Correio de Carajás

Vice-presidente da República avalia hoje, em Marabá, ações da Operação Verde Brasil 2

Vice-presidente da República chega logo mais a Marabá para reunião com governador e líderes militares do Norte/ Foto: Divulgação Governo Federal
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Hoje, dia 8 de junho, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, acompanhará os trabalhos da Operação Verde Brasil 2 por meio de uma visita a Marabá, onde será recepcionado pelo governador Helder Barbalho, pelo general de Exército Paulo Sérgio de Oliveira, comandante Militar do Norte, pelo general de Divisão Maurílio Miranda Netto Ribeiro, comandante da 8ª Região Militar e pelo general de Brigada Carlos Henrique Teche, comandante de 23ª Brigada de Infantaria de Selva, além de outras autoridades civis e militares.

A atividade constará de reunião entre o vice-presidente e o Governador do Estado do Pará, vídeo conferência com os demais Comandos Conjuntos da Operação, briefing da Operação com a participação de integrantes de todas as agências participantes, sobrevoo da área de operações e uma entrevista coletiva, que serão realizados no 52º Batalhão de Infantaria de Selva.

O Governo Federal deflagrou a Operação Verde Brasil 2 para ações preventivas e repressivas contra delitos ambientais direcionadas ao desmatamento ilegal e combate aos focos de incêndio na Amazônia Legal. O emprego das Forças Armadas para a Garantia da Lei e da Ordem (GLO) e para ações subsidiárias iniciou em 11 de maio último, quando o Ministério da Defesa ativou o Comando Conjunto Marechal Soares Andrea (C Cj MSA), sediado em Belém, e composto do Comando Militar do Norte (EB), o 4º Distrito Naval (MB) e a ALA 9 (FAB), para desencadear ações na Área da Amazônia Legal, no contexto da Operação Verde Brasil 2.

Leia mais:

O C Cj MSA tem a missão de realizar ações preventivas e repressivas contra delitos ambientais focadas na redução de desmatamento ilegal e no combate a focos de incêndios nas áreas de fronteira, nas águas interiores, nas terras indígenas, nas unidades federais de conservação ambiental e em outras áreas nos Estados da Amazônia Legal que requererem, a fim de contribuir com a proteção e preservação ambiental.

A missão desempenhada pelas Forças Armadas é desenvolvida sob coordenação da Vice-Presidência da República, por meio do Conselho Nacional da Amazônia Legal e em apoio aos órgãos de controle ambiental e de segurança pública. O orçamento inicial é de R$ 60 milhões. Até o momento, estão empregados 3,8 mil militares, além de mais de 140 meios de transporte, entre embarcações, viaturas e aeronaves das três Forças Armadas.

As ações são coordenadas pelo Centro de Operações Conjuntas (COC) do Ministério da Defesa e contam com dados de relatórios consolidados pela Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), órgão central do Sistema Brasileiro de Inteligência (SISBIN), e em imagens geradas pelo Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (CENSIPAM), que indicam atividades ilegais.

O Comando Conjunto Marechal Soares Andrea atua de forma conjunta à Polícia Federal (PF), à Polícia Rodoviária Federal (PRF), ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), à Fundação Nacional do Índio (FUNAI), ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), à Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) e às agências ambientais e de segurança pública estaduais, como catalizador da união de esforços para o fortalecimento da segurança da sociedade brasileira, contribuindo para a preservação ambiental.

Até hoje, o Comando Conjunto Marechal Soares Andrea (C Cj MSA) empregou, em apoio logístico e de segurança aos órgãos ambientais e de segurança pública, um efetivo com cerca de 1.400 homens, resultando num acumulado de 168 metros cúbicos de madeira e 300 litros de óleo diesel apreendidos; na aplicação de R$ 950.000,00 em multas, na detenção de 4 pessoas, além de máquinas e veículos legalmente inutilizados pelos órgãos responsáveis.

Além das multas já aplicadas, existem outras, ainda, a serem emitidas após os devidos processos apuratórios conduzidos pelas agências ambientais. As atividades contaram também com ações educativas voltadas para a conscientização da população para a importância da preservação ambiental, tudo com os devidos cuidados e limitações impostos pela Covid-19.(Divulgação 23ª Brigada de Infantaria de Selva)

Comentários

Mais

Publicado decreto que aumenta IOF para custear Auxílio Brasil

Publicado decreto que aumenta IOF para custear Auxílio Brasil

O Diário Oficial da União (DOU) publicou hoje (17) um decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro com as novas alíquotas do Imposto sobre Operações…
Ministro aponta erros de estados e diz que limitou vacinação de adolescentes por cautela

Ministro aponta erros de estados e diz que limitou vacinação de adolescentes por cautela

O ministro Marcelo Queiroga disse nesta quinta-feira (16) que a decisão de restringir a vacinação de adolescentes apenas aos grupos prioritários (deficiência…
Ministério estuda aproveitar créditos de cursos profissionalizantes

Ministério estuda aproveitar créditos de cursos profissionalizantes

O Ministério da Educação estuda permitir que estudantes formados em cursos técnico-profissionalizantes aproveitem os créditos acadêmicos caso decidam continuar os…
Ministério mantém previsão de crescimento da economia em 5,3% este ano

Ministério mantém previsão de crescimento da economia em 5,3% este ano

A Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia manteve a projeção para o crescimento da economia este ano…
Caçula põe irmão mais velho em enrascada

Caçula põe irmão mais velho em enrascada

Um curioso caso de receptação (adquirir mercadoria proveniente de roubo ou furto) foi registrado na Vila Carimã, zona rural de…
Transporte público volta a ser criticado na Câmara de Marabá

Transporte público volta a ser criticado na Câmara de Marabá

Serviço que afeta grande parte da população, o transporte público de Marabá está sempre em pauta nas discussões políticas da…