Correio de Carajás

SANTA ROSA: Incêndio em escola causa pânico

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Na tarde desta quarta-feira (19), estudantes da Escola Municipal de Ensino Fundamental Rufina Nascimento e Silva passaram pelo maior susto, devido a um incêndio no padrão de energia do prédio da escola, que funciona na Avenida Silvino Santis, bairro Santa Rosa, Marabá Pioneira. Ninguém saiu ferido.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e chegou ao local rapidamente, mas houve demora para debelar as chamas porque era necessária a presença de eletricistas da Celpa, para desenergizar a rede elétrica, segundo explicou o subtenente Rogério, do Grupamento de Incêndio.

Bombeiros chegam para tentar conter o incêndio na Rufina Nascimento

“Essa situação precisa da intervenção da Celpa; os bombeiros podem jogar vários produtos aí para tentar debelar esse fogo, mas não vai adiantar devido estar energizado”, explicou o oficial bombeiro, um pouco antes da chegada da Celpa ao local.

Leia mais:

Ainda de acordo com o subtenente, quando a equipe do Corpo de Bombeiros chegou ao local, os estudantes já tinham sido evacuados da área, de modo que foi registrado apenas prejuízo material.

De fato, um dos moradores da vizinhança, Elber Rocha Moura, ajudou a retirar os estudantes no momento do incêndio. Para a reportagem, Elber falou que quando os moradores viram o padrão de energia pegando fogo e as crianças desesperadas no interior da escola, trataram de abrir um portão lateral, por onde os pequenos foram retirados com segurança. “Tinham algumas crianças que já estavam entrando em desespero”, relatou.

Um dos alunos da Escola Rufina Nascimento, Juan Sobrinho, de 8 anos, disse para a reportagem que estava na sala de aula quando escutou os “pipocos”. Ele lembra que todos ficaram muito amedrontados quando viram a fumaça e perceberam que um incêndio começava. Mas logo foram retirados das salas e ninguém saiu ferido.

O incêndio atraiu muitos moradores à frente da escola e alguns observaram que a fiação elétrica é bastante antiga e havia um emaranhado de fios, que podem ter contribuído para o incêndio. Mas apenas o laudo do Corpo de Bombeiros deve confirmar qual foi realmente a causa do sinistro.

(Chagas Filho – Com informações Josseli Carvalho)

Mais

Pará recebe mais uma remessa de doses de vacinas contra Covid-19

Pará recebe mais uma remessa de doses de vacinas contra Covid-19

O Pará recebeu, na tarde desta quinta-feira (6), a décima oitava remessa de vacinas contra a Covid-19. Foram enviadas pelo…
Marabá sedia encontro de promoção da igualdade racial

Marabá sedia encontro de promoção da igualdade racial

O município de Marabá sediou na tarde desta quarta-feira, 5, um encontro entre a Secretaria Nacional de Políticas de Promoção…
OMC faz apelo por negociações sobre patentes de vacinas da covid-19

OMC faz apelo por negociações sobre patentes de vacinas da covid-19

A chefe da Organização Mundial do Comércio (OMC), Ngozi Okonjo-Iweala, elogiou hoje (6) o posicionamento dos Estados Unidos a favor…
Ministério da Saúde libera 284 leitos de suporte ventilatório pulmonar

Ministério da Saúde libera 284 leitos de suporte ventilatório pulmonar

O Ministério da Saúde autorizou hoje (6) mais 284 leitos com suporte ventilatório pulmonar para tratamento de pacientes com quadro…
Colonos bloqueiam garagem da Secretaria de Obras de Parauapebas

Colonos bloqueiam garagem da Secretaria de Obras de Parauapebas

Uma manifestação promovida por colonos da Serra do Cedro, vilarejo localizado a 30 quilômetros de Parauapebas, bloqueou a garagem da…
Pará registra 480.129 casos de Covid-19 e 13.391 mortes

Pará registra 480.129 casos de Covid-19 e 13.391 mortes

O Pará registrou nesta quarta-feira (5) um total de 480.129 casos de Covid-19 e 13.391 mortes. De acordo com o…