Correio de Carajás

Vítima e acusado eram colegas de trabalho e se desentenderam numa bebedeira por causa de questões de trabalho. Família do morto vinha cobrando justiça.

Foto: Marcello Casal Jr

Homicídio

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Após entrar em contato com a Polícia Civil de Grajaú (MA), a Delegacia de Homicídios de Marabá, em trabalho integrado, compartilhando informações, deu cumprimento a um Mandado de Prisão Preventiva contra José Santos de Souza Neto, de 31 anos. Ele é acusado de assassinar o colega de trabalho Uaire Pereira Borba, o “Manchinha”, de 47 anos, a golpes de faca. O crime aconteceu no dia 18 de abril de 2019, na Vila Cuxiú, a 50 quilômetros da Vila Santa Fé, município de Itupiranga.

Uaire, mais conhecido como “Manchinha”, foi morto a golpes de faca nas costas e no pescoço

Vítima e acusado eram funcionários de uma mineradora e o assassinato aconteceu durante um almoço na chácara da família do acusado, segundo informaram parentes da vítima. Aliás, foi o próprio José Santos quem preparou uma galinha caipira para almoçar com o então colega de trabalho naquele dia. Mas, no final, tudo acabaria em morte.

Durante o almoço José Neto pediu a Uaire que votasse nele para ser presidente da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) da empresa que trabalhavam, mas Uaire explicou que votaria em outro colega. Foi o bastante para tirar José Neto do sério. O clima se acirrou entre os dois e o acusado acabou tirando a vida de Uaire com 24 facadas, quase todas pelas costas e também no pescoço.

Leia mais:
Acusado (em primeiro plano) e vítima (ao fundo) eram colegas de trabalho

Passado o período do flagrante, o criminoso chegou a se apresentar na Delegacia de Polícia Civil de Itupiranga, onde alegou legítima defesa, mas com o andar das investigações, o Instituto Médico Legal (IML) revelou que pela quantidade de facadas e o local das perfurações jamais seria legítima defesa.

Ao final do inquérito, o delegado Jailson Lucena, que era o titular da delegacia de Itupiranga, pediu a prisão preventiva do acusado, que foi atendida pelo Poder Judiciário. Mas àquela altura ele já tinha fugido para o Maranhão, onde foi preso por volta das 16h de quinta-feira (8), quase dois anos depois do cruel assassinato. (Chagas Filho)

Comentários

Mais

Papagaio entoa um “socorro, ladrão“ e suspeito é preso

Papagaio entoa um “socorro, ladrão“ e suspeito é preso

Um caso inusitado foi registrado na região nordeste do Pará na manhã deste sábado (12). Um papagaio gritou pega ladrão,…
Passeata pedirá justiça para mortes de Vanuza e Jacsiane

Passeata pedirá justiça para mortes de Vanuza e Jacsiane

No próximo dia 29, haverá uma grande manifestação, a partir das 16h30, pedindo celeridade na investigação do assassinato de Vanuza…
Corpo de bombeiro desaparecido é achado em Ananindeua

Corpo de bombeiro desaparecido é achado em Ananindeua

Foi encontrado, na tarde desta sexta-feira (11), o corpo do bombeiro militar Allan Tadeu Neco Veira  em uma área de mata…
Garimpeiros atacam ônibus que transportava lideranças indígenas de Jacareacanga para Brasília

Garimpeiros atacam ônibus que transportava lideranças indígenas de Jacareacanga para Brasília

Na manhã da última quarta-feira, 9, um ônibus que transportava lideranças indígenas de Jacareacanga, no sudoeste do Pará, para Brasília…
Jovem morta em acidente será sepultada em Tucuruí

Jovem morta em acidente será sepultada em Tucuruí

Foi trasladado na tarde desta sexta-feira (11) o corpo de Lindinês dos Santos Trindade para a cidade de Tucuruí, onde…
Bitrem atropela jovem que estava em motocicleta próximo ao Km 6

Bitrem atropela jovem que estava em motocicleta próximo ao Km 6

Por volta das 5h manhã desta sexta-feira (11), Lindinês dos Santos, 23 anos, perdeu a vida em um trágico acidente…