Correio de Carajás

Superintendente faz balanço positivo com prisão de envolvidos em execuções

Thiago Carneiro, acompanhado de Elcio Fidelis, diz que ação de facções vai acabar em Parauapebas
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O Superintende de Polícia Civil do Sudeste do Pará, delegado Thiago Carneiro, realizou mais uma coletiva de imprensa na manhã de hoje, quarta-feira, 8, na 20ª Seccional Urbana de Parauapebas, para fazer o balanço da força-tarefa iniciada na segunda-feira, 6, para elucidar a onda de homicídios ocorridos na semana passada, que marcaram o início de 2020 como um dos mais sangrentos na Capital do Minério.

Segundo o superintendente, que estava acompanhado do novo diretor da 20ª Secional, Elcio Fidelis, o resultado foi positivo, com a identificação e prisão dos acusados de comandar as execuções e tentativas de homicídios.

Leia mais:

As motivações dos crimes, segundo as investigações, estão diretamente ligadas à briga entre facções criminosas, que disputam território na cidade. Disputas que o superintendente disse que estão com os dias contados, porque o cerco será fechado contra as organizações criminosas.

Ele destacou que as prisões de dois acusados pelas execuções, Jefferson Martins de Bessa, o “Jegue”, ocorrida ontem, terça-feira, 7, e José Tiago Costa do Nascimento, o “Catatau”, preso domingo, 5, já deram um baque forte na criminalidade no município. Jefferson confessou a participação em sete homicídios e tentativas de homicídios.

“Ele e ‘Catatau’ são elementos de extrema periculosidade. A prisão dos dois foi uma grande vitória para a segurança pública e deixa a sociedade de Parauapebas mais tranquila”, frisou Thiago Carneiro.

De acordo com o superintendente, os denunciados apresentam sinais claros de psicopatia, de matar por prazer. “Não tenho dúvida, que a retirada deles das ruas deixa Parauapebas mais tranquila e essa onda de homicídios vai acabar”, enfatizou.

“Jegue” confessou, segundo polícia, participação nas execuções de Tarcísio Queiroz e Reginaldo Silva

INVESTIGAÇÕES

O superintendente ressaltou que as investigações prosseguem e um terceiro elemento, que agia junto com os dois presos, já foi identificado e representado pela prisão preventiva dele. Ainda segundo Thiago Carneiro, os veículos utilizados pelos acusados nos crimes, como o famoso carro prata, também já foram identificados.

A arma que vinha sendo utilizada nos crimes, um revólver calibre 38, foi apreendida com “Jegue”. “Os projéteis encontrados nas cenas dos crimes batem com o calibre da arma. Então, não temos dúvida que essa era a arma utilizada pelos criminosos”, afirma Carneiro, observando que as provas reunidas são robustas contra os acusados.

“Agora é uma questão de tempo prender esse terceiro elemento e minar ainda mais a ação desse grupo criminoso na cidade”, pontua o superintendente, esclarecendo que os bandidos não estavam agindo como assassinos de aluguel, mas sim para galgar postos de confiança e liderança nas organizações criminosas.       

A força-tarefa criada para elucidar os crimes conta com 12 policiais enviados de Marabá, mais os policiais da 20ª Seccional Urbana de Parauapebas. Na ação de ontem, que resultou na prisão de “Jegue”, o grupo contou também com o apoio da Polícia Militar.

ROSÁRIO DE CRIMES

Jefferson Martins confessou um verdadeiro rosário de crimes. Ele admitiu participação em todas as execuções realizadas do dia 2 a 5 de janeiro e de duas tentativas de homicídio.

Segundo a polícia, “Jegue” é membro da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). Ele foi preso ainda em flagrante, por volta de 18 horas, no Bairro Primavera, em Parauapebas. Em posse dele estava um revólver calibre 38, numeração oxidada e 5 munições intactas.

Também foi apreendida com “Jegue” uma motocicleta Honda CB 300, cor dourada/amarelada. O veículo foi usado para cometer os crimes registrados no dia 2, segundo a investigação.

De acordo com a Polícia Civil, ele confessou a autoria do homicídio de Romário Correa Balieiro e das tentativas de homicídio contra Frank Rafael Santos Vaz e de uma adolescente de 14 anos, Crimes ocorridos no DIA 2 de janeiro, no Bairro Liberdade.

Ele também confessou, segundo a polícia, a autoria do duplo homicídio de Tarcísio Barros Queiroz e Reginaldo Silva Vieira, o “Márcio”, executados na tarde do último sábado, 4, no Bairro Nova Vida II. Jefferson confessou ainda que participou das tentativas de homicídio contra Jhony de Lima Cândido e Denilson da Cruz Sousa, ocorrida na noite de domingo, 5, no Bairro Cidade Jardim.

Sobre esse crime, ele afirmou ainda, em seu depoimento, que José Tiago Gomes Costa do Nascimento, o “Catatau”, participou da empreitada criminosa. “Catatau” foi preso em flagrante na ocasião.

Segundo a polícia, Jefferson confirmou e detalhou que José Tiago participou junto com ele também das execuções de Tarcísio Queiroz e Reginaldo Silva. “Jegue” ainda confessou a autoria de um assassinato em dezembro passado e disse que “Catatau” participou do assassinato de Tyrom Lima de Oliveira, de 19 anos, ocorrido domingo, 5, no Bairro Alto da Boa Vista. 

Além desses crimes recentes, “Jegue” possui mandado de prisão em aberto por homicídio cometido no ano de 2011, também em Parauapebas. (Tina Santos – com informações da Polícia Civil e Ronaldo Modesto)

Mais

Tentativa de furto de dormentes é frustrada na ferrovia

Tentativa de furto de dormentes é frustrada na ferrovia

Nesta segunda feira (10), às 11horas, foi frustrada uma tentativa de furto de dormentes de aço dos trilhos da Estrada…
Homem morre eletrocutado ao tentar fazer ligação em poste

Homem morre eletrocutado ao tentar fazer ligação em poste

O Corpo de Bombeiros de Redenção resgatou nesta segunda-feira (10) o corpo de um homem que foi eletrocutado e ficou…
Motorista embriagado é flagrado pela PRF na BR-222

Motorista embriagado é flagrado pela PRF na BR-222

Um homem foi detido pela Polícia Rodoviária Federal na tarde de domingo (9) ao conduzir uma motocicleta visivelmente embriagado, na…
Briga entre mulheres termina com uma esfaqueada

Briga entre mulheres termina com uma esfaqueada

Uma confusão na Vila Brejo do Meio, zona rural de Marabá, terminou com uma mulher esfaqueada e outra presa na…
Homem é assassinado no Residencial Magalhães

Homem é assassinado no Residencial Magalhães

Permanecia sem identificação até ontem (10), na câmara fria do Instituto Médico Legal (IML), o corpo de um homem que…
Parauapebas supera Marabá em criminalidade

Parauapebas supera Marabá em criminalidade

Dados recentemente cedidos pela Diretoria de Informática, Manutenção e Estatística da Polícia Civil do Estado do Pará ao Correio de…