana, Messias dos Santos tem 67 anos de idade e uma ficha corrida daquelas/ Foto: Divulgação
Preso esta semana, Messias dos Santos tem 67 anos de idade e uma ficha corrida daquelas/ Foto: Divulgação
Ads

As rugas produzidas ao longo dos seus 67 anos de idade e o semblante calmo de Messias Lima dos Santos passam a impressão de que se trata de uma pessoa inofensiva, mas não se engane. O senhor de pele clara e olhos verdes, num piscar de olhos, é capaz de passar a mão no alheio e fugir disfarçado de bom velhinho. Só que agora ele foi preso.

Ads

A prisão dele aconteceu no Núcleo Cidade Nova, onde policiais militares foram informados por seguranças de uma loja de aparelhos eletrônicos que haviam identificado o homem que tentara furtar um aparelho televisor da dita loja há cerca de sete dias. Era justamente Messias dos Santos.

Quando os miliares chegaram ao local onde o acusado estava (um ponto de ônibus), mal puderam acreditar que o alvo da busca era aquele pacato cidadão de terceira idade. E, para piorar a situação, na revista feita nos bolsos de Messias, os policiais encontraram um aparelho celular cor de rosa. Logo os policiais questionaram sobre a origem do aparelho e descobriram que era roubado.

Delegado Vinícius ficou impressionado com os antecedentes criminais do acusado / Foto: Evangelista Rocha

Para os policiais, seu Messias confessou – com toda tranquilidade – que furtou duas calças jeans em uma loja na cidade de São Domingos do Araguaia, a 50 km de Marabá. Lá ele pegou uma van, veio para Marabá e ao descer no Terminal Agrorrodoviário do Km 6, “comprou” o celular usando como moeda de pagamento as duas calças furtadas.

Messias foi conduzido à 21ª Seccional de Polícia Civil, onde foi autuado por crime de receptação, já que foi flagrado com o celular furtado. Mas este não é o primeiro crime do qual o ancião é acusado, conforme explicou o delegado Vinícius Cardoso das Neves, diretor da Seccional. “Em desfavor do Messias pesam outras passagens também por crime de furto”, reafirmou o delegado.

De fato, conforme dados obtidos no Tribunal de Justiça do Pará (TJPA), Messias está indiciado por fruto em processo que corre na 2ª Vara Criminal de Marabá, é denunciado pelo mesmo crime Ourilândia do Norte, além de ser réu também por furto em Tucumã.

SAIBA MAIS

Além da receptação do celular e dos outros crimes dos quais Messias é acusado, ele também está sendo investigado pela tentativa de furto do televisor, fato que fez com que a polícia chegasse até ele.

(Chagas Filho)

Ads