Correio de Carajás

Águia empresta Mandi ao Papão até fim do ano

O Paysandu acertou com mais um jogador para a Série B do Brasileiro. O meia-atacante Tiago Mandi, destaque do Águia de Marabá na temporada, será emprestado ao Alviceleste até o final do ano. O acordo foi confirmado pelo presidente do Azulão, Sebastião Ferreira Neto. O Papão, no entanto, mantém a política de não comentar contratações até que elas sejam divulgadas pelos próprios veículos do clube.

– Acabamos de fechar o empréstimo do Mandi ao Paysandu até o final do ano. Ele irá se apresentar ao novo clube na terça-feira da semana que vem, dia 2 de maio, pela manhã – contou o mandatário aguiano.

Tiago Mandi tem 21 anos e seu vínculo com o Águia vai até novembro deste ano. Ele está no clube de Marabá desde o começo de 2016, após ter chamado a atenção do técnico João Galvão na disputa de um torneio amador do município. Ele nasceu em Itupiranga, cidade vizinha a Marabá.

Leia mais:

No Campeonato Paraense, Mandi foi titular em nove das dez partidas do Águia na competição e marcou quatro gols. Ele não entrou em campo somente no duelo contra o São Raimundo, pela 6ª rodada, por conta de uma lesão. Ele também foi titular nas quatro partidas do Azulão na Copa Verde, balançado as redes uma vez.

O Papão deverá fazer oito ou nove contratações para a Série B. Além de Tiago Mandi, já se sabe que o clube bicolor tem apalavrado o zagueiro Gualberto e o também meia Fernando Gabriel, cujo pré-contrato foi assinado no último dia 13.

Até 2015, Tiago Ronald de Almeida Porto era apenas mais um dos muitos garotos que jogam futebol de maneira informal no município de Itupiranga, no sudeste paraense.

– Sou de Itupiranga e sempre joguei no futebol amador de Marabá e região. Um dia o Galvão me chamou para treinar no Águia. Eles gostaram de mim e ofereceram um contrato profissional comigo. Nessa boa fase sempre fui um garoto dedicado ao meu trabalho e creio eu que o que está acontecendo é fruto do meu trabalho – revelou o jogador, que, no ano passado, disputou a Série D pelo Azulão.

O apelido, aliás, o acompanha desde criança. Tiago adorava se banhar nas águas do Rio Tocantins, que corta as cidades de Itupiranga e Marabá. O pai, então, resolveu chama-lo de “mandi”, em referência ao peixe comum na região. Atualmente, o meia é representado pelo empresário Nenê Saraiva, que também é dono de um clube amador de Marabá. Ele que levou Tiago ao Azulão.

– Tenho um time de futebol, que é o Saraiva Futebol Clube. Foi o time que revelou o Tiago Mandi. Ele mora em Itupiranga e o contratei para jogar no meu time, em Marabá, para o campeonato municipal. Ele foi o principal jogador, se destacou. Consegui falar com o Ferreirinha (presidente do Águia) e com o Galvão para ele fazer um teste lá. Foi aprovado e recebeu um contrato de dois anos, que se encerra no dia 30 de novembro de 2017 – explica.

O Paysandu acertou com mais um jogador para a Série B do Brasileiro. O meia-atacante Tiago Mandi, destaque do Águia de Marabá na temporada, será emprestado ao Alviceleste até o final do ano. O acordo foi confirmado pelo presidente do Azulão, Sebastião Ferreira Neto. O Papão, no entanto, mantém a política de não comentar contratações até que elas sejam divulgadas pelos próprios veículos do clube.

– Acabamos de fechar o empréstimo do Mandi ao Paysandu até o final do ano. Ele irá se apresentar ao novo clube na terça-feira da semana que vem, dia 2 de maio, pela manhã – contou o mandatário aguiano.

Tiago Mandi tem 21 anos e seu vínculo com o Águia vai até novembro deste ano. Ele está no clube de Marabá desde o começo de 2016, após ter chamado a atenção do técnico João Galvão na disputa de um torneio amador do município. Ele nasceu em Itupiranga, cidade vizinha a Marabá.

No Campeonato Paraense, Mandi foi titular em nove das dez partidas do Águia na competição e marcou quatro gols. Ele não entrou em campo somente no duelo contra o São Raimundo, pela 6ª rodada, por conta de uma lesão. Ele também foi titular nas quatro partidas do Azulão na Copa Verde, balançado as redes uma vez.

O Papão deverá fazer oito ou nove contratações para a Série B. Além de Tiago Mandi, já se sabe que o clube bicolor tem apalavrado o zagueiro Gualberto e o também meia Fernando Gabriel, cujo pré-contrato foi assinado no último dia 13.

Até 2015, Tiago Ronald de Almeida Porto era apenas mais um dos muitos garotos que jogam futebol de maneira informal no município de Itupiranga, no sudeste paraense.

– Sou de Itupiranga e sempre joguei no futebol amador de Marabá e região. Um dia o Galvão me chamou para treinar no Águia. Eles gostaram de mim e ofereceram um contrato profissional comigo. Nessa boa fase sempre fui um garoto dedicado ao meu trabalho e creio eu que o que está acontecendo é fruto do meu trabalho – revelou o jogador, que, no ano passado, disputou a Série D pelo Azulão.

O apelido, aliás, o acompanha desde criança. Tiago adorava se banhar nas águas do Rio Tocantins, que corta as cidades de Itupiranga e Marabá. O pai, então, resolveu chama-lo de “mandi”, em referência ao peixe comum na região. Atualmente, o meia é representado pelo empresário Nenê Saraiva, que também é dono de um clube amador de Marabá. Ele que levou Tiago ao Azulão.

– Tenho um time de futebol, que é o Saraiva Futebol Clube. Foi o time que revelou o Tiago Mandi. Ele mora em Itupiranga e o contratei para jogar no meu time, em Marabá, para o campeonato municipal. Ele foi o principal jogador, se destacou. Consegui falar com o Ferreirinha (presidente do Águia) e com o Galvão para ele fazer um teste lá. Foi aprovado e recebeu um contrato de dois anos, que se encerra no dia 30 de novembro de 2017 – explica.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.