Correio de Carajás

Terra indígenas

(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O Ministério da Justiça e Segurança Pública autorizou o emprego da Força Nacional de Segurança Pública na Terra Indígena Kawahiva do Rio Pardo, em Mato Grosso. A portaria prevendo a medida como apoio à Fundação Nacional do Índio (Funai) foi publicada no Diário Oficial da União. Segundo a portaria, a Força Nacional atuará nas atividades e serviços “imprescindíveis à preservação da ordem pública, da incolumidade das pessoas e do patrimônio, em caráter episódico e planejado”. A medida valerá por 30 dias, podendo ser prorrogada se necessário.

Isolados

Segundo a Funai, a Terra Indígena Kawahiva do Rio Pardo tem 411.844 hectares e é habitada por indígenas isolados. No caso, os Kawahiva (Tupi-Kawahib), do tronco linguístico Tupi da família Tupi-Guarani. A cobiça de não indígenas pela região motivou, por anos, ações da Funai no sentido de proteger e conservar a área. A presença da Força Nacional se fez necessária após a intensificação de conflitos na região. De acordo com a portaria, o contingente a ser disponibilizado será definido a partir de planejamento da Diretoria da Força Nacional, vinculada à Secretaria Nacional de Segurança Pública.

Leia mais:
Comentários
Alagamento no centro

Alagamento no centro

Dias de temporal sempre costumam revelar muitos problemas na área urbana. Foi o que aconteceu ontem (3) para queixa do…
Trânsito louco

Trânsito louco

Ocorrência de trânsito na tarde de ontem, na BR-222, na Nova Marabá, por pouco não acaba em morte. Uma carreta…
Perigo no semáforo

Perigo no semáforo

Na mesma semana em que o trecho urbano da BR-230 viu acontecer acidente grave com perda de vidas humanas, o…
Sem água

Sem água

O CORREIO foi procurado por moradores do Bairro Infraero chateados por não terem acesso a água potável há 20 dias.…
Radar reativado

Radar reativado

Um dos poucos e principais radares de controle de velocidade na área urbana de Marabá voltou a funcionar, após mais…
Invenção absurda

Invenção absurda

O CORREIO pediu da Secretaria de Obras e Viação Pública (Sevop) uma resposta sobre o rio que se formou na…