Equipe da Divisão de Saúde e Qualidade de vida com um dos palestrantes, William Paixão
Ads

Fisioterapeuta, médico, advogado e até um comediante. O que há em comum entre eles é que são quatro dos profissionais que trabalharam como palestrantes convidados no III Encontro de Saúde Mental dos servidores da Unifesspa (Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará). O evento está acontecendo deste 11 de setembro e tem o seu encerramento nesta quinta-feira (13) tratando sobre adoecimento vocal e resiliência.

Ads

O encontro é organizado e realizado pela Divisão de Saúde e Qualidade de Vida (DSQV) e teve programação nas unidades II, II e I da universidade, em Marabá. O tema é “Saúde X Trabalho, adoecimento e relações de trabalho”.

A abertura oficial foi feita pela reitora em Exercício Idelma Santiago que destacou a importância do evento, a temática escolhida e o envolvimento de todos os servidores da Unifesspa nesta terceira edição do Encontro de Saúde Mental.

“Esse encontro apresenta um objetivo comum: a proteção e a promoção do bem-estar — fundamentais para a qualidade de vida dos nossos servidores. A Universidade é o espaço dos questionamentos, e por isso, esse encontro é tão importante quando discute temas delicados como é o caso do assédio moral. Temos que falar sobre isso, temos que saber lidar com o assunto e tirarmos lições valiosas”, enfatizou.

O pró-reitor de Desenvolvimento e Gestão de Pessoas Marcel Miranda destacou o empenho de todos da Progep e da DSQV para a realização do Encontro e parabenizou os servidores que pararam um tempinho em seus setores para aprenderem um pouco mais sobre tudo que está preparado na terceira edição do Encontro de Saúde Mental dos servidores da Unifesspa.

O fisioterapeuta Willian Paixão Júnior ministrou a palestra “Dor e o seu universo multifatorial”. Ele explanou que em sua função vital para o corpo humano, a dor envolve receptores sensoriais e o sistema nervoso central para transmitir mensagens ao cérebro. Esse complexo mecanismo tem fundamental importância na indicação de que algo está errado e pode ajudar na investigação de uma doença. Em suas mais complexas faces e fases, a dor pode ser aguda ou crônica e, em cada uma das etapas, tem um ponto importante de controle e recuperação. Com causas multifatoriais, essa patologia atinge de 30% a 40% da população brasileira e pode prejudicar a qualidade de vida e a capacidade funcional do indivíduo.

Outro palestrante foi o advogado Thiago Tadeu de Carvalho falou sobre um importante e delicado assunto: “Impactos jurídicos do Assédio moral no ambiente de trabalho”.

Ele disse que o assédio moral no ambiente de trabalho pode ser entendido como violência psicológica ou moral que expõe trabalhadores e trabalhadoras a situações vexatórias, constrangedoras e humilhantes de forma repetitiva e prolongada. O assédio adoece, estigmatiza e incapacita os trabalhadores e trabalhadoras.

Ele ressaltou ainda que é preciso combatê-lo em sua base; sendo necessário repensar as políticas de gestão. É preciso que cada trabalhador vítima desta gestão truculenta denuncie esta prática. Ele concluiu dizendo que “precisamos conversar cada vez mais e esclarecer fatores que determinam esse tipo de situação em nosso local de trabalho”, disse Thiago Tadeu.

Houve ainda a divulgação do vencedor da I Mostra Fotográfica sobre o “Mundo do Trabalho” em que o vencedor foi Marcos Mascarenhas. Ele terá sua foto publicada no jornal de grande circulação na região e ganhou um curso de fotografia com o fotógrafo Lucas Almeida.

O Coral da Unifesspa comandado pela maestrina Ivonilce Brelaz também se apresentou com a canção “É preciso saber viver”, do grupo Titãs.

Ao final das palestras do primeiro e sgundo dia de encontro, os servidores tiveram a oportunidade de fazer perguntas e esclarecer suas dúvidas com os palestrantes.

 

Ontem (12/09) a programação foi na Unidade II com a palestra sobre “Dor e Trabalho” com o médico Leonardo Franklin e o show de Stand-up com o comediante Saulo Pinheiro.

Já nesta quinta-feira (13/09) haverá a palestra sobre “Adoecimento vocal” com a fonoaudióloga Alethéia Favacho e a palestra sobre “Resiliência no trabalho”, com a Prof. Dra. Da Unifesspa – Silvânia Onça. (Da Redação, com Ascom Unifesspa)

Ads