Correio de Carajás

Seis Unidades de Conservação de Carajás poderão ser adotadas por empresas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Cinquenta Unidades de Conservação do Pará, dentre elas seis da região de Carajás, foram selecionadas pelo Ministério do Meio Ambiente para serem ‘adotadas’ por empresas privadas no Programa “Adote um Parque”, instituído em decreto publicado em fevereiro pelo presidente Jair Bolsonaro, com a finalidade de promover a conservação, recuperação e melhoria das áreas por pessoas físicas e jurídicas privadas, nacionais e estrangeiras.

A primeira etapa da seleção de unidades foi divulgada na Portaria Nº73/2021, publicada nesta segunda-feira (1º) pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Sales. Na região, foram selecionadas as Florestas Nacionais (Flonas) Itacaiunas, Carajás e Tapirapé-Aquiri; a Reserva Biológica (Rebio) do Tapirapé; o Parque Nacional (Parna) dos Campos Ferruginosos; e a Área de Proteção Ambiental (APA) do Igarapé Gelado. Juntas, essas unidades formam o Mosaico Carajás.

O documento fixa que empresas nacionais poderão adotar o hectare por valor mínimo de R$ 50,00 e que empresas estrangeiras poderão praticar o valor mínimo equivalente a € 10,00 (dez euros).

Leia mais:

De acordo com o decreto que institui o programa, os valores doados deverão ser utilizados para implementação de planos de manejo das unidades, monitoramento, recuperação ambiental de áreas degradadas, prevenção, combate a incêndios florestais e desmatamento ilegal, melhorias em investimentos e infraestrutura e manutenção nas unidades de conservação federais.

As doações podem ser feitas em bens e serviços e a coordenação do programa será do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – Instituto Chico Mendes. O decreto deixa claro que o programa não implica em alteração da natureza jurídica das unidades de conservação ou em prejuízo das competências do Instituto Chico Mendes.

As doações se darão por meio de chamamento público e somente serão aceitas aquelas que atendam à integralidade do edital.

A contrapartida oferecida pelo governo aos adotantes é a liberdade para instalação de elementos identificadores da empresa na unidade de conservação federal adotada ou no entorno, assim como a inserção da identificação também nas sinalizações das próprias unidades.

As empresas também poderão usar, em publicidade, slogans que indiquem parceria com a unidade de conservação federal adotada, do bioma ou da região em que a unidade esteja localizada, acompanhados do logotipo oficial do projeto do Ministério do Meio Ambiente e do Instituto Chico Mendes.

Aos adotantes será permitido, ainda, a utilização da unidade de conservação federal para atividades institucionais temporárias – respeitada a legislação do Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza.

Essas atividades deverão ser de prestação de serviços à população, de caráter cultural, educativo, esportivo, social ou comunitário, sem fins lucrativos e de interesse público. As empresas não podem desenvolver atividades comercias ou divulgação de produtos.  (Luciana Marschall)

Comentários

Mais

Divisa interdita empresa que envasava oxigênio de forma irregular em Marabá

Divisa interdita empresa que envasava oxigênio de forma irregular em Marabá

A Divisa (Divisão de Vigilância Sanitária) de Marabá recebeu denúncia anônima de suposto envasamento inapropriado de gás oxigênio para fins…
Pandemia e isolamento aumentam procura por cultivo de plantas em casa

Pandemia e isolamento aumentam procura por cultivo de plantas em casa

Em isolamento social, as pessoas tendem a sentir falta de sair e do contato com a natureza, por isso, ter…
Mundo chega a 3 milhões de mortes por Covid com piora da pandemia na América do Sul

Mundo chega a 3 milhões de mortes por Covid com piora da pandemia na América do Sul

O mundo chegou neste sábado (17) à triste marca de 3 milhões de mortes causadas pela Covid-19, em meio à…
Pará gera mais de 3 mil postos formais de trabalho no setor de serviços

Pará gera mais de 3 mil postos formais de trabalho no setor de serviços

“Eu atuo no ramo de eventos, sou segurança, e em meio à pandemia o nosso trabalho parou. Atualmente, a banda…
Novo estudo descarta elo entre tipo sanguíneo e a incidência de Covid

Novo estudo descarta elo entre tipo sanguíneo e a incidência de Covid

Uma investigação feita com mais de 100 mil pessoas nos Estados Unidos demonstrou que não há relação entre o tipo sanguíneo…
Pequeno ouvinte da Correio FM é premiado com bolo de aniversário

Pequeno ouvinte da Correio FM é premiado com bolo de aniversário

O garoto Angelo Miguel, pequeno ouvinte da nossa rádio, foi o grande ganhador da Promoção Aniversariante do Mês da Correio…