Correio de Carajás

Sempror e OCB realizam 1° Encontro Municipal de Empreendedores Cooperativistas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A Secretaria Municipal de Produção Rural (Sempror), em parceria com a Organização das Cooperativas do Brasil (OCB), realiza de hoje, 25, até o próximo dia 30, o 1° Encontro Municipal de Empreendedores Cooperativistas em vários polos na zona urbana e rural de Parauapebas. A iniciativa visa promover o encontro entre cooperativas, compradoras e fornecedoras, incentivando assim a criação de grandes parcerias de negócios na cidade.

A solenidade de abertura aconteceu está manhã no auditório do Centro Universitário de Parauapebas (CEUP). Durante a programação, serão realizados cursos, seminários e exposições voltados para o homem do campo e empresas que atuam no setor.

De acordo com o coordenador de Desenvolvimento Rural da Sempror, Gilberto Nogueira, na primeira fase do encontro serão realizados cursos de cooperativismo, ministrados pela OCB. O primeiro curso acontece em Parauapebas, o segundo na Palmares II, o terceiro no PA Nova Esperança, o quarto na Vila Paulo Fonteles e quinto na Vila Carlos Fonseca.

Leia mais:

No dia 30, no encerramento do encontro, no auditório da prefeitura, será ministrada uma palestra pela OCB sobre o diagnóstico do cooperativismo na área do agronegócio e qualquer cooperativa pode se inscrever para participar do evento. “A gente convida as cooperativas a participar desse evento. Vai ter espaço para as cooperativas apresentarem quais os serviços e produtos que questão desenvolvendo ou produzindo”, ressalta Gilberto Nogueira.

O coordenador observa que produtos produzidos no município muitas vezes ainda são mais caros que os que vem de outras locais. Segundo ele, isso ainda se deve pela falta de organização da produção.

Por isso, a Sempror está tentando fazer essa organização, incentivando o cooperativismo, que possibilita a produção em grande escala para abastecer o mercado, com produto de qualidade e a preços mais acessíveis. “O produtor sozinho, muitas vezes, acaba não conseguindo suprir a demanda e nem vender regularmente sua produção. Em cooperativa, essa realidade muda, porque há junção de forças”, salienta o coordenador.

Para Edvan Alves, que preside uma cooperativa que atua em Parauapebas e região, oferecendo diversos serviços e cursos profissionalizantes, o encontro de cooperativas é muito importante, porque reúne todos os segmentos e se pode trocar experiências na área do cooperativismo, que tem sido a saída para fomentar a produção agrícola e também setores de prestação de serviços. “É um encontro que serve para se agregar muitas informações sobre cooperativismo, que vem se expandindo na nossa região”, ressalta.

Na opinião de Eurival Martins, o Totó, secretário municipal de Produção Rural, o cooperativismo é saída para que o pequeno e médio produtor consiga disputar o mercado, com produto de qualidade e a preço competitivo. “É a saída para fomentar a produção e agregar valor de mercado”, pontua.

Ele destaca que esse setor ainda é um campo aberto e precisa de muito mais incentivos para se fortalecer e, a Sempror, está dando esse apoio para a criação das cooperativas. “As pessoas podem nos procurar, que nossos técnicos irão dar orientação e vamos buscar parceiros para dar ajudar nesse processo, como é o caso do Sebrae e a OCB”, enfatiza, destacando que muita gente abandonou o campo devido à dificuldade de produzir.

Tentando reverter esse quadro, observa Totó, está se buscando mecanismo para garantir ao agricultor assistência técnica e outros incentivos que reduzam as dificuldades encontradas e estimulem a permanência do homem no campo. (Tina Santos com informações de Ronaldo Modesto)

A Secretaria Municipal de Produção Rural (Sempror), em parceria com a Organização das Cooperativas do Brasil (OCB), realiza de hoje, 25, até o próximo dia 30, o 1° Encontro Municipal de Empreendedores Cooperativistas em vários polos na zona urbana e rural de Parauapebas. A iniciativa visa promover o encontro entre cooperativas, compradoras e fornecedoras, incentivando assim a criação de grandes parcerias de negócios na cidade.

A solenidade de abertura aconteceu está manhã no auditório do Centro Universitário de Parauapebas (CEUP). Durante a programação, serão realizados cursos, seminários e exposições voltados para o homem do campo e empresas que atuam no setor.

De acordo com o coordenador de Desenvolvimento Rural da Sempror, Gilberto Nogueira, na primeira fase do encontro serão realizados cursos de cooperativismo, ministrados pela OCB. O primeiro curso acontece em Parauapebas, o segundo na Palmares II, o terceiro no PA Nova Esperança, o quarto na Vila Paulo Fonteles e quinto na Vila Carlos Fonseca.

No dia 30, no encerramento do encontro, no auditório da prefeitura, será ministrada uma palestra pela OCB sobre o diagnóstico do cooperativismo na área do agronegócio e qualquer cooperativa pode se inscrever para participar do evento. “A gente convida as cooperativas a participar desse evento. Vai ter espaço para as cooperativas apresentarem quais os serviços e produtos que questão desenvolvendo ou produzindo”, ressalta Gilberto Nogueira.

O coordenador observa que produtos produzidos no município muitas vezes ainda são mais caros que os que vem de outras locais. Segundo ele, isso ainda se deve pela falta de organização da produção.

Por isso, a Sempror está tentando fazer essa organização, incentivando o cooperativismo, que possibilita a produção em grande escala para abastecer o mercado, com produto de qualidade e a preços mais acessíveis. “O produtor sozinho, muitas vezes, acaba não conseguindo suprir a demanda e nem vender regularmente sua produção. Em cooperativa, essa realidade muda, porque há junção de forças”, salienta o coordenador.

Para Edvan Alves, que preside uma cooperativa que atua em Parauapebas e região, oferecendo diversos serviços e cursos profissionalizantes, o encontro de cooperativas é muito importante, porque reúne todos os segmentos e se pode trocar experiências na área do cooperativismo, que tem sido a saída para fomentar a produção agrícola e também setores de prestação de serviços. “É um encontro que serve para se agregar muitas informações sobre cooperativismo, que vem se expandindo na nossa região”, ressalta.

Na opinião de Eurival Martins, o Totó, secretário municipal de Produção Rural, o cooperativismo é saída para que o pequeno e médio produtor consiga disputar o mercado, com produto de qualidade e a preço competitivo. “É a saída para fomentar a produção e agregar valor de mercado”, pontua.

Ele destaca que esse setor ainda é um campo aberto e precisa de muito mais incentivos para se fortalecer e, a Sempror, está dando esse apoio para a criação das cooperativas. “As pessoas podem nos procurar, que nossos técnicos irão dar orientação e vamos buscar parceiros para dar ajudar nesse processo, como é o caso do Sebrae e a OCB”, enfatiza, destacando que muita gente abandonou o campo devido à dificuldade de produzir.

Tentando reverter esse quadro, observa Totó, está se buscando mecanismo para garantir ao agricultor assistência técnica e outros incentivos que reduzam as dificuldades encontradas e estimulem a permanência do homem no campo. (Tina Santos com informações de Ronaldo Modesto)

Comentários

Mais

Pandemia e isolamento aumentam procura por cultivo de plantas em casa

Pandemia e isolamento aumentam procura por cultivo de plantas em casa

Em isolamento social, as pessoas tendem a sentir falta de sair e do contato com a natureza, por isso, ter…
Mundo chega a 3 milhões de mortes por Covid com piora da pandemia na América do Sul

Mundo chega a 3 milhões de mortes por Covid com piora da pandemia na América do Sul

O mundo chegou neste sábado (17) à triste marca de 3 milhões de mortes causadas pela Covid-19, em meio à…
Pará gera mais de 3 mil postos formais de trabalho no setor de serviços

Pará gera mais de 3 mil postos formais de trabalho no setor de serviços

“Eu atuo no ramo de eventos, sou segurança, e em meio à pandemia o nosso trabalho parou. Atualmente, a banda…
Novo estudo descarta elo entre tipo sanguíneo e a incidência de Covid

Novo estudo descarta elo entre tipo sanguíneo e a incidência de Covid

Uma investigação feita com mais de 100 mil pessoas nos Estados Unidos demonstrou que não há relação entre o tipo sanguíneo…
Pequeno ouvinte da Correio FM é premiado com bolo de aniversário

Pequeno ouvinte da Correio FM é premiado com bolo de aniversário

O garoto Angelo Miguel, pequeno ouvinte da nossa rádio, foi o grande ganhador da Promoção Aniversariante do Mês da Correio…
Coronafobia: transtornos compulsivos e de ansiedade por conta da pandemia

Coronafobia: transtornos compulsivos e de ansiedade por conta da pandemia

Há um ano que todo o Brasil vem enfrentando a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Sentimentos como incerteza e ansiedade…