Correio de Carajás

A recusa de vacinação contra a covid-19 pode gerar demissão por justa causa

“O interesse particular não pode prevalecer sobre o coletivo” afirma Jéssica Abreu/ Fotos: Evangelista Rocha

JUSTA CAUSA

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

As empresas precisam tomar todas as precauções, como colocar a obrigatoriedade da vacinação como uma política interna e esclarecer os colaboradores sobre suas normas

Esta semana um assunto polêmico ganhou o noticiário nacional: uma pessoa foi demitida por justa causa por se recusar a tomar a vacina contra covid-19.

O Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo entendeu que a demissão da funcionária foi feita de forma assertiva. A mulher, que trabalhava em uma empresa terceirizada dentro de um hospital de São Caetano do Sul (SP), entrou na justiça e perdeu a ação. Recorreu e perdeu novamente.

O Correio de Carajás procurou uma advogada trabalhista para explicar sobre a relação de trabalho entre empregados e empregadores.

Leia mais:

Jéssica Abreu, sócia de um escritório de advocacia em Marabá, afirma que essa decisão fortalece muito a discussão sobre o assunto, causando inclusive alguns debates de pessoas que são contra e a favor da decisão judicial a respeito do assunto.

A advogada trabalhista afirma que as empresas precisam deixar claras suas normas

“Essa não é uma verdade absoluta. Existem inúmeros tribunais que podem seguir de forma diferente. Na manchete saiu que a empregada foi demitida por justa causa por não se vacinar contra covid-19, mas não é tão simples assim. Essa demissão não pode ser de forma arbitrária”, explica.

A empresa de São Paulo que fez a demissão em questão seguiu todos os protocolos solicitados pelo Ministério Público do Trabalho (MPT). Realizou campanhas de conscientização com os funcionários, entregou cartilhas e comprovou tudo, se respaldando que estava orientando os funcionários sobre a necessidade de se vacinar.

“Antes de ser demitida, a funcionária recebeu uma advertência, que é uma penalidade mais branda. A decisão do TRT-SP se baseou nessa série de medidas adotadas pela empresa para conscientizar os funcionários. A demissão não foi executada de forma arbitrária”.

A advogada esclarece que as empresas precisam fornecer um ambiente de trabalho seguro e saudável aos colaboradores. Dessa forma, o funcionário que se recusar a tomar a vacina pode estar colocando em risco a vida dos demais colaboradores.

A empresa precisa se cercar de todos os cuidados e colocar essa questão de obrigatoriedade da vacinação como uma política interna e tornar cada colaborador ciente de suas obrigações.

“É preciso que a empresa deixe claro suas normas. O funcionário precisa ter conhecimento do que a empresa dispõe entre direitos e deveres”.

Ao Correio de Carajás, Jéssica finaliza afirmando que o interesse particular do colaborador não pode prevalecer sobre o coletivo. “Se um colaborador não se imuniza, ele acaba colocando em risco a saúde dos colegas de trabalho”

Vacinação

De acordo com o último vacinômetro divulgado pela Prefeitura Municipal de Marabá, até o dia 21 de julho de 2021 8.1697 pessoas foram vacinadas com a primeira dose do imunizante, e 2.0733 pessoas já tomaram as duas doses da vacina no município. (Ana Mangas e Chagas Filho)

Comentários

Mais

Fiocruz entrega novo lote com 937 mil doses de vacinas contra covid-19

Fiocruz entrega novo lote com 937 mil doses de vacinas contra covid-19

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) anunciou, nesta segunda-feira (20), a entrega de um novo lote com 937 mil doses de…
4ª edição do Projeto Gastronomia do Amanhã ocorre esta semana em Marabá

4ª edição do Projeto Gastronomia do Amanhã ocorre esta semana em Marabá

De 20 a 24 de setembro, a 4ª edição do projeto Gastronomia do Amanhã estará em Marabá, sudeste do Estado.…
Em três dias de fiscalização, Sefa apreende cargas sem nota fiscal no valor de R$ 773 mil

Em três dias de fiscalização, Sefa apreende cargas sem nota fiscal no valor de R$ 773 mil

Ações de fiscalização realizadas pelas equipes da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa), em duas regiões do Estado, apreenderam mercadorias…
EUA reabrirão para viajantes estrangeiros vacinados, em novembro

EUA reabrirão para viajantes estrangeiros vacinados, em novembro

Os Estados Unidos vão permitir, no início de novembro, a entrada de passageiros aéreos vindos de Brasil, China, Índia, Reino…
Meteorologia alerta para riscos da seca em seis estados e no DF

Meteorologia alerta para riscos da seca em seis estados e no DF

A dois dias do fim do inverno e do início oficial da primavera que, no hemisfério sul, começa nesta quarta-feira…
Pará recebe nesta segunda-feira (20) mais 87.250 mil doses de vacina contra a Covid-19

Pará recebe nesta segunda-feira (20) mais 87.250 mil doses de vacina contra a Covid-19

O Pará recebeu na manhã dessa segunda-feira (20) a 85a remessa de vacinas contra a Covid-19 enviada pelo Ministério da…