Correio de Carajás

Unifesspa oferece apoio psicológico para profissionais de saúde de Marabá

Reunião entre profissionais da Unifesspa e Prefeitura definiu modelo do apoio psicológico
Reunião entre profissionais da Unifesspa e Prefeitura definiu modelo do apoio psicológico
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Uma médica infectologista do Hospital Regional de Tucuruí surtou esta semana por causa da atuação estressante no combate ao coronavírus. Ela precisou ser levada às pressas para receber tratamento especializado em Belém.

Para evitar situações como esta em Marabá, a Faculdade de Psicologia da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Fapsi/Unifesspa) está coordenando um projeto para garantir apoio psicológico a profissionais de saúde que estão atuando no combate ao novo coronavírus, em Marabá. Psicólogos da Unifesspa, da Prefeitura Municipal, psicólogos voluntários e alunos do curso de Psicologia, sob supervisão clínica, estão integrando esta rede de acolhimento.

O serviço de escuta psicológica poderá ser acessado por profissionais de saúde e de outras áreas como limpeza, vigilância e logística que atuam em hospitais, clínicas e postos de saúde da cidade. Os atendimentos serão realizados de forma on-line, utilizando os diversos meios digitais como whats app, skype, ligação telefônica, entre outras formas de mediação virtual.

Leia mais:

O objetivo é oferecer apoio aos profissionais que estão expostos à rotina de cansaço, estresse, medo e outras dificuldades enfrentadas durante a pandemia, causada pelo novo coronavírus. São médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, mas também cozinheiros, vigilantes e terceirizados que estão lidando indiretamente com a crise epidemiológica, dentro das instituições de saúde.

Atualmente, são 1800 profissionais atuando na rede de saúde municipal, muitos deles nunca vivenciaram um momento de grave crise epidemiológica, e que podem vir a sofrer com os impactos dessa pandemia. Para definir os encaminhamentos do projeto, a Unifesspa promoveu uma reunião por vídeo-conferência, em abril, com gestores da saúde.

Com a presença da vice-reitora da Unifesspa, Idelma Santiago, foram discutidos detalhes importantes do projeto, como questões metodológicas, de logística e de comunicação. Um protocolo de intenções foi assinado entre a Universidade e a Prefeitura para formalizar a ação voluntária.

A professora Katerine Sonoda, que coordena uma ação de acolhimento psicológico para alunos da Unifesspa, destacou a relevância do atendimento on-line, serviço já regulamentado pelo Conselho Regional de Psicologia. “Sabemos que o atendimento presencial tem uma ação muito mais potente, porém, diante de uma situação de pandemia, que exige cuidado com a segurança de todos, os atendimentos on-line tem se mostrado muito viáveis. O atendimento remoto, especialmente em situações de crise como esta, possuem grande eficácia terapêutica”, disse.

O representante do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus em Marabá, Márcio Holanda, elogiou a iniciativa da Unifesspa e falou da importância do serviço para a qualidade de vida dos profissionais, diante desse grave momento para a saúde pública. “Estamos muito agradecidos por esse apoio da Unifesspa. Acreditamos que será um trabalho fundamental para manter o equilíbrio dos nossos profissionais, em especial, os que estão na linha de frente. Esse serviço vai fortalecer ainda mais o trabalho de saúde pública oferecido à população de Marabá”, comentou.

A chefe da Divisão de Saúde e Qualidade de Vida da Unifesspa, Sheila Freire, aproveitou para agradecer aos gestores da saúde pelo trabalho que vem sendo desenvolvido na cidade e parabenizou-os pelo forte interesse em firmar esta parceria com a Unifesspa. “Estamos dando início a uma ação muito importante que expressa a solidariedade e o amor de cada um que decidiu colaborar com este projeto. Chegou a nossa vez de fazer algo pelos nossos heróis da saúde, que estão lá cuidando, se arriscando pelo bem de todos nós”, finalizou.

Em breve, serão divulgados os canais disponíveis para acesso à escuta psicológica nos meios de comunicação oficiais da Unifesspa e da Prefeitura Municipal de Marabá. O material de divulgação será produzido pela Assessoria de Comunicação (Ascom Unifesspa).

Também participaram da reunião virtual, a diretora da Faculdade de Psicologia da Unifesspa, Lúcia Cavalcante, o presidente do Comitê de Acompanhamento da Covid-19 na Unifesspa, Carlos Podalirio, a psicóloga, Poliana Ferreira, a assessora de Comunicação da Unifesspa, Laena Antunes, o diretor técnico do Hospital Municipal de Marabá (HMM), Edinaldo Pereira Araújo; a diretora da equipe de Enfermagem do HMM, Michele Ane Teixeira de Santana Nunes; a coordenadora do Samu, Walternice dos Santos Vieira; a coordenadora de Atenção Básica do Município, Mônica Borchart Nicolau e o psicólogo Diego Rodrigues Vieira (Caps). (Da Redação com Ascom Unifesspa)

Comentários

Mais

Noemi Gerbelli, a diretora Olívia de 'Carrossel', morre aos 68 anos

Noemi Gerbelli, a diretora Olívia de 'Carrossel', morre aos 68 anos

Noemi Gerbelli, atriz que ficou conhecida, entre outros trabalhos, como a diretora Olívia da novela “Carrossel” (2012/2013), morreu aos 68…
Sarau na Câmara celebra múltiplas linguagens artísticas de Marabá

Sarau na Câmara celebra múltiplas linguagens artísticas de Marabá

Na noite desta terça-feira, dia 30 de novembro, a Escola do Legislativo de Marabá (Elmar) realizou o 6º Sarau Líteromusical,…
Pará registra 610.087 casos e 16.928 mortes por Covid-19

Pará registra 610.087 casos e 16.928 mortes por Covid-19

O Pará contabilizou mais 695 casos de Covid-19 e 16 mortes causadas pela doença. Segundo o boletim divulgado pela Secretaria…
Alec Baldwin diz que não puxou gatilho de arma que matou diretora de fotografia

Alec Baldwin diz que não puxou gatilho de arma que matou diretora de fotografia

O ator Alec Baldwin declarou em entrevista para TV que não puxou o gatilho da arma que matou a diretora de fotografia Halyna…
MEC publica edital para adesão das instituições ao Fies de 2022

MEC publica edital para adesão das instituições ao Fies de 2022

O Ministério da Educação (MEC) publicou nesta quarta-feira (1º) o edital com o cronograma e os procedimentos para participação das mantenedoras de…
HIV: Brasil tem 694 mil pessoas em terapia antirretroviral

HIV: Brasil tem 694 mil pessoas em terapia antirretroviral

No Brasil, 694 mil pessoas estão em tratamento contra o HIV. Apenas neste ano, 45 mil novos pacientes iniciaram a…