Correio de Carajás

Valor da tarifa da bandeira vermelha 2 da conta de luz pode chegar a R$ 11

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

De acordo com cálculos iniciais de membros da Agência Nacional de Energia Elétrica, o valor da tarifa cobrada pela bandeira vermelha 2 na conta de luz pode sofrer reajuste de até 76%. Desta forma, a tarifa do patamar mais alto, atualmente no valor de R$ 6,24 para cada 100kwh consumidos, pode passar de R$ 11. O anúncio oficial do novo valor está previsto para ser divulgado nesta terça-feira, 29. O crescimento dos valores reflete a disparada no custo de geração de energia no Brasil.

Estima-se que o custo desta categoria que será divulgado amanhã é o valor mais alto do mercado e terá que ser repassado ao consumidor, que devido a alta acentuada deve provocar uma redução do consumo, mesmo que de forma forçada para evitar os altos preços. Atualmente, o consumo de energia médio das famílias brasileiras é de 165 kwh, ou seja, praticamente todos os brasileiros serão atingidos pelo reajuste. Para o presidente do Centro Brasileiro de Infraestrutura, Adriano Pires, a Aneel não tem outra opção, senão equalizar o preço da conta de luz ao custo que as distribuidoras já estão pagando pela compra de energia gerada pelas termelétricas.

Pires explica que “Esses R$ 6,24 atuais já não são suficientes para evitar o buraco no caixa das distribuidoras. Se não fizer o ajuste agora, ele terá que ser feito no ano que vem, na revisão tarifária geral. O aumento para cerca de R$ 11,00 corrige o problema de caixa das empresas. A distribuidora não ganha nada com isso, ela apenas repassa os valores entre as geradoras e os consumidores” diz.

Leia mais:

A Aneel anunciou que a bandeira vermelha patamar 2 entrará em vigor no mês de julho. Este será o segundo mês consecutivo da cobrança adicional no patamar mais caro. A crise hídrica deve manter a medida em vigor pelo menos até novembro. Em maio, vigorou a bandeira vermelha 1. O economista André Braz, da FGV, calculou os possíveis impactos do ajuste na tarifa da bandeira vermelha. Segundo ele, a alta pode chegar a 76% se o valor do custo adicional chegar a R$ 11,00.“Com aumento de 76% da bandeira tarifária 2, a conta de luz terá alta de 10,5% no IPCA de julho.

Na prática, baseado na média de consumo das famílias, isso custaria o equivalente a R$ 11 a mais na conta de luz”, explica. O ministro Bento Albuquerque anunciou que fará um pronunciamento em cadeia nacional de rádio e televisão às 20h de hoje. (Roma News)

Comentários

Mais

Residentes do Cidade Jardim clamam por auxílio da gestão de Parauapebas

Residentes do Cidade Jardim clamam por auxílio da gestão de Parauapebas

Dentre os manifestantes que acamparam em frente à Prefeitura de Parauapebas de terça (3) para quarta (4) estavam moradores do…
Justiça determina que manifestantes deixem a Prefeitura de Parauapebas

Justiça determina que manifestantes deixem a Prefeitura de Parauapebas

O prefeito de Parauapebas Darci Lermen não se reuniu com os manifestantes que ocupam o prédio do Executivo e correu…
Moradores de 6 setores acampam na Prefeitura de Parauapebas

Moradores de 6 setores acampam na Prefeitura de Parauapebas

A manifestação iniciada na terça-feira (3) em frente à Prefeitura de Parauapebas não esmoreceu e continua ainda na tarde desta…
Principal emissor de carbono, Pará se compromete a reduzir 86% das emissões de gases do efeito estufa até 2036

Principal emissor de carbono, Pará se compromete a reduzir 86% das emissões de gases do efeito estufa até 2036

O Pará entrou nesta quarta-feira, 4, na lista de estados que aderiram à campanha Race to Zero (Corrida para o…
Primeira escola cívico-militar do sul do Pará é inaugurada em Redenção

Primeira escola cívico-militar do sul do Pará é inaugurada em Redenção

A primeira escola cívico-militar do sul do Pará foi inaugurada em Redenção, nesta terça-feira (3). Denominada Escola Municipal Cívico-Militar Eva…
Despejados do Nova Carajás protestam na Prefeitura de Parauapebas

Despejados do Nova Carajás protestam na Prefeitura de Parauapebas

A terça-feira (3) foi marcada por manifestações em Parauapebas, em que associações de diferentes bairros mandaram representantes para a porta…