Correio de Carajás

Vamos falar de Clauber Martins, o Cantador de Vidas e Emoções

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Ainda nem bem nos recuperamos do último final de semana e já te chamo para ficar atento a mais uma super programação para o próximo. O Cantador, Clauber Martins, realiza na sexta-feira, dia 4, show em Marabá, em uma apresentação no espaço cultural Roda Viva. Um sertanejo, violeiro e viajante, cortador de chão, errante, pelo mundo a estradar… assim podemos descrever um pouco da biografia do artista.

Nascido em 28 de julho de 1972, em Grajaú, no Maranhão, o cantador iniciou-se musicalmente aos oito anos de idade na cidade de Imperatriz (MA), quando ganhou de presente (do pai) o primeiro violão.

Quatro anos depois ingressou na escola de música do Rotary Club, onde começou a tocar requinta e posteriormente sax-soprano. Aos 14 anos fez a primeira composição que no mesmo ano o levou a vencer o seu primeiro festival. A música popular brasileira, sempre foi caracterizada nas interpretações e composições do cantor através de suas apresentações em shows solo e em parceria com vários cantadores e compositores do cenário da música brasileira.

Leia mais:

Participou e participa de muitos festivais de considerada expressão pelo país, tendo assim em seu ‘embornal’ mais de cinquenta troféus. Residindo desde 2004 em Marabá (PA), Clauber Martins é idealizador do projeto “Marabá de Todos Cantos”, que envolve na primeira edição (em 2015) um CD com dez músicas de compositores marabaenses. No contexto dos festivais, o artista já teve a honra de participar por diversas vezes do FECAM – Festival da Canção em Marabá, além de outros festivais na região e em todo o Brasil. O que deu a ele uma bagagem musical de peso.

Membro do CCB (Clube dos Compositores do Brasil) e vários três CD’s gravados, sendo eles ‘Clauber Martins’ (interpretações), ‘Coração do Cantador’ e ‘Deix’Tá’. Foi lançado no ano de 2016 o CD ‘Coisas de Cantador’, com composições autorais, interpretadas em parceira com alguns renomados cantores como: Nilson Chaves, Xangai, Zebeto CorrÊa, Javier di MarY-a-bá e Walter Lajes.

Vale a pena apreciar as composições e interpretações estradeiras desse cantador de emoções e vivências. A apresentação em Marabá antecede um show que ele irá realizar em Palmas nos dias 10 e 11 de agosto e, posteriormente, em Araguatins, no dia 12/08. Para quem tiver mais interesse na carreira e obras do artista o material dele pode ser encontrado nas principais redes sociais com vídeos de apresentações e interpretações, te deixando por dentro das principais parcerias estabelecidas no mundo da música.

Sucessos como Shayko Pyaway, Nós Destino, Nua e Crua e Assim o Tal do Amor estão entre as composições do cantor. Para quem estava com saudade, e não é pouca, vale a pena apreciar a apresentação na sexta. Clauber tem a magia de nos embriagar com a poesia e os acordes do violão bem dedilhado. São muitas histórias de noites de bares que assim como eu e muitos de vocês já viveram pelas bandas da Orla do Rio Tocantins, em Marabá. Entre um gole e outro, entre um trago e uma conversa amiga, ficam as memórias das noites com este trovador de emoções. Sem dúvida, não será um show e sim em encontro de amigos e emoções.

Te vejo no próximo encontro embalado com muita cultura! 

Ainda nem bem nos recuperamos do último final de semana e já te chamo para ficar atento a mais uma super programação para o próximo. O Cantador, Clauber Martins, realiza na sexta-feira, dia 4, show em Marabá, em uma apresentação no espaço cultural Roda Viva. Um sertanejo, violeiro e viajante, cortador de chão, errante, pelo mundo a estradar… assim podemos descrever um pouco da biografia do artista.

Nascido em 28 de julho de 1972, em Grajaú, no Maranhão, o cantador iniciou-se musicalmente aos oito anos de idade na cidade de Imperatriz (MA), quando ganhou de presente (do pai) o primeiro violão.

Quatro anos depois ingressou na escola de música do Rotary Club, onde começou a tocar requinta e posteriormente sax-soprano. Aos 14 anos fez a primeira composição que no mesmo ano o levou a vencer o seu primeiro festival. A música popular brasileira, sempre foi caracterizada nas interpretações e composições do cantor através de suas apresentações em shows solo e em parceria com vários cantadores e compositores do cenário da música brasileira.

Participou e participa de muitos festivais de considerada expressão pelo país, tendo assim em seu ‘embornal’ mais de cinquenta troféus. Residindo desde 2004 em Marabá (PA), Clauber Martins é idealizador do projeto “Marabá de Todos Cantos”, que envolve na primeira edição (em 2015) um CD com dez músicas de compositores marabaenses. No contexto dos festivais, o artista já teve a honra de participar por diversas vezes do FECAM – Festival da Canção em Marabá, além de outros festivais na região e em todo o Brasil. O que deu a ele uma bagagem musical de peso.

Membro do CCB (Clube dos Compositores do Brasil) e vários três CD’s gravados, sendo eles ‘Clauber Martins’ (interpretações), ‘Coração do Cantador’ e ‘Deix’Tá’. Foi lançado no ano de 2016 o CD ‘Coisas de Cantador’, com composições autorais, interpretadas em parceira com alguns renomados cantores como: Nilson Chaves, Xangai, Zebeto CorrÊa, Javier di MarY-a-bá e Walter Lajes.

Vale a pena apreciar as composições e interpretações estradeiras desse cantador de emoções e vivências. A apresentação em Marabá antecede um show que ele irá realizar em Palmas nos dias 10 e 11 de agosto e, posteriormente, em Araguatins, no dia 12/08. Para quem tiver mais interesse na carreira e obras do artista o material dele pode ser encontrado nas principais redes sociais com vídeos de apresentações e interpretações, te deixando por dentro das principais parcerias estabelecidas no mundo da música.

Sucessos como Shayko Pyaway, Nós Destino, Nua e Crua e Assim o Tal do Amor estão entre as composições do cantor. Para quem estava com saudade, e não é pouca, vale a pena apreciar a apresentação na sexta. Clauber tem a magia de nos embriagar com a poesia e os acordes do violão bem dedilhado. São muitas histórias de noites de bares que assim como eu e muitos de vocês já viveram pelas bandas da Orla do Rio Tocantins, em Marabá. Entre um gole e outro, entre um trago e uma conversa amiga, ficam as memórias das noites com este trovador de emoções. Sem dúvida, não será um show e sim em encontro de amigos e emoções.

Te vejo no próximo encontro embalado com muita cultura! 

Mais

Goleador nato

Goleador nato

Goleador nato Como forma de homenagear os grandes jogadores que atuaram e atuam no nosso futebol regional, vamos a mais…

Doença Psicossomática

Somatizar acaba sendo um tipo de sofrimento emocional que se manifesta sob a forma de queixas físicas. Aparece mais como…
Um canhoto e um destro!

Um canhoto e um destro!

Um canhoto e um destro! A partir da coluna hoje (8), vamos destacar aqui grandes nomes do nosso futebol. Hoje…

Sobre Paulo Gustavo e o amor cristão

A morte do ator Paulo Gustavo desvelou mais um capítulo desses tempos de intolerância e falta de amor que vivenciamos…
Ligação indireta entre Amapá e Cabelo Seco

Ligação indireta entre Amapá e Cabelo Seco

“Outro bairro que faz parte das minhas memórias afetivas da infância é o Amapá. Não o Amapá dos ricos, aquele…
Galvão sai da “casinha”

Galvão sai da “casinha”

Meu amigo João Galvão, técnico do Águia, quebrou o silêncio e resolveu responder as críticas que lhe têm sido feitas…