Correio de Carajás

Secretário de educação participa de “bate papo empreendedor” do conjove

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O secretário municipal de Educação, Luciano Lopes Dias, participou na última quarta-feira, 21, do projeto Bate Papo Empreendedor, promovido pelo Conjove (Conselho de Jovens Empresários) de Marabá. O evento aconteceu no auditório da ACIM (Associação Comercial e Industrial de Marabá), sob o tema “Novos Rumos da Educação”.
Durante o bate papo, o secretário tirou várias dúvidas dos jovens empresários sobre investimentos na área de educação. Luciano Dias observa que havia um pedido implícito da categoria para que ele explicasse o que ocorreu, de fato, na aprovação das alterações do PCCR (Plano de Cargos, Carreira e Remuneração do Magistério), no mês de maio último.
Inicialmente, o titular da Semed apresentou um diagnóstico da educação no início deste ano, na mudança de governo, como estrutura física, número de servidores, IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), transporte escolar e merenda escolar. “Reconheci que este último item, merenda escolar, nos foi repassado com boa gestão, e tem sido mantido no mesmo padrão”, observa.
O titular da Semed também apresentou aos jovens empresários, de forma detalhada, as alterações que foram promovidas no PCCR, criando instrumentos de gestão dentro dele para que o governo não seja surpreendido com novas especializações, mestrados e doutorados, sem planejamento financeiro e orçamentário para que essas despesas fossem de fato cumpridas. “Evidenciamos, também, que o problema da educação não era, exclusivamente, o Plano de Carreira, mas sim um conjunto de ações equivocadas em relação à gestão como um todo na Secretaria de Educação. Mostramos que diante das mudanças que promovemos em várias áreas, não apenas no PCCR, iremos nos recuperar da crise financeira nos anos seguintes”.
Luciano Dias também evidenciou aos jovens empresários quanto de benefícios o governo do Estado do Pará paga para os educadores por meio do PCCR e quanto o município investia até aqui e passará a ofertar a partir de agora, sempre em condições melhores que os educadores da rede estadual.
Outro item que foi bastante debatido entre o secretário de Educação e os membros do Conjove foi o IDEB, discutindo como o índice que mede a qualidade de ensino pode influenciar positivamente em Marabá e como pode ser melhorado. Segundo Luciano Dias, é preciso fortalecer o ensino dos primeiros anos para tentar resgatar um aprendizado nesta etapa da vida acadêmica para que a aprendizagem funcional tenha efeito e as crianças cheguem ao ensino médio e sejam mão de obra de boa qualidade à disposição das empresas.
Os jovens empresários fizeram vários questionamentos ao secretário de Educação sobre gestão, transparência, e levantaram um debate interessante sobre qual impacto positivo na economia de Marabá pode ocorrer se Marabá tiver um IDEB ideal (alto), como ocorre no Ceará, que tem privilegiado a melhoria dos índices de educação há dez anos. “Entre as 100 melhores notas no Índice de Desenvolvimento da Educação no País, 77 estão em municípios daquele estado nordestino. Não temos respostas, ainda, para esse questionamento dos membros do Conjove, mas precisamos refletir sobre isso”, diz Luciano Dias.
Na avaliação do secretário de Educação, iniciativas como esta do Conjove devem continuar a acontecer para que a Prefeitura esclareça quais são as ações de governo previstas e que podem impactar de forma positiva na economia local.

(Divulgação PMM)

O secretário municipal de Educação, Luciano Lopes Dias, participou na última quarta-feira, 21, do projeto Bate Papo Empreendedor, promovido pelo Conjove (Conselho de Jovens Empresários) de Marabá. O evento aconteceu no auditório da ACIM (Associação Comercial e Industrial de Marabá), sob o tema “Novos Rumos da Educação”.
Durante o bate papo, o secretário tirou várias dúvidas dos jovens empresários sobre investimentos na área de educação. Luciano Dias observa que havia um pedido implícito da categoria para que ele explicasse o que ocorreu, de fato, na aprovação das alterações do PCCR (Plano de Cargos, Carreira e Remuneração do Magistério), no mês de maio último.
Inicialmente, o titular da Semed apresentou um diagnóstico da educação no início deste ano, na mudança de governo, como estrutura física, número de servidores, IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), transporte escolar e merenda escolar. “Reconheci que este último item, merenda escolar, nos foi repassado com boa gestão, e tem sido mantido no mesmo padrão”, observa.
O titular da Semed também apresentou aos jovens empresários, de forma detalhada, as alterações que foram promovidas no PCCR, criando instrumentos de gestão dentro dele para que o governo não seja surpreendido com novas especializações, mestrados e doutorados, sem planejamento financeiro e orçamentário para que essas despesas fossem de fato cumpridas. “Evidenciamos, também, que o problema da educação não era, exclusivamente, o Plano de Carreira, mas sim um conjunto de ações equivocadas em relação à gestão como um todo na Secretaria de Educação. Mostramos que diante das mudanças que promovemos em várias áreas, não apenas no PCCR, iremos nos recuperar da crise financeira nos anos seguintes”.
Luciano Dias também evidenciou aos jovens empresários quanto de benefícios o governo do Estado do Pará paga para os educadores por meio do PCCR e quanto o município investia até aqui e passará a ofertar a partir de agora, sempre em condições melhores que os educadores da rede estadual.
Outro item que foi bastante debatido entre o secretário de Educação e os membros do Conjove foi o IDEB, discutindo como o índice que mede a qualidade de ensino pode influenciar positivamente em Marabá e como pode ser melhorado. Segundo Luciano Dias, é preciso fortalecer o ensino dos primeiros anos para tentar resgatar um aprendizado nesta etapa da vida acadêmica para que a aprendizagem funcional tenha efeito e as crianças cheguem ao ensino médio e sejam mão de obra de boa qualidade à disposição das empresas.
Os jovens empresários fizeram vários questionamentos ao secretário de Educação sobre gestão, transparência, e levantaram um debate interessante sobre qual impacto positivo na economia de Marabá pode ocorrer se Marabá tiver um IDEB ideal (alto), como ocorre no Ceará, que tem privilegiado a melhoria dos índices de educação há dez anos. “Entre as 100 melhores notas no Índice de Desenvolvimento da Educação no País, 77 estão em municípios daquele estado nordestino. Não temos respostas, ainda, para esse questionamento dos membros do Conjove, mas precisamos refletir sobre isso”, diz Luciano Dias.
Na avaliação do secretário de Educação, iniciativas como esta do Conjove devem continuar a acontecer para que a Prefeitura esclareça quais são as ações de governo previstas e que podem impactar de forma positiva na economia local.

Leia mais:

(Divulgação PMM)

Comentários

Mais

Pandemia e isolamento aumentam procura por cultivo de plantas em casa

Pandemia e isolamento aumentam procura por cultivo de plantas em casa

Em isolamento social, as pessoas tendem a sentir falta de sair e do contato com a natureza, por isso, ter…
Mundo chega a 3 milhões de mortes por Covid com piora da pandemia na América do Sul

Mundo chega a 3 milhões de mortes por Covid com piora da pandemia na América do Sul

O mundo chegou neste sábado (17) à triste marca de 3 milhões de mortes causadas pela Covid-19, em meio à…
Pará gera mais de 3 mil postos formais de trabalho no setor de serviços

Pará gera mais de 3 mil postos formais de trabalho no setor de serviços

“Eu atuo no ramo de eventos, sou segurança, e em meio à pandemia o nosso trabalho parou. Atualmente, a banda…
Novo estudo descarta elo entre tipo sanguíneo e a incidência de Covid

Novo estudo descarta elo entre tipo sanguíneo e a incidência de Covid

Uma investigação feita com mais de 100 mil pessoas nos Estados Unidos demonstrou que não há relação entre o tipo sanguíneo…
Pequeno ouvinte da Correio FM é premiado com bolo de aniversário

Pequeno ouvinte da Correio FM é premiado com bolo de aniversário

O garoto Angelo Miguel, pequeno ouvinte da nossa rádio, foi o grande ganhador da Promoção Aniversariante do Mês da Correio…
Coronafobia: transtornos compulsivos e de ansiedade por conta da pandemia

Coronafobia: transtornos compulsivos e de ansiedade por conta da pandemia

Há um ano que todo o Brasil vem enfrentando a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Sentimentos como incerteza e ansiedade…