Correio de Carajás

Análise: Um Brasileirão muito doido

A bola sempre teve seus caprichos e mais ainda agora, em tempos de pandemia/ Foto: Divulgação
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Começo o texto com uma afirmação repetida: o futebol pode ser analisado como um microcosmo da sociedade. Sendo assim, em um cenário muito complexo de pandemia, onde as relações sociais mudaram, o futebol também mudou e não apenas em relação à falta de torcida nos estádios, mas em relação ao desempenho dos próprios times. Prova disse é esse vai-e-vem no Brasileirão 2020.

Diante de toda essa mudança, o que se vê na maior competição de futebol do País – certamente o melhor certame da América Latina – é que praticamente todos os times desenvolveram um defeito em comum: não são confiáveis.

Quando você pensa que o time vai embalar, ele entra numa série de jogos ruins e resultados desastrosos. Exemplo disso é o que aconteceu de cara com o Flamengo, como Atlético Mineiro, com o Palmeiras e agora com o São Paulo. Quem diria que o Tricolor do Morumbi levaria um sacode de 1×5 para o Inter, dentro do “Cícero Pompeu de Toledo”?

Leia mais:

O contrário também acontece: o Grêmio, que estava claudicante, subiu rapidamente; e agora o Internacional (RS). Os gaúchos emplacaram uma série impressionante de sete vitórias seguidas.

Há teorias que tentam explicar o porquê de tudo isso: calendário apertado, surtos de covid, falta de torcida, viagens em cima da hora, além das outras competições que sempre foram um problema em outros tempos e agora se intensificam.

Esse carrossel de sucessos e fracassos, que levam um time do céu ao inferno em duas semanas dão “bug” nos algoritmos e sites de estatísticas, que tentam “adivinhar” quem tem mais chances de ser campeão.

Diante disso, quem pode se arriscar a anunciar o nome do favorito ao título? Ou quem pode ao menos prever o que vai acontecer na próxima rodada? É tudo muito imprevisível e é justamente aí que reside a beleza do futebol, pois é possível que nós, os amantes de futebol, tenhamos a oportunidade de testemunhar um campeonato decidido na última rodada. Seria “lindo”, como diz Abel Braga, técnico do “Colorado”. Aliás, “Abelão” pode estar “vivo” na 38ª rodada. (Chagas Filho)

Comentários

Mais

Eriksen usará desfibrilador após parada cardíaca em campo

Eriksen usará desfibrilador após parada cardíaca em campo

O dinamarquês Christian Eriksen usará um cardioversor desfibrilador implantável (CDI) após desmaiar em campo por causa de uma parada cardíaca…
Brasil goleia seleção peruana e segue 100% na Copa América

Brasil goleia seleção peruana e segue 100% na Copa América

Com gols do lateral Alex Sandro, do meia Everton Ribeiro e dos atacantes Neymar e Richarlison, o Brasil goleou a…
Delegação brasileira de judô terá 13 atletas na Olimpíada de Tóquio

Delegação brasileira de judô terá 13 atletas na Olimpíada de Tóquio

A Confederação Brasileira de Judô (CBJ) anunciou no início da tarde desta quarta-feira (16) os 13 nomes que irão representar o…
Assim como CR7, Pogba também tira garrafa da mesa durante entrevista coletiva

Assim como CR7, Pogba também tira garrafa da mesa durante entrevista coletiva

Pogba, da França, repetiu gesto de Cristiano Ronaldo e retirou uma garrafa da mesa durante entrevista coletiva. Cristiano Ronaldo, astro português retirou uma…
Flamengo não vai liberar Pedro para Olimpíada; jogador já foi comunicado

Flamengo não vai liberar Pedro para Olimpíada; jogador já foi comunicado

O Flamengo já decidiu: Pedro não será liberado para disputar os Jogos Olímpicos pela seleção brasileira no Japão. O jogador…
Em dia de recorde de CR7, Portugal vence Hungria por 3 a 0

Em dia de recorde de CR7, Portugal vence Hungria por 3 a 0

Atual campeã da Eurocopa, a Seleção Portuguesa estreou com vitória por 3 a 0 no torneio, nesta terça-feira, contra a Hungria. A partida,…