Correio de Carajás

Acidente no Rio Tocantins: Polícia não divulga nome do piloto

Esta foi a moto aquática envolvida no acidente que tirou a vida de Valdicleison/Foto: Divulgação
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Na manhã desta segunda-feira (31), a reportagem do CORREIO perguntou diretamente ao delegado Vinícius Cardoso das Neves qual o nome do piloto da moto aquática que causou um acidente fatal no último dia 22 em Marabá, mas o delegado não revelou o nome do suspeito até o momento. A vítima do acidente é o protético Valdicleison Lopes de Oliveira, de 31 anos, que morreu na hora.

O que a reportagem conseguiu apurar até aqui é que a moto aquática está em nome de Liliane Franca Leão, mas que não era ela quem estava pilotando o veículo e sim um irmão dela, mas o nome dessa pessoa não foi divulgado pela polícia, apesar de a reportagem do Correio de Carajás estar insistindo para saber a identificação desde o dia do ocorrido.

Segundo o delegado Vinícius Cardoso, é prematuro repassar nomes neste momento em que os depoimentos estão sendo colhidos. Os familiares do morto já foram ouvidos e durante esta semana a Polícia Civil vai tomar o depoimento do irmão da dona da moto aquática, apontado como piloto.

Leia mais:

O acidente aconteceu na noite do dia 22, quando Valdicleison e outras pessoas estavam em uma voadeira no Rio Tocantins, entre a Praia do Tucunaré e a Colônia Z-30. A voadeira foi atingida pela moto aquática e o piloto fugiu sem prestar socorro a Valdicleison e as pessoas que naufragaram no momento da colisão.

Capitania dos Portos

Por sua vez, a Marinha do Brasil, por intermédio da Capitania dos Portos da Amazônia Oriental (CPAOR), informou que foi instaurado inquérito para apurar o fato e que um grupo de inspetores navais esteve em Marabá na semana passada, dos dias 25 a 27, mas a Imprensa não teve acesso à investigação.

Em nota, a CPAOR explica que a Marinha do Brasil precisa do apoio da sociedade no sentido de participar ativamente nesse esforço de fiscalização, informando qualquer situação que possa afetar a segurança do tráfego aquaviário, a salvaguarda da vida humana no mar e vias navegáveis ou que represente risco de poluição ao meio hídrico, por meio do Disque Emergências Marítimas e Fluviais: 185 – (91) 3218-3950 ou (91) 99114-9187 (aplicativo de mensagem instantânea). (Chagas Filho)

Comentários

Mais

Motoqueiro bêbado provoca acidente na Folha 29

Motoqueiro bêbado provoca acidente na Folha 29

Após atravessar o canteiro central e tentar alcançar a pista, o condutor de uma motocicleta, Elias Alves de Almeida, de…
Motociclista morre ao bater moto em carro estacionado

Motociclista morre ao bater moto em carro estacionado

Uma fatalidade ceifou a vida do trabalhador rural Jorcelino Alves de Araújo, de 51 anos de idade, morador do município…
Adolescente é apreendido por matar desafeto no Bairro da Paz

Adolescente é apreendido por matar desafeto no Bairro da Paz

Entre os crimes registrados em Marabá está semana está o assassinato de Gabriel da Silva Ribeiro, de 24 anos. Ele…
Polícia faz caçada a um dos suspeitos de envolvimento na chacina de Parauapebas

Polícia faz caçada a um dos suspeitos de envolvimento na chacina de Parauapebas

Parauapebas presenciou, na última quarta-feira (15), uma cena de terror: cinco corpos foram encontrados Às proximidades do bairro Vila Nova,…
Moradores encontram corpo próximo à Folha 8

Moradores encontram corpo próximo à Folha 8

Moradores da Folha 8, Núcleo Nova Marabá, encontraram próximo ao Rio Tocantins um corpo, do sexo masculino, já em estado…
Colisão entre duas motos deixa um em estado grave

Colisão entre duas motos deixa um em estado grave

Após atravessar o canteiro central e tentar alcançar a pista, o condutor de uma motocicleta, de prenome Elias, se chocou…